terça-feira, 31 de março de 2015

Sorteio no Facebook - "O Medalhão Mágico"

A autora de "O Medalhão Mágico", Mariana Lucera, está realizando um sorteio de Páscoa no Facebook.

Pra participar basta compartilhar o link da Página e clicar em "Participar" no link do sorteio.

Confiram a Sinopse do Livro e NOSSA Resenha ;D Participem!




segunda-feira, 30 de março de 2015

RESENHA Uma Longa Jornada de Nicholas Sparks

Título: Uma Longa Jornada
Título original: The Longest Ride
Autor(a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Sinopse: Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

Minha história com Nicholas Sparks é de amor e esquecimento. Há muito tempo li Um Amor para Recordar e me apaixonei pelo escritor quando ele nem era reconhecido no Brasil. A história de Langdon me fez rir com a ironia do personagem e chorar. Quem nunca escreveu na agenda “o amor é como o vento, não posso vê-lo mas posso senti-lo” que atire a primeira pedra!

E então o esquecimento. Após ler O Diário de uma Paixão e Querido John eu havia me decepcionado com o escritor. Nicholas começou a escrever histórias sem qualquer base e as adaptações nas telas começaram a ser muito melhor do que o enredo de seus livros. Enquanto todas choravam por Nicholas Sparks eu o mantinha longe de mim.

Até que certo dia eu senti a necessidade de ler uma história de amor, não qualquer uma, mas a história de amor e o livro Uma Longa Jornada apareceu bem na minha frente, como se tivesse se remexido nas estantes para ficar mais visível e colocasse uma bandeira escrito em letras garrafais “LEIA-ME”.

''Confie nas pessoas até que elas lhe deem motivos para não confiar. E depois nunca mais fique de costas para elas."

Nicholas Sparks me surpreendeu em um nível espiritual. Uma opinião que levo comigo é de que: talvez o livro não seja ruim, você é que leu em um mau momento. E Uma Longa Jornada caiu para mim exatamente no momento em que precisava lê-lo.  

Em Uma Longa Jornada Sparks conseguiu me fazer suspirar, perder o fôlego, chorar, rir, me fez sentir viva com as bochechas coradas e gritinhos de ansiedade e naquele momento era tudo que eu queria de um livro.

A história de Sophie e Luke que tiveram um encontro marcado pelo destino e as declarações de amor de Ira que transcorrem nas páginas do livro irão para sempre ficar marcados em minha memória.

Em Uma Longa Jornada entendemos o que é o amor, descrito como algo tão simples e tão profundo. Duas histórias que se interligam de um jeito que só Nicholas Sparks é capaz de fazer.

''A questão é que as pessoas quase nunca entendem que nada é exatamente como pensam que será."

Aquele velho Sparks que escreveu Um Amor para Recordar está de volta nas páginas de Uma Longa Jornada, um livro dramático, extremamente bem escrito e que nos surpreende do começo ao fim. Nicholas Sparks, enfim, voltou a ser o famoso Nicholas Sparks.

sexta-feira, 27 de março de 2015

O Milagre de Nicholas Sparks ganha Nova Edição

A Editora Arqueiro acaba de divulgar aos parceiros que vai publicar a nova edição de “O Milagre”, de Nicholas Sparks, anteriormente publicada pela Editora Agir.

Confiram como ficou linda a capa:

Antes


quarta-feira, 25 de março de 2015

Geração de Valor de Flávio Augusto da Silva


Esses dias foi aniversário do meu pai e de longe eu avistei um pacotinho da Saraiva e já fiquei me moendo de curiosidade para saber qual livro ele iria ganhar.
Meu pai foi tão simpático (mentira ele foi pressionado) que deixou eu abrir o presente dele...

Ele ganhou um livro que achei muito interessante. Na verdade eu meio que sempre tive um pouco de "preconceito" com esse tipo de livro...olho a palavra auto-ajuda e fico pensando sei lá o que... vejo coisas sobre empreendedorismo e já lembro das minhas aulas de economia e de gestão da Faculdade e como diz Doutor Chapatin "Isso me dá coisas" hahahaha. 


Mas não posso negar que o livro me chamou atenção pela sua diagramação e pela forma de escrita do autor Flávio Augusto da Silva. O livro consegue me convencer de uma forma que não seja falsa, sabe? 

O escritor é fundador de um grande grupo empresarial brasileiro no setor de educação e proprietário do Orlando City, um time de futebol que participa do Major League Soccer, principal campeonato do esporte nos Estados Unidos e no Canadá. "No ano de 2011, Flávio fundou o projeto Geração de Valor com a finalidade de compartilhar gratuitamente os conhecimentos que adquiriu ao longo dos últimos 20 anos e que lhe permitiram sair da periferia do Rio de Janeiro para se tornar um dos empreendedores brasileiros mais ativos. Em 2014,numa pesquisa realizada pela Cia de Talentos com 52 mil jovens, Flávio foi eleito o quarto líder mais admirado do Brasil."


Ainda não li inteiro, mas a leitura é gostosa e não é pesada com alguns auto-ajudas. Não fala só de negócios, fala de vida e vivência. Achei muito bacana e estou recomendando a todos.


terça-feira, 24 de março de 2015

segunda-feira, 23 de março de 2015

A Editora Darkside

A Darkside vive fazendo promos legais nas redes sociais. Esses dias participei de uma que tinha que enviar uma foto fantasiado de terror por conta da sexta-feira 13. Levei o segundo lugar e eis que chegou o prêmio:

Eu preciso dizer que estou apaixonada por essa Editora! E hoje o correio bateu aqui em casa (Março é meu mêsversário) e minha prima havia me mandando presentes. Um dele era "A noite dos mortos Vivos" que eu queria MUUUUITO!



DARKSIDE SUA LINDA! Obrigada pelas promos e pelo prêmio e por existir! Quero todos os seus livros!


Clique AQUI e "Aposte no Escuro"

quarta-feira, 18 de março de 2015

Editora Arqueiro (Saída de Emergência) divulga capa de A Filha do Império

A Editora Saída de Emergência (da Arqueiro) divulgou para os parceiros a capa de "A Filha do Império", primeiro volume de A Saga do Império, de Raymond E. Feist e Janny Wurts. A previsão de lançamento é para mês que vem, abril. 

O livro fala sobre Mara, a filha mais nova da poderosa Casa dos Acoma, estava destinada a uma vida de contemplação e paz. Mas quando seu pai e seu irmão são mortos, sua vida muda de um dia para outro. Apesar do sofrimento, cabe a ela a tarefa de vestir o manto da liderança e enfrentar as dificuldades e os inimigos implacáveis.

Inexperiente na arte de governar, Mara terá de recorrer a toda a sua força e astúcia para sobreviver no Jogo do Conselho, recuperar a honra da Casa dos Acoma e assegurar o futuro de sua família. Mas quando percebe que os inimigos que quase aniquilaram a sua casa vão voltar a atacar com fúria renovada, Mara só tem uma dúvida: será que ela, apenas uma mulher, ainda quase menina, poderá vencer em um jogo perigoso no qual seu pai e seu irmão falharam?




terça-feira, 17 de março de 2015

Hoje eu chorei na rua - Marcela Picanço

Eu já falei aqui no Blog da atriz e comunicadora - Marcela Picanço - que escreve textos maravilhosos em seu blog. Não aguento gente! Simplesmente AMO os textos dela e resolvi compartilhar mais um com vocês hoje:


Hoje eu chorei na rua

Da cidade de onde eu venho as pessoas choram dentro do carro, ou no máximo dentro do ônibus, escondidas, de óculos escuros e encostadas na janela. Eu sempre chorava no meu carro e gritava pra ver se a dor ia embora mais rápido. Mas hoje eu chorei na rua, enquanto todas as pessoas passavam por mim. E eu nem vi se eles olhavam, eu só sabia que eu tinha que andar o mais rápido possível para chegar à praia. Eu chorei porque eu ainda não entendi a grandezas das coisas. Ainda sou pequena demais e talvez eu não consiga compreender a vastidão do mundo. Pela primeira vez eu senti que eu não estava mudando apenas de casa, mas mudando de pele. Abrindo meus braços para me atirar e enfim, talvez voar. E dá muito medo essa história de mudar continuando o mesmo, porque parece impossível, mas é assim que acontece.

Eu chorei principalmente por eu estar no lugar onde eu mais queria estar, onde eu tive que batalhar para estar, e agora eu me sinto vazia. Sinto como se qualquer ventinho me fizesse voar pra longe. Eu choro por tudo, me emociono com qualquer besteira e sinto muita, mas muita saudade de tudo. Até de coisas que eu nem sabia que dava pra ter saudade. Eu ando à flor da pele, queimando, queimando. Parece que eu estou vivendo uma vida que não é minha. Nada aqui é meu. Esses pensamentos não são meus, nem essa fraqueza, nem essa frieza que na verdade esquenta na hora que não é pra esquentar. Estou em um apartamento lindo, mas nada aqui é meu. O apartamento já veio todo pronto, mas não me vejo em nada. Meu banheiro tem cortina no box. Eu sempre falei que não queria morar numa casa que tivesse cortina no box porque é feio. O conceito de feio mudou bastante nesses últimos tempos. Minha vista é linda e em dois minutos eu tô na praia. É localização que eu quis desde o dia que eu pisei na praia, com 2 anos de idade. Eu sabia que meu lugar era perto do mar e que alguma coisa um dia iria me levar para lá. Aliás, para cá. Agora eu moro perto do mar e ele não consegue preencher meu coração. Achava que o coração se colava com cola de maresia, que nem a Adriana Calcanhoto cantava naquela música.

Aqui o tempo passa muito rápido. Quando eu vejo já são 6 da tarde e quando eu pisco de novo são 2 da manhã. E eu fico me procurando todos os dias, tentando entender quem é essa pessoa nova que mora dentro de outra tão desgastada. Acho que eu já não me cabia mais. Meus sonhos cresceram tanto que eu tive que crescer também. Talvez a carapuça não sirva mais e eu tenha que me reinventar. Novos sonhos, novos caminhos. Talvez não novos, mas maiores e concretos, que se encaixem em mim.

O problema é que descobri que estou em crise. Existencial, psicológica, de personalidade, emocional, não sei. Não sei dizer que tipo de crise é a crise de quando você quer ser algo que você não é. Todas, provavelmente. Eu sempre quis ser genial. Sempre pensei que alguma hora eu faria alguma coisa que ia mudar tudo, ia mudar as pessoas, ia mudar a história ou sei lá. E aos poucos eu fui descobrindo que eu sou só mais uma. Não sou mais interessante e inteligente que ninguém. Não leio, estudo ou me jogo no mundo o suficiente pra isso. Também não nasci genial, porque até eu me convencer de que eu era boa em alguma coisa eu precisei entrar no teatro, há alguns anos atrás. Foi então que eu percebi que as coisas só dariam certo se eu as fizesse para mim e não para mudar alguém. E no teatro eu podia ser todas essas coisas e pessoas e pensamentos que eu era ao mesmo tempo. Eu pude me abrir ao meio e me mostrar, porque na arte todas as ideias são acolhidas de uma forma diferente. A arte te coloca em choque com a sua própria vida. Você começa a ver que o mundo realmente não faz sentido nenhum, mas que a vida vale a pena ser vivida. Então eu descobri o óbvio: eu nao precisava ser genial. Eu só precisava acreditar no que eu faço e acreditar que isso basta para mim.

Me sinto louca, perdida e sozinha, mas dizem que para que uma grande mudança aconteça na gente, é preciso entrar em crise antes, para que se aprenda a levantar sozinho. Por isso eu prefiro ficar aqui, com essa vida nova, aguardando o momento de me transformar em uma tempestade que mude tudo de lugar. Prefiro ficar aqui, onde está sempre amanhecendo.

segunda-feira, 16 de março de 2015

RESULTADO SORTEIO: "Quando um homem ama uma mulher", Bella Andre

Saindo mais uma ganhadora aqui do Sociedade do Livro!

SORTEIO: "Quando um homem ama uma mulher", Bella Andre



Parabéns, Daniela Silva! Obrigada pela participação de todos! Logo logo mais sorteios. Alguma sugestão?

Beijos


sexta-feira, 13 de março de 2015

Lançamentos de Março Arqueiro/Sextante


Arqueiro e Sextante estão repletas de coisas boas e interessantes neste mês de Março. Confiram:

De uma das autoras mais queridas do mundo chega uma trilogia sobre a terra a que nos conectamos, a família que guardamos no coração e as pessoas que desejamos amar... Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda. Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera.Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar. Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote. Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado. Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor.


Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra e seus efeitos sobre eles e suas famílias. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga até um rodeio. Lá é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

  
Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas. Um dia, voltando para casa do trabalho na Galleria degli Uffizi, sua vida muda para sempre. Ao tentar evitar o espancamento de um sem-teto, Raven é atacada. Sua morte parece iminente, mas seus agressores são impedidos e brutalmente assassinados. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria que sussurra: Cassita vulneratus. Ao despertar, Raven faz duas descobertas perturbadoras: uma semana se passou desde o ocorrido e ela se transformou por completo. Quando volta ao trabalho, mais uma surpresa: alguém conseguiu burlar o sofisticado sistema de segurança da galeria e roubar a inestimável coleção de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia. Em busca da verdade, Raven cairá diretamente nos braços do Príncipe de Florença – tão belo quanto poderoso, tão sedutor quanto maligno –, que lhe apresentará um submundo de seres perigosos e vingativos, cujas leis ela precisa aprender depressa se quiser se manter viva e salvar os que a cercam. A transformação de Raven marca o início da série Noites em Florença, cujos personagens foram apresentados em O príncipe das sombras.


Na noite de 23 de dezembro de 1980, um avião cai na fronteira entre a França e a Suíça, deixando apenas uma sobrevivente: uma bebê de 3 meses. Porém, havia duas meninas no voo, e cria-se o embate entre duas famílias, uma rica e uma pobre, pelo reconhecimento da paternidade. Numa época em que não existiam exames de DNA, o julgamento estende-se por muito tempo, mobilizando todo o país. Seria a menina Lyse-Rose ou Émilie? Mesmo após o veredicto do tribunal, ainda pairam muitas dúvidas sobre o caso, e uma das famílias resolve contratar Crédule Grand-Duc, um detetive particular, para descobrir a verdade. Dezoito anos depois, destroçado pelo fracasso e no limite entre a loucura e a lucidez, Grand-Duc envia o diário das investigações para a sobrevivente Lylie e decide tirar a própria vida. No momento em que vai puxar o gatilho, o detetive descobre um segredo que muda tudo. Porém, antes que possa revelar a solução do caso, ele é assassinado. Após ler o diário, Lylie fica transtornada e desaparece, deixando o caderno com seu irmão, que precisará usar toda a sua inteligência para resolver um mistério cheio de camadas e reviravoltas. Em O voo da libélula, o leitor é guiado pela escrita do detetive enquanto acompanha a angustiada busca de uma garota por sua identidade.


Leona Montgomery foi criada na China. Com pai inglês e mãe portuguesa, aprendeu desde cedo a se adaptar aos costumes de outras terras e adquiriu uma cultura e uma sofisticação incomuns às mulheres de seu tempo. Por isso, quando o pai, já viúvo, morreu, deixando os dois filhos em uma situação financeira difícil, Leona assumiu os cuidados do irmão caçula e os negócios da família. Trabalhando pela recuperação da Montgomery & Tavares, ela viajou por diversos países, negociou com homens rudes e enfrentou piratas. Recém-chegada a Londres, agora espera fechar parcerias comerciais e dar sequência a uma investigação que o pai não pôde concluir. Mas estar em Londres significa algo mais. Sete anos atrás, Edmund, um naturalista inglês, deixou Macau à noite, depois de um beijo de despedida que Leona nunca esqueceu, e retornou à Inglaterra. O que Leona não poderia imaginar era que Edmund na verdade é Christian Rothwell, o marquês de Easterbrook, um homem poderoso envolto em mistérios – e que talvez se beneficiasse com o fim das investigações de seu pai. Dividida entre o dever e a tentação, é na cama do marquês que ela fará suas maiores descobertas.



Terminar um relacionamento não é nada fácil. Quase sempre, a dor da separação vem acompanhada de um mundo de incertezas. E agora? Como fazer para seguir em frente? Pensando nisso, a jornalista, cantora e compositora Angela Brandão propõe o que ela chama de quarentena amorosa, um período de cuidados especiais para ajudar você a cicatrizar as feridas, cuidar de si e recuperar o amor-próprio. Recheado de boas histórias e pontuado por trechos de canções e poemas inspiradores, este livro apresenta 12 princípios práticos para sair da inércia que acompanha o fim de uma relação e dar início ao processo de cura. Por mais difícil que possa parecer no início, a resposta que buscamos está em ações ao nosso alcance: criar hábitos novos, cuidar do corpo e da aparência, evitar atitudes radicais e apostar apenas em relações que interessam, sejam elas com pessoas, lugares, objetos ou memórias. Dando os passos certos, um de cada vez, você pode descobrir que a quarentena era o período que você precisava para voltar a desfrutar a melhor companhia de todas. A sua.

SEXTANTE


Jornada do espírito - James Van Praagh

Com mais de 1,2 milhão de livros vendidos no Brasil, James Van Praagh volta a nos presentear com um vislumbre único do outro lado da vida, trazendo ensinamentos profundos sobre a natureza da alma, do corpo e do espírito. Escrito para todos aqueles que já se perguntaram de onde vieram, para onde vão e o que estão fazendo aqui, este livro explica que a vida é muito mais do que aquilo que percebemos com os cinco sentidos e que a morte simplesmente não existe. Por meio de exercícios e meditações, o renomado médium nos guia pelas diversas dimensões do mundo imaterial, oferecendo respostas a alguns de nossos principais questionamentos.

O poder do fracasso - Sarah Lewis

Uma obra inspiradora, com potencial para mudar a forma como compreendemos a criatividade e a conquista da excelência. Muitos dos empreendimentos humanos mais criativos e transformadores – de descobertas que renderam prêmios Nobel a invenções e obras de arte – não surgiram simplesmente por inspiração, mas graças a correções contínuas feitas após tentativas que não deram certo. Sarah Lewis lança uma nova luz sobre a importância dessas tentativas frustradas e do poder motivador que a “quase vitória” tem sobre a determinação. Ela tece habilmente uma teoria a respeito do que de fato significa falhar e de como o fracasso é essencial para o sucesso. De pensamentos sobre o improviso do jazz, passando pela luta de Martin Luther King Jr. contra um problema na fala, até as reflexões de Al Gore sobre a perda das eleições presidenciais, ela traça o perfil de várias pessoas que alcançaram a maestria em sua área de atuação seguindo caminhos tortuosos: muitas vezes retrocedendo, perdendo, experimentando e recomeçando como amador. Usando outros exemplos das mais variadas áreas, como esportes, ciências, artes e empreendedorismo, a autora explora ideias e conceitos que costumam ser ignorados quando se fala da busca pela excelência, entre os quais: o valor da diversão e do lúdico, o momento crucial da escolha entre desistir e persistir, o peso que deve ser dado às críticas e o corajoso papel das vanguardas. Falhar é uma dádiva, mas é também um mistério, pois pode ser o fim de um plano e o início de possibilidades infinitas. O poder do fracasso é uma celebração da determinação e do espírito humano.


                                                                       
                             
Como vencer quando você não é o favorito - Rubens Teixeira
“Se você não nasceu em berço de ouro, se não pôde estudar nas melhores escolas, se ainda não conseguiu entrar para uma boa universidade, se ainda não tem um bom emprego, se não tem ou não teve o apoio da família, se não teve oportunidades, se sofre algum tipo de preconceito, se é tímido ou inseguro – nada disso é impedimento para que você vença na vida. Talvez tenha que se esforçar mais do que os outros no início, dormir menos horas por dia, abrir mão de períodos de lazer e ser mais estratégico para aproveitar todos os recursos que tem a seu dispor. O seu caminho pode não ser fácil, mas certamente ele é possível se você acreditar em si mesmo e agir para realizar seus sonhos. Quem tem tudo de mão beijada muitas vezes não valoriza as próprias conquistas e talvez se considere tão seguro nas disputas que isso chega a representar uma desvantagem, porque os menos favorecidos estarão batalhando a cada segundo pela vitória e aproveitando as brechas que surgirem para mostrar seu valor. Para vencer quando não é o favorito, você deverá refletir sobre temas importantes em sua conduta e em sua capacidade analítica do ambiente em que vive. Terá que examinar quais são seus pontos fortes e fracos, o que tem a seu favor e o que pode representar um empecilho. São as escolhas individuais certas, aliadas ao esforço pessoal, que trarão a sensação de que é possível enfrentar as circunstâncias adversas.”

O jogo das perguntas - 291 questões instigantes para você nunca ficar sem assunto - Gregory Stock Ph.D.

Com mais de 2,5 milhões de exemplares vendidos, O jogo das perguntas se tornou um fenômeno ao levar os leitores a refletir sobre seus princípios e valores. Abordando diversos assuntos – como amor, dinheiro, sexo, ética e tecnologia –, este livro estimula o crescimento pessoal, ajuda a aprofundar seus relacionamentos e é um ótimo passatempo para quando você estiver sozinho no carro ou num jantar com seus amigos e familiares. Nas 291 questões polêmicas que encontrará aqui, você será convidado a explorar o mais fascinante dos temas: você mesmo e a maneira como lida com a vida. Você reescreveria a redação de seu filho no vestibular se isso garantisse a ele uma vaga na melhor universidade? Estaria disposto a abrir mão de sexo durante um ano se isso lhe garantisse paz interior? Pergunte. Reflita. Debata. Sem oferecer uma resposta sequer, este livro vai desafiar suas crenças e, quem sabe, mudar a maneira como você enxerga o mundo e as pessoas à sua volta.




Produtividade máxima - Tamara Schwambach Kano Myles

Muitas vezes chegamos ao fim do dia com a sensação frustrante de que não conquistamos nada significativo, de que deixamos de lado o que realmente importa. E pior: sem saber ao certo como gastamos nosso tempo. No entanto, algumas pessoas conseguem realizar tudo (ou quase tudo) o que desejam. Essa capacidade de organização não se deve a um talento inato, mas sim a uma habilidade que pode ser desenvolvida. Com seu sistema da Pirâmide da Produtividade Máxima, Tamara Myles vai ajudar você a assumir o controle da sua vida, de modo que cada tarefa, por mais simples que pareça, seja capaz de contribuir para a realização dos seus maiores objetivos. Você vai aprender técnicas testadas e comprovadas para lidar com as questões mais comuns do dia a dia. De um jeito prático e fácil, vai descobrir como executar suas atividades com maior eficiência, concentrando seus esforços naquelas que são mais significativas.

Tudo sobre Arquitetura - Denna Jones

Escrito por uma equipe de especialistas, este livro explora as mais icônicas realizações arquitetônicas do mundo, desde o Neolítico até os dias de hoje. Organizado cronologicamente, Tudo sobre arquitetura traça o desenvolvimento de cada período e estilo, cobrindo todas as categorias de construção, das casas de sapé às catedrais, dos arranha-céus às pirâmides.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Lançamentos de Março Novo Conceito

Março está a todo vapor com as novidades que a NC trouxe pra gente. Confiram:

Imersa em uma ditadura ideológica, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que usa os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir os direitos da população. Do outro, um governo tirano, com soldados especialistas em aniquilar magos, nome vulgar dado aos praticantes de tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, um garoto prestes a se formar na escola e não sabe qual futuro pode ter em uma cidade como Acigam. Após o envolvimento dos membros de sua família na rebelião, ele percebe que também está fadado a participar da guerra e vive uma aventura alucinante para descobrir mais sobre a misteriosa ciência que permite encantar objetos com a energia dos elementos. Leran deverá conciliar suas preocupações com a irmã mais nova, a recente vida amorosa e o medo de ser capturado pelos terríveis silenciadores.






Fingindo é continuação da trilogia de Cora Carmack:

Fingindo - "Meu nome é Cade Winston. Aluno de mestrado em belas-artes, voluntário, abraçador de mães e seu namorado pelas próximas vinte e quatro horas. Prazer em conhecê-la."

COM SEUS CABELOS COLORIDOS, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam... E eles nem sonham que a filha vive assim. 
Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro . A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado.
Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida.
Um faz de conta com data marcada para terminar... E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.


A Mais Pura Verdade - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

quarta-feira, 11 de março de 2015

RESENHA Os Segredos de Colin Bridgerton de Julia Quinn

TítuloOs Segredos de Colin Bridgerton
Título Original: Romancing Mister Bridgerton
Autor: Julia Quinn
EditoraArqueiro
Páginas: 336

Sinopse: Os Bridgertons - Livro 04.
Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.

“- Eu só escrevo finais felizes – sussurrou. – Não saberia escrever qualquer outra coisa.”

Agradável é a palavra certa para os livros de Julia Quinn. Ler Os Segredos de Colin Bridgerton só me fez relembrar o quanto a família Bridgerton é cativa.

Já havia lido "O Duque e Eu", primeiro livro da série dos Bridgerton que narra a história da quarta irmã da família e me recordo de ter sido uma leitura compartilhada com muitas risadas. Agora pude acompanhar a história de Colin, o terceiro irmão da família, e continuo a não me decepcionar com a autora.

Muitos escritores ao escrever uma série tão grande centrada em um ponto só podem, no mínimo, se perder no enredo ou deixa-lo repetitivo demais, o que não acontece com Quinn. Não acompanho a história toda da família, tendo lido somente o primeiro e o terceiro livro da série, mas posso dizer que a história de Daphne em "O Duque e Eu" e o enredo que está presente entre o romance de Penelope e Colin neste terceiro livro da família nada tem de repetitivo.

A fama que percorre Julia Quinn como sendo a Jane Austen contemporânea nada mais é do que a verdade. Com personagens carismáticos, Quinn consegue mais uma vez nos presentear com um romance adorável.

''Levou o livro até a altura do rosto e respirou fundo. - Você não adora esse cheiro de livro novo?''

Depois que Anthony e Benedict se casaram, Colin é pressionado pela mãe para que despose alguém, por isso precisa constantemente fugir da família que tanto o sufoca e encontrou nas viagens que faz pelo mundo uma maneira de não precisar conviver com a realidade que o atormenta. Para aqueles que não acompanham os Bridgerton com afinco, saber que os irmãos dos livros anteriores casam não é propriamente um spoiler, pois o gostoso da escrita de Quinn não é o seu final nada revelador, mas o como as coisas acontecem no decorrer da história.

E é nisso que Quinn conquista-nos, nesse jeito corriqueiro de escrever como se estivesse nos contando a mais nova fofoca da sociedade em uma tarde de sábado, assim como sua adorável e sarcástica Lady Whistledown que vem a ser um ponto a mais para o livro que narra a história de Colin e Penelope. Nele, uma senhora diz a plenos pulmões em meio a um evento da sociedade que pagará à pessoa que desmascarar a colunista de Londres.

"Talvez aquilo fosse a definição do amor, afinal. Querer uma pessoa, precisar dela e a adorar até mesmo nos momentos de fúria."

Com uma escrita agradável e uma família querida pelos leitores, Julia Quinn conquista com os Bridgerton e continua a não perder o tom da escrita tanto pela desenvoltura dos enredos como pela construção dos personagens.  

terça-feira, 10 de março de 2015

Arqueiro vai lançar nova série de Sarah Maclean - "Love by numbers"

Mais uma novidade da Editora Arqueiro saindo quentinha AGOOORA!!! Divulgaram para os parceiros que vão lançar a série "Love by numbers" da Sarah Maclean!
A série conta a história de três irmãos, os gêmeos Gabriel (Marquês de Ralston) e Lord Nicholas St. John, e Juliana Fiori (meia-irmã mais nova).
Ainda não há previsão de lançamento, mas já estamos ansiosos!


segunda-feira, 9 de março de 2015

Editora Nova Fronteira divulga capa de Vivian contra o apocalipse, nova distopia de Katie Coyle





A Editora Nova Fronteira divulga capa de Vivian contra o apocalipse, nova distopia de Katie Coyle. O livro tem lançamento este mês e fala sobre capitalismo, política, cultura de intolerância e questionamentos. 


Eu ameeeeei essa capa e já estou na "querência" por este livro.

Confira a sinopse:

Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…

Vivian está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo.

sexta-feira, 6 de março de 2015

RESENHA: Amaldiçoado de Joe Hill

Título: Amaldiçoado
Título Original: Horns
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro
Páginas: 320

Sinopse: Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. 
Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. 

“Pobre diabo”

Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim. Joe Hill, autor de A estrada da noite e Nosferatu, já foi aclamado como um dos principais novos nomes da ficção fantástica. Em Amaldiçoado, o sobrenatural é pano de fundo para uma história de amor e tragédia, de traição e vingança. Um livro envolvente, emocionante e cheio de suspense que nos leva a refletir: em matéria de maldade, quem é pior, o homem ou o diabo?

“O Pacto” ganhou uma nova versão da Editora Arqueiro este ano. Vamos combinar que a capa ficou MUITO MAIS MASSA com a imagem do filme e ator Daniel Radcliffe nela. O ator de Harry Potter deu vida à Ignatius Perrish nos cinemas e a Editora Arqueiro modificou o nome para que todos pudessem conhecer o livro que deu origem ao filme com o nome “Amaldiçoado”. 
Me segurei pra ler o livro antes de ver o filme e assim o fiz. 

Há um ano Ignatius Perrish  perdeu seu grande amor, Merrin. A mulher  foi estuprada e morta e o caso é um mistério. Muitos chegam a acreditar que o pobre Ig é o culpado mesmo ele a amando muito. 

Ignatus  acorda depois de um porre de bebida e descobre que ele tem chifres que cresceram fora de sua cabeça. No começo ele crê que ele está ficando louco, mas logo descobre que eles são de fato reais e vem com um poder terrível  - As pessoas querem dizer a ele os seus segredos mais escuros. A história se desenvolve com muita força e decola em tensão em um conto bem Amaldiçoado.

“As pessoas não param de me contar coisas pavorosas. Ficam dizendo o que queriam fazer, coisas que ninguém jamais admitira. Uma garotinha acabou de me contar que tem vontade de botar fogo na cama da mãe dela.”

Quando o povo aqui de casa me viu lendo isso eles perguntavam se era  um “livro do bem” por causa da capa (hahahaha). Falar que o livro era bom seria um grande eufemismo. Foi extremamente bom!  Joe Hill é simplesmente brilhante e sutil! A forma de como ele escreve é incrível. Em cada linha lida uma profundidade. 

É horrível, emocionante, bonito, divertido, emocionante, mas também bastante profundo e pensativo. Um  dos melhores livros que eu li de Joe Hill. O filme que me aguarde agora! Uhul! 

"Não se pode ter sempre o que quer, mas, se há necessidade real, você vai encontrar."

quinta-feira, 5 de março de 2015

O Príncipe das Canalhas de Loretta Chase chega em Maio pela Editora Arqueiro


A Editora Arqueiro liberou a capa de "O Príncipe do canalhas" de Loretta Chase que chega em Maio. Eu amei a capa e acho que em 2015 essa Editora promete muitas novidades! 

Vejam que linda!



quarta-feira, 4 de março de 2015

Floresta Encantada de Johanna Basford, autora de O Jardim Secreto chega em abril pela Editora Sextante

Então sua Editora Parceira manda esta notícia para você: Em Abril tem "Floresta Encantada" de Johanna Basford, mesma autora de "Jardim Secreto".  - Falei AQUI desse livro, vejam que lindo!



AI MEU DEUS!!!!! SURTEI!!! Quero pra onteeeeeeem!!!!

Já fiquei apaixonada pelo Jardim Secretoooooo, olha esse então!

Em Abril, pessoal! O sucesso é tanto que existem em vários países. E vocês, estão comigo e também estão apaixonadíssimos e ansiosíssimos? 




terça-feira, 3 de março de 2015

Galera Record Divulga Capa de quinto livro do The Walking Dead

O quinto livro da saga "The Walking Dead" chega em Abril nas livrarias. Estou atrasadíssima! Preciso comprar o três e quatro! Confiram a Sinopse:


Renascida das cinzas de seu passado sombrio, Woodbury se torna um oásis de tranquilidade em meio à praga dos errantes. Mas, após o chocante fim do ex-tirano Phillip Blake, o Governador, Lilly Caul e seu grupo de sobreviventes deverão superar seu passado traumático. E, como sabemos, os mortos-vivos são o menor dos problemas para os habitantes desse inóspito universo.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Lucinda Riley agora é da Arqueiro!

Nossa querida Parceira divulgou hoje, em primeira mão, que a autora Lucinda Riley é deles!

Eu amo essa autora! Ela já tem cinco títulos lançados pela Novo Conceito e agora a Arqueiro com certeza teremos capas que nos deixarão apaixonados! Parabéns Arqueiro e Lucinda! <3


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A Mais Pura Verdade - Editora Novo Conceito

Por Maju Raz

E hoje chegou aqui em casa uma amostra de "A Mais pura verdade da Novo Conceito". A Editora fez uma ação surpresa com os parceiros super legal. 

São os seis primeiros capítulos do livro pra deixar a gente curioso pro está por vir no dia 23 de Março. Confira a capa e a sinopse:


Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.

Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.

Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.

Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 

A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.