domingo, 4 de março de 2012

Os Três Mosqueteiros, famosos pelo livro clássico de Alexandre Dumas, existiram na França do século 17

Por Roh Dover (Via TriBooks)

A Editora Évora publicou em seu blog uma interessante curiosidade acerca dos famosos Arthos, Porthos e Aramis, os "Três Mosqueteiros" que ficaram conhecidos pelo clássico livro do escritor Alexandre Dumas, Pai. De acordo com a editora, na França do século 17 os mosqueteiros eram uma coorporação que guardava o Rei, considerados a elite do exército Francês. O nome "mosqueteiros" foi dado ao mudarem das armas carabinas para os modernos mosquetes. Porém, a historiadora Chris Hoopes diz que nenhum documento oficial alega sobre um exército que teve o nome de Mosqueteiros, e o que existe na verdade são apenas evidências históricas de que eles existiram. De acordo com a editora Évora, o grupo foi dissolvido por intrigas políticas e acabou em 1815, mas foi imortalizado no livro de Alexandre Dumas, Pai, publicado em 1844 indo parar na categoria de romance histórico, ou seja, baseado em fatos de que os personagens existiram de verdade, mas os eventos que acontecem no livro são meramente ficcionais, palavras da historiadora Vera Vieira, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário