sábado, 28 de abril de 2012

FEIRA DO LIVRO 2012: 12ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto já tem data marcada



Ribeirão Preto se prepara para receber do dia 24 de maio a 3 de junho a “12ª edição da Feira Nacional do Livro” que contará com, ao menos, 110 escritores.

A feira espera mais de 550 mil visitantes. A cada dia um assunto é destaque e serão oferecidas diversas atividades culturais tanto para adultos quanto para jovens, como: Salão de Ideias, Mesas de Debate, Café Filosófico, Arena Cultural, Ciências, Jornalismo, Gastronomia, Cinema, Literatura Infantil, Autores Locais e shows na esplanada do Theatro Pedro II.

A diretoria da "Fundação Feira do Livro" escolheu como Patrono dessa 12ª edição o advogado Brasil Salomão, e como tradição, desde 2002, a Feira homenageia um país, um estado brasileiro e escritores. Esse ano os homenageados são: Inglaterra (país), Espírito Santo (estado), Graciliano Ramos (escritor), autora infanto-juvenil Thalita Rebouças, Alexandre Azevedo (autor da terra) e o autor educação Paulo Freire.


Segundo o site da Feira do Livro os autores confirmados são: Thalita Rebouças, Ariano Suassuna, João Paulo Cuenca, Guilherme Fiúza, Caio Magri, Maria de Castro Michelin, Narciza Tamborindeguy, Içami Tiba, Cristovao Tezza, Ives de La Taille, Steven Dubner, Deonísio da Silva, Cláudia Matarazzo, Elvira Lima, Márcio Libar, Ricardo Maranhão, Samantha Aquim, Josimar Melo, Palmirinha, Hea Ven Delhaye, Claudete Troiano, Zuenir e Mauro Ventura, Rosana Zaidan, Padre Chico, Lau e Beto Baptista, Dr. Nelson Jacintho, Sônia Bridi, Eliane Cantanhêde, Marcelo Canelas, Neide Duarte, Tatiana Nascimento, Leonardo Boff, Maria Carpi, Milton Hatoum, Lesley Pearce, Marcos Augusto Gonçalves, Ana Kehl de Moraes, Brasil e Marcelo Salomão, Rosely Sayão, Nilton Bonder, Ivan Santana, Roberta Ferraz, Luiz Carlos Lacerda,Tizuka Yamasaki, Ferreira Gullar, Raquel Naveira, Alice Ruiz, Celso Frateschi, Nádia Gotlib, Welington Braz, Maria Cecília Minayo, Benedito Carlos Maciel, Eduardo Giannetti, Eucanaã Ferraz, Galeno Amorim e amigos, Sérgio Roxo, Augusto Cury, Adriana Kortlandt, Roberto da Matta, Menalton Braff, Rute Casoy, Eliane Brum, Miguel Nicolelis, Carolina Munhoz, Raphael Draccon, Daniel Munduruku, Alexandre Azevedo, Heloísa Pietro, Chico Alencar e Noemi Jaffer.

Foto: http://varaldiverso.com.br/
Para mais informações acesse:
Facebook: facebook.com/feiradolivroribeiraopreto

Lançamento Arqueiro – “Private” de James Patterson

Por Francine Estevão

A editora Arqueiro lança agora em maio, mais um livro do escritor James Patterson.

Confira informações sobre “Private”:



Sinopse: Só há um lugar seguro para os segredos dos poderosos.
Jack Morgan é dono da Private, a melhor agência de investigações que existe, com escritórios em vários cantos do planeta. É a ele que os homens e as mulheres mais influentes do mundo recorrem quando precisam de total eficiência e máxima discrição. A agência é o único recurso quando a polícia não pode fazer mais nada.
Os criminosos estão à solta.
Enquanto Jack e sua equipe investigam o assassinato de 13 garotas, surgem dois outros casos, bem mais pessoais. Fred, tio de Jack, procura-o pedindo ajuda com um escândalo financeiro que pode destruir a liga profissional de futebol americano. E a esposa do melhor amigo de Jack, Andy Cushman, é encontrada morta.
Com a Private, nenhum caso fica sem solução.
Os três mistérios parecem insolúveis, mas Jack conta com os melhores investigadores e com o que há de mais avançado em tecnologia – recursos que, muitas vezes, não estão à disposição da polícia. Além disso, a agência não responde a instituições oficiais, portanto, nem sempre precisa jogar de acordo com as regras.

Conheça a Private, a maior agência de investigações do mundo.
Anos após seu pai ter abandonado o negócio, Jack Morgan assumiu a Private. Sob sua direção, a empresa de Los Angeles se expandiu, abrindo filiais em Nova York, Londres e Paris.
Além de Jack, a agência reúne um seleto time de investigadores: a psiquiatra Justine Smith, o impulsivo ex-fuzileiro naval Rick Del Rio, o charmoso Emilio Cruz e os gênios do laboratório Dr. Sci e Mo-bot.
A equipe – Justine em especial – está completamente dedicada a pegar um criminoso que há dois anos vem matando colegiais a intervalos regulares. Às voltas com esse caso intrigante, a agência também é contratada para investigar possíveis manipulações nos resultados dos jogos da NFL – a liga profissional de futebol americano – e para encontrar o assassino da esposa do melhor amigo de Jack.
Juntos, esses três casos quase levarão Jack ao limite de sua energia.
Com um ritmo alucinante, Private é um dos livros mais envolventes de James Patterson.

Leia um trecho aqui.

Adaptação de “A Maldição do Tigre”



O primeiro livro da série de grande sucesso da autora Colleen Houck (publicado no Brasil pela editora Arqueiro) teve seus direitos comprados pela Ineffable Pictures e a espera é que produção tenha início em 2013.

E para se preparar, o projeto já tem roteirista para adaptar o livro de mais de 400 páginas. Julie Plec foi a escolhida.

Julie não é estranha com histórias sobrenaturais, já que é famosa pelo seu trabalho como criadora e escritora da série de TV de grande sucesso da CW: The Vampire Diaries.

Lançamento Lua de Papel – “O Mistério do Chocolate” de Joanne Fluke

Por Francine Estevão

A editora Lua de Papel lança no Brasil “O Mistério do Chocolate”, de Joanne Fluke, primeiro livro da série “Hannah Swensen Mysteries” que nos EUA já está no décimo quinto volume.



Sinopse: Hannah Swensen é uma confeiteira ruiva que cria sobremesas e cookies tão mordazes quanto suas respostas atrevidas na pequena cidade de Lake Eden. Quando Ron LaSalle, o entregador mais querido da cidade é encontrado morto atrás de sua confeitaria, tendo os famosos cookies de chocolate de Hannah espalhados ao seu redor, sua vida e seu negócio só pode piorar. Determinada a não permitir que seus cookies fiquem com má reputação, ela decide começar a investigar o crime, colocando também sua própria vida em risco.

Leia o primeiro capítulo aqui.



Lua de Papel lança “O Encontro”, novo livro de Richard Paul Evans

Por Francine Estevão

A editora Lua de Papel lança agora em maio o livro “O Encontro” de Richard Paul Evans, mesmo autor de “A Promessa”.

O livro é o primeiro da série “The Walk”.



Sinopse: Alan Christoffersen é um jovem publicitário bem-sucedido, comanda sua própria empresa, ao lado do sócio, e é loucamente apaixonado por sua esposa, McKale. Sua vida parece perfeita até que ocorre um terrível acidente enquanto ela montava à cavalo. Alan larga tudo para acompanhar o tratamento da esposa, momento em que Kyle, seu sócio, aproveita para roubar todo o dinheiro da empresa. Então McKale morre. Arrasado, sem a mulher que amava e traído pelo sócio ele se vê sufocado naquele lugar. Então sai de casa sem rumo, com uma mochila nas costas, e inicia uma longa caminhada em direção ao sul. Era uma busca por respostas e um tempo para tentar pensar o que fazer. Durante o caminho ele faz descobertas impressionantes sobre seus sentimentos, conhece pessoas incríveis e vislumbra novamente um sentido para a sua vida. Ele encontra dentro dele algo que jamais lhe poderia ser tirado novamente. Escrita por Richard Paul Evans, autor Best-seller do The New York Times, O Encontro é a primeira história série The Walk, que traz neste primeiro livro uma história emocionante sobre o que fazer quando surgem grandes adversidades na vida e o que podemos aprender com esses momentos.

Confira o book trailer do livro:


Série ‘Harper Connelly Mysteries” vai ser adaptada para TV

Por Francine Estevão



A série “Harper Connelly Mysteries”, da escritora Charlaine Harris, publicada no Brasil pela Lua de Papel, tem seus direitos de adaptação comprados pela Syfy, que já deu início ao projeto para transformar a história em uma série de TV.

A série foi lançada nos EUA em 2005 e conta a história da jovem Harper, que depois de ser atingida por um raio na adolescência, passar a encontrar pessoas mortas desaparecidas.

Na adaptação da Syfy, Connelly, junto ao seu meio irmão, Tolliver Lang, tentam encontrar uma garota desaparecida mas acabam descobrindo uma rede de mentiras e assassinatos ao longo de suas buscas na pequena cidade de Ozarks.

Kam Miller (Law and Order: SVU) está escrevendo o piloto e desenvolvendo a série dramática junto à Universal Cable Productions. Anteriormente, a CBS estaria desenvolvendo a adaptação, mas houve boatos em alguns fóruns de leitores e fãs das sagas de Harris que a Syfy teria angariado os direitos primeiro.

Agora, o que eu, fã da série quero saber é QUEM VAI INTERPRETAR A HARPER? Alguma sugestão?

Fonte: Up Brasil

IAN DAY

Muita gente é apaixonada pela série Irmandade da Adaga Negra de J.R. Ward, da Universo dos Livros. E no próximo sábado, dia 05 de Maio, a editora promove em várias capitais brasileiras o IAN Day, um evento para reunir os fãs da série.

Confiram no mapa os locais do evento:



Confiram também os grupos no facebook dedicados ao encontro:

BOOK TOUR "Pra Vida Toda" - Resenha 1 Livro me Contou

Gente, o Book Tour está em andamento e já temos a resenha do primeiro blogueiro que leu o livro da nossa parceira Nanda Meireles.

Confiram a opinião do Jean Almeida do blog 1 Livro me Contou:


O livro é o segundo da série "Um Sonho a Mais", seguindo com a história de Fabi agora já na faculdade e com o amor da vida no Canadá, isso significa várias mudanças em sua vida, sua rotina.Uma novíssima etapa em sua vida, que deve ser encarada como tal. Ainda no Rio, Fabi tenta manter a atribulada vida de faculdade, administradora da nova loja que a mãe e a futura sogra montaram, e um amor por cartas. Fora algumas coisas cotidianas que a deixam instigada, como por exemplo um homem que sempre está a vigia-la.
Dane, seu noivo está no Canadá estudando e morando com um tio, esse amor a distância anda ficando complicado pois, amor a distância é algo complicado. Dane vem apenas uma vez por ano ao Brasil visitar a família, as coisas estavam ficando difíceis demais para Fabi.
Alguns contratempos hão de vir, risos, pois o que seria de um romance desse sem alguns contratempos. Vamos falar do livro, coisa física agora. Então, a capa não em agradou muito, mas é aquela, autor nacional, baixo custo e tudo mais, essa fonte pro título ficou mio bláh. A diagramação está bonitona, simples, mas  como deve ser, eu encontrei cerca de máximo sete erros de digitação, coisa pouca, sabendo que a revisão foi feita pela mesma pessoa que escreveu o livro. Essas coisas sempre passam batido, nada que incomode a leitura a ponto de deixa-la.
Eu pessoalmente, não curti muito estilo de escrita da Nanda, tãão Sparks, só que menos desenvolvido. O livro é um romance bem simples, eu diria até clichê. Eu indico o livro pra quem gosta de livros melosos, só que não muito melosos. Sabe, é difícil falar de uma coisa que não te agradou muito, que o livro não foi do meu grado, não quer dizer que todas as pessoas que o lerem não gostaram, tem gosto para tudo não é?
Leiam, tirem suas conclusões, e venham me dizer o que acharam, combinado?

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Resenha – “Visão do Além” de Charlaine Harris


Por Francine Estevão


Título Original: Grave Sight
Título Nacional: Visão do Além
Autor: Charlaine Harris
Tradução: Cassius Medauar
Lançamento: 2011 (2005 em inglês)
Páginas: 229
Categoria: Ficção policial/mistério
Editora: Lua de Papel

#1 Série Harper Connelly Mysteries

Agradecimento Lua de Papel

Sinopse: Harper Connelly e seu meio-irmão, Tolliver, são especialistas em encontrar cadáveres de pessoas desaparecidas, receber o pagamento e partir rapidamente, pois as pessoas que os contratam têm o estranho hábito de não querer ouvir o que eles têm a dizer. E à primeira vista, a experiência com os moradores da pequena cidade de Sarne, nas Montanhas Ozarks, parece não ser diferente. Uma adolescente está desaparecida, e Harper sente imediatamente que ela está morta. Mas os segredos que envolvem este assassinato e a própria cidade são profundos demais até mesmo para que a habilidade especial de Harper consiga desenterrá-los. Ao perceber a hostilidade crescer ao redor deles, ela e Tolliver querem apenas resolver o assunto e ir embora, mas então outra mulher é assassinada... E o criminoso ainda não terminou seu trabalho...

Em primeiro lugar devo dizer que a série Harper Conelly Myesteries me ganhou desde a primeira linha que li do livro. Em segundo, quero dizer que é extremamente fazer a resenha do livro 1 depois de ter lido e resenhado o 2, “Surpresa do Além”.

Quando era mais nova, Harper foi atingida por um raio e diferente do que todo mundo pena, ela sobreviveu. Mas, mas do que isso, ela passou a ter um “dom”: ela descobre a causa da morte dos mortos. Pra se livrar de uma família problemática, Harper e seu meio irmão Tolliver sobrevivem do “dom” dela. Eles então passam a vida viajando pra esclarecer mortes não solucionadas.

Em “Visão do Além”, eles vao a Sarne resolver a morte de um jovem casal. Contratada pela mãe do garoto, Dell, que foi encontrado e enterrado, suspeito de ter matado a namorada e se matado, Harper tem que encontrar o corpo de Teenie que nunca foi localizado e esclarecer se ela realmente foi morta por Dell.

Depois de solucionar parte desse caso, a mãe de Teenie morre complicando a partida de Harper e Tolliver que vão passar maus bocados até finalmente conseguirem deixar Sarne, não sem antes encararem um final inesperado, mas que convenhamos, é digno de novela mexicana.

Calma, não é ruim, mas que lembra os folhetins do SBT/Televisa, isso lembra. Pelo menos a parte da solução do mistério das mortes.

Pra quem não gosta de ler séries, sem problemas! “Visão do Além” tem um final definitivo e totalmente independente de “Surpresa do Além”. Aliás, quem não ler Visão e ler Supresa também não vai ter nenhuma dificuldade em entender a história. Mas como fã que virei da série, eu sugiro que vocês leiam os dois e aguardem pelo terceiro (“Um frio do além”) que deve ser lançado no segundo semestre desse ano.

Uma ótima história, bem escrita e envolvente. Com uma pegada e uma linguagem bem jovial e um que de investigativo. Uma ótima mistura que equilibra o livro não deixando nem pesado demais nem bobo demais.  

sábado, 21 de abril de 2012

CLUBE DO LIVRO FNAC: Encontro Sociedade do Livro: MAIO


O encontro de MAIO da Sociedade do Livro promete ser ótimo! E nós temos uma surpresa para os participantes: a presença da escritora Vanessa Bosso!

No dia 22 de maio, terça-feira, vamos nos reunir novamente no espaço de eventos da Fnac do Ribeirão Shopping, dessa vez para debatermos o livro “Se eu morrer antes de você” de Allison Brennan, da editora Universo dos Livros.

O livro foi escolhido pelos participantes do último encontro, em abril. Então, se você quer ajudar a escolher os próximos livros, não deixe de participar.

Além do mais, quem estiver presente no encontro do dia 22 de maio vai concorrer a vários brindes e livros que vamos sortear entre os participantes.

E agora a melhor novidade do encontro de maio: a escritora VANESSA BOSSO vai estar presente no encontro para debater o livro do mês com a gente e falar sobre seu trabalho como escritora.

Vanessa Bosso é autora de “2012 – Uma Aventura no Fim do Mundo”, “O Elemental”, “O Imortal”, “Senhor do Amanhã” e “Possuída”.

(Confira mais sobre a autora aqui.)


Lembrando que os encontros da Sociedade do Livro são gratuitos, abertos ao público. Então, pode participar quem leu ou não o livro do mês, quem quiser apenas conferir, quem tiver bons livros pra compartilhar com a gente e quem quiser bater um papo com a convidada da Sociedade.

Para dúvidas e sugestões, entrem em contato com a nossa equipe pelo e-mail: sociedadedolivrorp@gmail.com.


Sinopse do Livro do Mês - MAIO: “Se eu morrer antes de você” de Allison Brennan




Seis anos atrás, Lucy Kincaid foi atacada e quase morta por um predador que conheceu online. Ela sobreviveu. Seu agressor não. Agora o objetivo de Lucy é juntar-se ao FBI e lutar contra o cyber-crime, mas nesse meio tempo, ela é voluntária em um grupo de direitos das vítimas, navegando na internet disfarçada para enganar e atrair agressores sexuais para as mãos da lei. Mas quando os predadores que ela caça começam a aparecer como vítimas de assassinatos, o FBI tem todo um novo interesse por Lucy. Com seu futuro e possivelmente até sua liberdade em perigo, Lucy descobre que ela é um peão na história de alguém para obter justiça. Ela junta suas forças com o especialista em segurança Sean Rogan e, juntos, eles traçam seu caminho desde salas de chat online até as ruas de Washington, DC. Mas outra pessoa está seguindo-os: um perseguidor tem os olhos em Lucy. O úncio jeito de ela escapar de sua brutalidade pode ser outra luta até a morte.


Encontro de MAIO da Sociedade do Livro
Data: 22/05/2012 (terça-feira)
Horário: 19h30
Local: Fnac Ribeirão Shopping
Livro do mês: “Se eu morrer antes de você” de Allison Brennan

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Resenha - "O Senhor do Amanhã" de Vanessa Bosso

Por Roh Dover
Esta resenha também foi publicada no TriBooks

Título: O Senhor do Amanhã
Autor: Vanessa Bosso
Lançamento: 2011
Páginas: 435
Formato: Impresso 
Categoria: Policial/ Conspirações
Editora: Dracaena 


Sinopse: Cuidado! Enquanto lê essa sinopse, eles estão de olho em você. Seus e-mails, telefonemas e até os seus pensamentos estão sendo cuidadosamente vigiados. E arquivados. A Nova Ordem Mundial é uma realidade e a agenda global segue no intuito de eliminar 70% da população terrestre. No mundo atual, nada é o que parece ser. Não acredita? Então leia e descubra o que ninguém quer que você sabia. Descubra quem será o Senhor do Amanhã.  


Chega aquele momento que você pede para que a Luz lhe mande um livro que você não consiga desgrudar das páginas. Aquele livro que te suga para dentro da história, que você entra em dieta sem ao menos perceber, seu ovo de páscoa sobrevive mais uma semana sem ao menos você se dar conta. Algumas vezes precisamos desses livros, durante uma ressaca literária ou depois de ler um livro nada empolgante.
Se foi a Luz ou não, nunca vou saber, mas o moço do correio, ou será o Enviado? Trouxe “O Senhor do Amanhã” de Vanessa Bosso. E o livro que consegue me fazer desistir de assistir um episódio novo de Gossip Girl ou reprisar os episódios da segunda temporada de Guerra dos Tronos, meus amigos, é um livro que definitivamente vocês deveriam ler.
Existem aqueles escritores que tem aquele dom, e não falo aquele dom que a gente consegue ter depois de muita experiência não. Eu digo aquele dom que faz com que cada palavra, cada frase seja viciante e você queira mais. Daquele mesmo jeito que a J. K. Rowling usa para escrever Harry Potter, ninguém sabe o porquê, mas continua lendo, lendo, lendo e lendo. E lê mais, mais, mais e mais.
Você literalmente enfia a cara no livro e não sai dali enquanto não estiver escrito em negrito e maiúsculas: fim, acabou, já era, parte pra outra. E aí você se levanta da poltrona com cara de quem acordou para o mundo e não gostou do que viu, corre pra poltrona de novo, abre o livro de novo, mas é, acabou de verdade.
“O Senhor do Amanhã” tem uma história intrigante, que diferente de “Cilada” de Harlan Coben, não te deixa preso só porque você quer saber que diabos ele quis dizer com aquilo na primeira página e que consequentemente você só vai descobrir na última frase do livro. Não, “O Senhor do Amanhã” te transporta para o mundo de Helena e Jack, da luz e da escuridão, você fica pendurado no livro porque ele é bom como um todo, os personagens, o tema, a trama, e a narração que não te cansa e não enjoa, ela consegue fluir livremente.
Depois do atentado do dia 11 de setembro contra as torres gêmeas, tudo no mundo que Helena e Jack conhecem muda. Depois que descobrem que na verdade o prédio das torres gêmeas foi implodido pelo próprio governo americano, que não caiu nenhum avião no pentágono, e que tudo no futuro já foi altamente combinado por uma agenda global que detem as datas do Tsunami da Indonésia e do furacão em Nova Orleans bem antes de acontecerem, só resta aos poucos e confiáveis amigos de Jack e Helena se juntarem para tentarem combater a Nova Ordem Mundial, um governo que quer extinguir 70% da população mundial.
E eu aviso, não pesquisem no Google as coisas que falam no livro, imagens das torres gêmeas, chips implantados em seres humanos, cobaias, o monumento da Geórgia e tantos outros. Sério, vai dar medo.  Eu avisei.
O mundo de Jack e Helena é o nosso mundo, os eventos que acontecem, acontece bem aqui na nossa frente. A alienação, a futilidade, talvez a gente nem precise de um chip implantado na mão direita para tornar-se um robô, talvez nós já somos agora, neste instante, com a bomba de informações que recebemos.
Não é todo mês que a gente lê um livro assim, e é até por isso que as vezes preciso pedir “Deus, me mande um livro legal, tá” e quando um livro assim cai do céu, eu costumo terminar o livro, fazer o dança do UEBA (pow, como assim não conhece! É só esticar os braços pra frente, rebolar e girar fazendo os movimentos com as mãos, e no final grita UEBA!) e ligar para sua tia, avó, pai, irmã, amigas, e leitores e dizer “vocês TEM que ler esse livro, mas tem MESMO, tipo AGORA!"
Empolgação estilo fangirl a parte, Vanessa Bosso escreve de um jeito que conquista qualquer leitor. A história é muito bem construída e os personagens criados nos fazem torcer e acreditar neles até o final. “O Senhor do Amanhã” é para se dizer no mínimo fantástico, surpreendente e que deixará qualquer leitor um fã da escritora.

Resenha - "A Linguagem das Flores" de Vanessa Diffenbaugh

Por Roh Dover
Esta resenha também foi publicada no TriBooks

Título Original: The Language of Flowers
Título Nacional: A Linguagem das Flores
Autor: Vanessa Diffenbaugh
Lançamento: 2011
Páginas: 295
Formato: Impresso 
Categoria: Romance/Drama
Editora: Arqueiro

Sinopse: Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção. Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder. Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. Em seu livro de estreia, Vanessa Diffenbaugh cria uma heroína intensa e inesquecível. Misturando passado e presente num intricado quebra-cabeça, A linguagem das flores é essencialmente uma história de amor – entre mãe e filha, entre homem e mulher e, sobretudo, de amor-próprio. 

 
A expectativa é a decepção do leitor, disse isso na resenha “Cidade dos Ossos” de Cassandra Clare. Após terminá-lo segui para “A Linguagem das Flores” de Vanessa Diffenbaugh sem expectativa nenhuma.
Não fazia ideia do que se tratava o livro, porque não gosto de ler sinopse e ao ler o primeiro capítulo sobre uma menina com problema psicológico, órfã que acabou de ser emancipada do estado após completar 18 anos eu disse “que coisa é essa?!” levantei uma sobrancelha (é eu consigo fazer isso) e fiz careta com a boca.
Também comentei na resenha de “Cidade dos Ossos” que a decepção pode ser a sobrevivência do leitor. Com certeza foi a sobrevivência do livro em minhas mãos. Após acostumar com a história de Victoria, entender seus problemas e libertar-me do pré-conceito da vida que ela tinha, me vi tocada pelo livro, de coração e alma.
Não é fácil imaginar a vida que Victória teve, e muitos de seus problemas psicológicos nos é explicado, como viver em mais de 10 casas diferentes e todas suas supostas mães te devolvendo porque não querem mais você ou você tendo que ir embora porque a mãe adotiva era uma louca desvairada que tentou te matar.
Os problemas psicológicos de Victória vêm a tona nos primeiros capítulos, tão bem narrados e descritos pela autora que o choque que você leva de ler uma personagem estilo da Victoria te faz largar o livro e sair correndo para voltar no mundo mágico e perfeito de “Cidade dos Ossos”.
Após se emancipar e viver os últimos 18 anos entre mães que decidiam que não te queriam, decidiam que você tinha problemas demais para elas aguentarem e entre o orfanato, Victoria não tinha ninguém e sua única casa era a rua e sua única cama o chão.
Entre a emancipação e a vida presente de Victória ela nos conta a última mãe que teve, sua última esperança e tentativa de um lar aos 10 anos. Elisabeth conseguiu quebrar todas as barreiras que Victória construiu ao longo dos lares que passava e era rejeitada. Ela ensinou a Victória sobre o poder das flores e suas mensagens, e Victória colocou tudo a perder.
Se apegando a única lembrança boa que tinha, conseguiu um emprego em uma floricultura e entre as idas ao mercado de flores,  descobre que não é apenas ela que sabe sobre o segredo mágico das mensagens que as flores são capazes de transmitir, aquele homem misterioso da barraca também sabe sobre elas.
É entre a vida problemática de Victória e sua alegria de viver com Elisabeth no passado, que Vanessa nos conta de forma belíssima a história dessa menina que apesar de não ter esperança nenhuma, aos poucos foi encontrando a beleza que existe na vida brutal da realidade deste mundo.
Nós conseguimos ver nitidamente a transformação dela, seu crescimento e o enfrentar dos obstáculos mentais que ela precisa superar. “A Linguagem das Flores” me tocou e me transformou, uma história incrível que até aqueles que esperam uma expectativa não serão levados a decepção, e aqueles que assim como eu não tinham expectativa nenhuma, serão presenteados com uma história simples e ao mesmo tempo complexa, bela e que transformará cada um que a ler.

Sorteio do Mês – MAIO: “Linguagem das Flores” de Vanessa Diffenbaugh


 
Sinopse: Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção. Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder. Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. Em seu livro de estreia, Vanessa Diffenbaugh cria uma heroína intensa e inesquecível. Misturando passado e presente num intricado quebra-cabeça, A linguagem das flores é essencialmente uma história de amor – entre mãe e filha, entre homem e mulher e, sobretudo, de amor-próprio.

Sorteio válido até 20 DE MAIO de 2012.

Para participar do sorteio é OBRIGATÓRIO:

1 - Residir no Brasil
2 - Seguir o blog publicamente pelo Google Friend Connect (basta ter uma conta no Gmail, Twitter ou Facebook) – ao fazer isso você deve preencher o formulário como “primeira participação”
3 - Deixar um comentário neste post
4 - Preencher o formulário abaixo

FORMULÁRIO




CHANCES EXTRAS:

-seguir a @Sociedade_Livro no twitter (preencher o formulário mais uma vez)

-divulgar no twitter a frase: “Quero ganhar o livro “Linguagem das Flores” que a @Sociedade_Livro e a @editoraarqueiro estão sorteando http://migre.me/8M1vT” (preencher o formulário mais uma vez)

-adicionar a Sociedade do Livro no Facebook (preencher o formulário mais uma vez)


Avisos:
- A primeira participação é OBRIGATORIAMENTE seguir o blog da Sociedade e comentar neste post (não serão aceitos formulários que estiverem marcando as opções extras como primeira participação).

- As pessoas que não seguirem as regras OBRIGATÓRIAS serão DESCLASSIFICADAS caso sejam sorteadas, sendo feito assim um novo sorteio.

- O ganhador vai receber um e-mail da Sociedade do Livro informando que ele ganhou o sorteio. Ele tem até 5 dias para responder o e-mail para a nossa equipe. Se não aparecer dentro deste prazo estabelecido, o sorteio perde o valor e um novo sorteio é realizado.O sorteio vai ser feito pelo site random.org e faremos um print na página, para mostrar o ganhador.

RESULTADO SORTEIO DE ABRIL – “Surpresa do Além” de Charlaine Harris


Um mês depois e com mais de 300 participações, se encerra mais um sorteio da Sociedade do Livro.

O vencedor, tem até 5 dias para responder o e-mail que estamos encaminhando. Caso o e-mail não seja respondido até a próxima terça-feira, 23 de abril, um novo número será sorteado.


Resultado Sorteio do Mês – “Surpresa do Além” de Charlaine Harris:



 
Lembrando que o número foi sorteado pelo site random.org.

Parabéns JANAINA BARRETO, você foi a sortuda deste mês e vai receber o livro “Surpresa do Além” de Charlaine Harris.
Fique atenta ao e-mail e nos responda até 23 de abril ou outro número vai ser sorteado.


Agradecemos a TODOS que participaram no sorteio deste mês e também a editora LeYa/Lua de Papel, parceira da Sociedade do Livro que nos forneceu o livro para sorteio.

Fiquem ligados no blog que vamos dar início a mais um sorteio de livro. Dessa vez, o sortudo ou sortuda pode ganhar “Linguagem das Flores” de Vanessa Diffenbaugh, da nossa editora parceira Arqueiro.

CLUBE DO LIVRO FNAC: Quarto Encontro da Sociedade do Livro no Espaço Eventos da FNAC Ribeirão Preto

Por Sociedade do Livro


Aconteceu na terça-feira, 17 de abril, o quarto encontro da Sociedade do Livro no espaço eventos da FNAC Ribeirão Preto. O encontro rendeu um debate cheio de discussões sobre o livro “Cilada” de Harlan Coben.

Entre os votos a favor e contra a inocência de Dan Mercer, acusado de pedofilia por um programa de televisão, entendemos no debate que em “Cilada” não há mocinhos nem vilões, e que todos os seres humanos estão sujeitos a errar e a pedir perdão em algum momento na vida.

Um dos assuntos abordados no debate, que foi contextualizado no livro, foi a guerra que os Estados Unidos enfrentam e o patriotismo daquela nação exemplificado no livro: “Você aprovaria seu filho ir para guerra, quando todos os outros voltassem e ele não?”. Sobre o tempo que a família precisa esperar quando um parente é dado como desaparecido, 48 horas de pura aflição, e também sobre a permissão de bebida alcoólica a menores.
Foi falado sobre o caso de Elizabeth Smart, citado no livro. Um caso real de sequestro que aconteceu nos Estados Unidos em junho de 2002.

É interessante como Harlan Coben define o poder que o jornalista carrega nas mãos. Quando a jornalista Wendy Tynes arma uma cilada para Dan Mercer, mas fica em dúvida se ele realmente é pedófilo ou não.

O escritor narra uma passagem que a ex-mulher de Dan comenta que uma pessoa não precisa ir presa ou juiz nenhum precisa condenar o acusado para acabar com a vida de uma pessoa, quando o jornalismo tende a dar sua opinião desfavorável, a sociedade bane o indivíduo, acreditando sempre nas palavras da mídia.  O que nos levou a discutir sobre o acontecimento Escola-Base no Brasil em 1994.

Coben nos chamou atenção sobre a questão da bebida alcoólica que os adolescentes dos Estados Unidos vêm enfrentando: começam a beber desde cedo e alguns pais permitem tal ato. Entre o debate, discutimos que foi um tema não muito bem trabalhado no início do livro, mas muito importante para o desfecho.

Também refletimos sobre o perdão e como ele foi importante no livro, mesmo que atuando como personagem secundário. Casos como a moça alcoólatra que atropelou o marido da jornalista existem a todo o momento pelo mundo. Casos como a “cara cortada” rendeu uma discussão sobre aqueles que acreditaram que não existem pessoas capazes de perdoar e aqueles que disseram que existem pessoas com tal dom.

Passamos horas contextualizando os momentos do livro para o nosso mundo, e discutindo o mundo de Coben como se fosse o nosso. Também comentamos sobre o livro “Linguagem das Flores” de Vanessa Diffenbaugh da editora Arqueiro, que foi lido por uma das coordenadoras e que abordou a beleza da história e sua mensagem significante. Também falamos sobre “Mentes Criminosas”, de Sérgio Pereira Couto.

Para finalizar, agradecemos a gerente de comunicação da FNAC Débora Pereira, a gerente de Livros Fernanda que está nos apoiando na divulgação do Clube do Livro, as editoras parceiras da Sociedade do Livro, que nos mandam livros e brindes maravilhosos para podermos sortear para nossos participantes: Editora Lua de Papel/LeYa, Editora Arqueiro/ Sextante e a Universo dos Livros. E aos participantes Benedito Hércules e Daniela Balthazar que voltaram para o encontro de abril, e aqueles novos que ficaram um pouquinho ali com a gente ouvindo nossas discussões e debates sobre o mundo de suspense de Coben. 

Os livros indicados para o encontro de maio foram: “Caiu do Céu” de Heidi W. Durrow, “Se Eu Morrer Antes de Você” de Allison Brennan, “Circo da Noite” de Erin Morgenstern, “O Melhor de Mim” de Nicholas Sparks, “Ecos da Morte” de Kimberly Derting.

E por toda a narração empolgante sobre “Linguagem das Flores” de Vanessa Diffenbaugh, os participantes também quiseram votar nele como indicação para leitura de maio. Porém, no fim, quem venceu foi “Se Eu Morrer Antes de Você” de Allison Brennan.


A data para o encontro de maio já esta marcada, esperamos vocês no dia 22 de maio, às 19h30 no espaço de eventos da FNAC Ribeirão Preto no Ribeirão Shopping!