sábado, 7 de abril de 2012

Concurso de Capas "A gente ama, a gente sonha", de Fabiane Ribeiro


Por Francine Estevão 



A escritora de “Corações em Fase Terminal” e de “Xadrez”, Fabiane Ribeiro, parceira da Sociedade do Livro, está para lançar seu terceiro livro: “A gente ama, a gente sonha” e você pode fazer parte desse novo trabalho dela.

Antes de lançar o livro, a Fabi lançou em seu site um concurso de capas para o e-book de “A gente ama, a gente sonha”.

Além de ter a chance de ter a sua capa no e-book da autora, se o seu trabalho for escolhido você ainda pode ganhar um exemplar de cada um dos primeiros livros dela.

Então, confira as regras de participação e não fique de fora:

- Enviar uma imagem em alta definição para ser usada como capa do e-book do livro "A gente ama, a gente sonha", para o e-mail: assessoriaxadrez@gmail.com
- Ser seguidor do Blog Reino Xadrez.
- Residir em território brasileiro.

Sinopse de “A gente ama, a gente sonha”: Uma narrativa futurista, em que a população vê-se cercada de poluição, máquinas e redomas. Por um lado, as classes nobres conseguem proteger-se do céu alaranjado. Em contraposição, aqueles que preenchem as classes média e baixa estão à mercê do Maquinário (governo moderno) e de graves problemas respiratórios. Religião é algo extinto, assim como os sentimentos; árvores frondosas e diversas espécies da fauna são encontradas apenas nos museus naturais. E o que dizer dos sonhos? São controlados por máquinas, assim como tudo mais na sociedade. Nesse cenário, Vanessa, ou melhor, Nenê, encontra uma carta esperançosa de alguém que previa a destruição do seu mundo, mas que acreditava na cura do mesmo. Uma carta escrita há muitos séculos... No ano de 2012. A carta convida-a a repensar suas atitudes e as de seus semelhantes, ao mesmo tempo em que a leva a conhecer um novo mundo: Nenê, pela primeira vez, sonha sem programar a Máquina de Sonhos e, assim, acaba conhecendo um rapaz misterioso durante seu sono. Sem saber seu nome, ou sem ver sua face, Vanessa sabe que o ama e que deve fazer de tudo para encontrá-lo e, assim, resgatar valores perdidos pela humanidade. Em sua trajetória, ela tem que aprender a lidar com assuntos há muito tempo banalizados, como família, morte e amor. Um livro sobre robôs, sonhos, romance e, sobretudo, sobre a reinvenção do ser humano.

Mais informações sobre o novo livro de Fabiane Ribeiro e sobre o Concurso de Capas aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário