quarta-feira, 30 de maio de 2012

FEIRA DO LIVRO 2012: Autora Inglesa Lesley Pearce participa da 12ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto

Por Maju Raz

Ontem, pela manhã, a autora inglesa Lesley Pearse participou do Salão de Ideias da Feira Do Livro no Theatro Pedro II. O evento começou com a apresentação da autora feita por uma assistente editorial da Editora Novo Conceito.

Lesley falou sobre o início de sua carreira, quais são suas fontes inspiradoras, como é processo criativo de um livro e comentou sobre os livros “Roubada” e “Belle”.


Durante o Salão de idéias ela contou que antes de ser escritora seus livros foram negados por muitas editoras, mas nunca desistiu. Foi guiada por uma agente de Londres que a orientou melhorar seus textos e reescrevê-los.Então Lesley escreveu seu primeiro livro “Georgia” (que conta a história de uma garota que é forçada a fugir, deixando tudo o que ela ama para trás) e deu início à sua carreira.

Hoje, a romancista possui uma carreira concretizada e premiada e é uma das escritoras mais amadas do Reino Unido com vendas de mais de 7 milhões de cópias de seus 20 livros até o momento.

A autora comentou também sobre seus livros no Brasil. “Roubada”, lançado em 2010, conta a história de uma bela garota chamada Lotte que é encontrada semi-afogada em uma praia sem nenhuma memória de quem ela é e de como chegou lá. Sua amiga Dale e seu amigo Scott a reconhecem quando sua foto sai no jornal, mas ninguém faz ideia do real motivo por qual Lotte se encontra daquele jeito. O que será que aconteceu? Ela foi sequestrada? Uma história cheia de corrente de segredos, mentiras e perigos.

Em seguida Lesley comentou um poquinho do livro “Belle” que vai ser lançado em Julho deste ano. “Belle viveu em um Bordel toda a sua vida, sem nenhuma compreensão do que acontece nos quartos do andar de cima. Mas a sua inocência é abalada quando ela testemunha o assassinato de uma das meninas e, posteriormente, é apanhada na rua pelo assassino, ela é vendida para a prostituição em Paris.”

A editora Novo Conceito aproveitou a chegada da autora para lançar a segunda edição do livro “Roubada” com nova capa:

A platéia fez várias perguntas para Lesley. Uma delas foi “como se tornar um escritor de sucesso?” A escritora disse que nada é impossível quando a gente quer muito aquela coisa. “Acredito que persistência é a chave. Desapontamentos e rejeições são parte do aprendizado.”

Por fim a autora de grandes sucessos agradeceu a presença da platéia e disse estar adorando o Brasil. Em seguida autografou os livros no estande da ParaLer da Feira do Livro e conversou com alguns fãs.

A Sociedade do Livro esteve na sessão de autógrafos e trouxe para nossos leitores dois marcadores autografados por Lesley que serão sorteados em breve! Confiram ela autografando nas fotos abaixo.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Cuidados com livros

Por Maju Raz
Os livros são idolatrias de muitos leitores e por conta disso eles têm um lugar excepcional nas prateleiras. Contudo, os livros juntam muita poeira e mofo, o que pode ser prejudicial para a saúde.

Sendo assim é preciso fazer uma limpeza na sua estante pelos menos uma vez a cada 3 meses.

Para limpar os livros empoeirados é simples:

-Retire os livros da sua estante (um de cada vez para não se perder) e empilhe os livros na ordem em que foram tirados.

-Na prateleira passe um pano umedecido com álcool para que bactérias e traças não ameacem seus livros. Espere secar e passe um pano seco para não deixar nada úmido.

-Retire o pó de seus livros com uma escova macia para não danificar as páginas. Passe um pano macio sobre a capa. Folhear os livros é bom para arejá-los.

-Por último recoloque os livros em sua prateleira em pé e não coloque muitos livros em uma só fileira de uma maneira que fiquem apertados.

Assim você conserva mais suas paixões e sua saúde!

Sorteio - Marcadores sortidos + Bloco de Notas


A Sociedade do Livro e o TriBooks se juntaram para sortear os melhores marcadores de nossas editoras parceiras com um bloco de notas disponibilizado pela editora Arqueiro! Serão dois pacotes contendo marcadores sortidos e cada um com um bloco de notas para serem sorteados para dois ganhadores. Vocês podem participar tanto pelo TriBooks como pela Sociedade, o link do rafflecopter estará disponibilizado nos dois blogs. 

Promoção válida apenas para os residentes no BRASIL.
O prêmio será entregue em até 45 dias corridos.

a Rafflecopter giveaway
 
NOTA DE AVISO: O ganhador deve entrar em contato com nossa equipe em até 5 dias (tribooks@hotmail.com ou sociedadedolivrorp@gmail.com). Se não aparecer dentro deste prazo estabelecido, o sorteio perde o valor e um novo sorteio é realizado. Neste email deve conter Nome Completo e Endereço Completo. Para mostrar o ganhador, publicaremos um post com o título "O TriSortudo é:" em ambos os blogs. Uma semana antes do sorteio, os participantes irão receber um email do TriBooks lembrando-os que estão participando do sorteio e que confiram a página do TriBooks ou da Sociedade do Livro no dia da realização do mesmo. Porém, para que os TriLeitores não percam os sorteios que são realizados no blog, o TriBooks aconselha aos TriLeitores participantes que se inscrevam na coluna ao lado (Siga o TriBooks por e-mail) para que assim recebam os posts do TriBooks ou que sigam o TriBooks no twitter (@Tri_Books) ou a Sociedade do Livro (Sociedade_Livro) para que fiquem ligados quando for publicado os TriSortudos.

Boa Sorte,

Da Equipe Sociedade do Livro e TriBooks! 

domingo, 27 de maio de 2012

Lançamentos Meg Cabot

Por Francine Estevão


A Roh Dover acabou de me dar a melhor notícia do ano: "Portrait of My Heart", da Patricia Cabot, continuação de "A Rosa do Inverno" vai ser lançado em junho aqui no Brasil! **comemora**



"Retrato do Meu Coração" vai chegar aqui depois de muuuito tempo de espera e está sendo lançado pela Editora Record.


E enquanto eu procurava por notícias oficiais para confirmar o que a Roh Dover me contou, encontrei também que já está chegando às livrarias brasileiras "Mordida", o segundo livro da série de vampiros da Meg, "Insaciável".




sábado, 26 de maio de 2012

Resenha - "O Imortal" de Vanessa Bosso


Por Francine Estevão

Título: O Imortal
Autor: Vanessa Bosso
Ano de Lançamento: 2011
Número de Páginas: 207
Categoria: Romance/Ficção
Editora: Dracaena



Sinopse: Ele não é um vampiro, mas, acaba de completar 533 anos. A vontade de morrer é a única coisa que o mantém vivo. Até que alguém surge em sua vida...Alguém capaz de mudar tudo. Deixe-se transportar para o Vale do Loire e descubra que o amor verdadeiro existe, independente do tempo e espaço. Desvende os segredos por trás da imortalidade e deixe-se apaixonar por esse romance imortal. 

“O Imortal” é um livro diferente e super fácil de ler. Daqueles que proporcionam uma leitura rápida e gostosa. Além de ter um final surpreendente.

Nicolas é imortal e sabe um jeito de transformar metal em ouro, o que permite que ele seja ultra rico sem precisar fazer nada além de curtir o paraíso que é seu próprio castelo no Vale do Loire e seus carrões (o cara tem uma Ferrari, um Volvo...) na companhia do amigo-mordomo Pierre. O que mais alguém poderia querer da vida? 

Pois é, nunca estamos satisfeitos com o que temos. E aos 533 anos de vida, Nicolas só deseja uma coisa: a morte (sim, isso é possível mesmo ele sendo imortal, mas eu não vou contar como). Mas Pierre sempre impede ele de cometer essa loucura. O problema é que Nicolas se sente muito sozinho sem nunca ter se apaixonado por ninguém esse tempo todo.

Um dia, Sophie aparece no castelo com um grupo de amigos, debaixo de chuva, depois que o carro em que ela estava teve um problema mecânico. A atração de Nicolas por ela foi instantânea e surpreendeu até meso Pierre. A turma foi convidada a ficar no castelo até que o carro fosse consertado.

Eis aqui o único ponto que me deixou meio assim no livro: o amor entre Sophie e Nicolas acontece muuuuuito rápido para o meu gosto, mas vá lá.

Mas, claro, o ‘felizes para sempre’ não vai ser assim tão simples e aqui, se eu falar mais alguma coisa, estrago o livro então vou deixar para vocês lerem.

Voltando ao que eu disse no começo, o final é surpreendente e evita qualquer possível clichê. Quando vai chegando o fim do livro, você se envolve de tal maneira nas cenas, que elas passam pela nossa cabeça como se fossem um filme.

Além disso, durante todo o livro fiquei me perguntando algumas coisas que só fui descobrir mais pra frente. Esse mistério sobre, por exemplo, como ele virou imortal me fez ler ainda mais rápido pra descobrir o que tinha acontecido.

Ah, mas o final...hahaha. É, deu pra ver que eu gostei mesmo do final, né?
 

sexta-feira, 25 de maio de 2012

ENTREVISTA: Thalita Rebouças


Por Francine Estevão
Fotos: Maju Raz





A escritora infanto-juvenil Thalita Rebouças foi a autora homenageada da 12ª edição da Feira do Livro de Ribeirão Preto e esteve na cidade nesta sexta-feira (25/05), para participar do evento.

Eu a entrevistei por telefone, para a Rádio BandNews FM Ribeirão Preto, e a escritora disse ter adorado a homenagem e estar ansiosa para encontrar os fãs.

“Eu já tenho o maior carinho por Ribeirão, está já é a terceira vez que participo da Feira do Livro. Ser homenageada do jeito que foi feita a escolha, por votação popular via internet, então foi muito bacana os jovens de Ribeirão terem escolhido meu nome, então eu estou muito feliz porque tenho o maior carinho por qualquer evento que promova a literatura e o hábito da leitura.”

Segundo Thalita Rebouças, falar que os jovens, em sua maioria não gostam de ler, já é coisa do passado. “Isso acontecia há 12 anos, quando comecei a escrever. A verdade é que os adolescentes e pré-adolescentes estão lendo cada vez mais. No começo perguntava para 30 pessoas numa turma em uma sala de aula quem gostava de ler e três levantavam a mão. Agora, quem não gosta de ler tem vergonha disso e então 25 levantam a mão pra dizer que gostam de ler.”

De acordo com a escritora, sagas como Harry Potter, por exemplo, foram as motivadoras para essa mudança no perfil do jovem leitor. “Harry Potter tem muito a ver com isso. E cada vez mais autores estarem escrevendo para esse público juvenil, também.”

E o público infanto-juvenil não é fácil. Thalita ressalta que nessa fase, eles não são nem crianças nem adultos, então são delicados e exigentes,

Então, como será que ela faz para agradar os milhões de fãs que tem espalhados no Brasil e em Portugal (onde sete de seus livros já foram publicados)? “Eu acho que o que meus livros têm são coisas que acontecem na vida deles. São histórias que fazem rir e que não querem passar nenhuma lição de moral. Eu quero fazer, com meus livros, que a partir do humor, do riso, que eles pensem, reflitam e tirem as próprias conclusões. Eu não quero dizer o que é certo o que é errado, eu não quero ser uma tia chata ou preocupada. Eu só quero fazer companhia para eles e aproximar eles do hábito da leitura. E tem dado certo, graças a Deus!”

Uma forma de aproximar ainda mais a leitura dos jovens, é o projeto “Ler é bacana” que a escritora criou há mais ou menos sete anos. O projeto “nasceu como uma resposta que eu arrumei para dar as pessoas que falavam pra mim ‘ eu não gosto de ler’ e eu perguntava por que e eles falavam ‘ah ler é chato’. Na verdade ler não é chato, é o oposto de chato, ler é bacana”.

Ela inclusive trouxe para a cidade vários broches com o lema da campanha para distribuir entre o público dos três eventos que ela participou na cidade. Uma conferência pela manhã, uma salão de idéias a tarde e uma bate-papo na Fnac do Ribeirão Shopping, a noite.

E com 37 anos, Thalita já não é mais uma adolescente (embora tenha o jeitinho alegre de uma). Simpática, ela responde como consegue escrever para jovens como se fosse um deles. “Eu penso no que eu gostaria de ler se eu tivesse 13, 14 anos. Então eu sento no computador, viro uma menina de 13, 14 anos e ai não fico me julgando. A mulher, jornalista, de 37 anos revisa, mas é a menina de 13, 14 que escreve, que dá asas a imaginação. Para mim é muito simples, flui naturalmente o texto na hora que eu to escrevendo.”

Ela explica também de onde vem a marca quase registrada de sua carreira, o “Fala Sério”. “O Fala Sério veio não só por causa da gíria que é tão popular, mas veio pela coisa do falar seriamente. Todos os textos “Fala Sério” têm momentos em que os personagens conversam seriamente, têm momentos emocionantes, têm momentos que fazem pensar. Então foi uma maneira de usar tanto a coisa gaiata da gíria quanto o lado sério da coisa.”

E para fechar a entrevista à BandNews FM Ribeirão Preto com chave de ouro, Thalita Rebouças falou sobre a responsabilidade de escrever para o público infanto-juvenil. “É uma responsabilidade grande porque a minha função, a minha missão, é formar leitores. O que eu quero mesmo com meus livros é fazer com que o adolescente perca a implicância com o livro e vire um adulto leitor porque quanto mais a gente lê, melhor a gente escreve, melhor se comunica e quando crescer mais vai ficar melhor no mercado de trabalho, numa entrevista de trabalho, de emprego. Então, o que eu quero é aproximar o jovem do hábito da  leitura. Pra mim, a minha responsabilidade é essa. A partir de mim, eles podem ir para Dostoievski, Kafka, Shakespeare, Jorge Amado, Saramago, Vargas Llosa...não importa. O que eu quero é que eles, a partir de mim, se interessem pelo hábito de ler.”

CLUBE DO LIVRO FNAC: Encontro Sociedade do Livro: JUNHO




O nosso próximo encontro vai ser no dia 20 de junho, umaquarta-feira, às 19h30, no espaço de eventos da Fnac do Ribeirão Shopping.

Desta vez, vamos falar sobre o livro “Possuída”, último lançamentoda escritora daqui de Ribeirão Preto, Vanessa Bosso, que esteve presente nonosso último encontro, num bate-papo super gostoso sobre a carreira dela.

O livro foi escolhido pelo pessoal que estava presente noencontro de maio. Então, se você quer ajudar na escolha do próximo título doencontro de julho, não deixe de participar do evento em junho.

Os participantes, além de nos ajudarem a escolher o livro domês, também participam dos sorteios de livros e brindes que a Sociedade doLivro faz em parceria com as editoras LeYa/Lua de Papel, Universo dos Livros eArqueiro/Sextante.




Lembrando que os encontros da Sociedade do Livro sãogratuitos, abertos ao público. Então, pode participar quem leu ou não o livrodo mês, quem quiser apenas conferir, quem tiver bons livros pra compartilharcom a gente e quem quiser bater um papo com a convidada da Sociedade.

Para dúvidas e sugestões, entrem em contato com a nossaequipe pelo e-mail: sociedadedolivrorp@gmail.com.


Sinopse do Livro do Mês - JUNHO: “Possuída” de VanessaBosso

Lucifer possui um plano muito bem engendrado. Um ser dastrevas ultrapassa os limites do tempo-espaço e rasga o véu da realidademundana.Um corpo humano é roubado e servirá perfeitamente para os planos dosubmundo. Para piorar a situação, um anjo guardião é sequestrado. Entresussurros, arrepios e mensagens do além, Alicia se vê numa intrincada rede queenvolve céu, inferno e o apocalipse. O que Alicia, uma garota de dezesseteanos, tem a ver com tudo isso? Será que Lucifer conseguirá atingir o seuintento? Com uma narrativa empolgante, Possuída vai prender você do início aofim. Mergulhe de cabeça nesse romance sobrenatural que levará você aos céus... ouao inferno.


Encontro de JUNHO da Sociedade do Livro
Data: 20/06/2012 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Local: Fnac Ribeirão Shopping
Livro do mês: “Possuída” de Vanessa Bosso

quinta-feira, 24 de maio de 2012

"A Batalha do Apocalipse" chega a Alemanha

Por Roh Dover



Segundo o site "Sobre Livros", o escritor Eduardo Spohr terá sua obra publicada em mais um país europeu. Depois de ir parar nas prateleiras da Holanda e de Portugal, agora é a hora da Alemanhã conhecer um pouco mais sobre "A Batalha do Apocalipse". De acordo com o site, o escritor ainda tem planos para o livro chegar até a Turquia em até seis meses. Viva a literatura nacional!

Fonte: Sobre Livros

Resenha - "O Vale das Borboletas" de Amanda Vieira

Por Roh Dover 
Esta resenha também foi publicada no blog TriBooks

Título Original: O Vale das Borboletas
Autor: Amanda Viera
Lançamento: 2011
Páginas: 256
Formato: Impresso 
Categoria:Romance/ Aventura
Editora: Dracaena
Skoob


Sinopse: Quando Heitor se muda para Crisálida, depois de escapar de perseguições enigmáticas em São Paulo, a vida de Maria Luisa também é afetada de forma inesperada. Isa, como ela prefere ser chamada, acaba por se envolver pelo seu misterioso primo que passa a frequentar a mesma escola onde estuda. Um amor de tirar o fôlego, uma aventura impressionante, cercada pelos mistérios do desaparecimento da fortuna de um pintor de borboletas. Ele tenta protegê-la, ela coloca a sua vida em risco, uma perigosa paixão com um final que somente um detetive sagaz poderia imaginar. Isa decide então confrontar o seu perseguidor, sozinha, com o coração na garganta e um tesouro em mãos. Do alto do morro do Vale das Borboletas ninguém poderá escutar o seu grito de socorro. 

O "Vale das Borboletas" de Amanda Viera é um livro fofo com uma história altamente criativa. Um romance com uma aventura engajada em um enredo que vai te levando até um final com todas as respostas para as possíveis perguntas que você venha a ter.
Heitor anda sofrendo perseguições em São Paulo – BR, e é quando ele se muda para Crisálida, uma cidade no interior de Minas Gerais – BR, que acaba se encontrando depois de tantos anos com Isa. Mas ele não sabe que indo para Crisálida achará as respostas que tanto quer, e também seu inimigo. Aos poucos, uma história muito maior do passado de Heitor vai se envolvendo delicadamente no romance que Heitor e Isa vivem, se transformando em algo bem maior que pudessemos esperar.
A história é narrada tanto no ponto de vista de Isa como no de Heitor. A trama da história que envolve um pintor e sua herança perdida é interessantíssima, mas em alguns pontos poderiam ter sido um pouco mais desenvolvidos, como no primeiro clímax do sequestro e no segundo clímax da história. Desenvolvidos que eu digo é como se as palavras voassem para chegar no final do clímax, enquanto poderiam ter sido mais descritos tanto o lugar quanto os momentos. Já o último clímax que responde todas as perguntas isso não acontece, consegui visualizar as cenas, os momentos e os personagens com clareza.
Um ponto que eu amei na história foi a cidade e sua descrição. Crisálida foi descrita como a cidade de interior rodeada de vegetação, cavernas e cachoeiras. Com certeza entrou para minha lista de  cidades fictícias para se viver (A-ham, a primeira é Hogsmeade!) Mas o mais incrível mesmo é o enredo com o pintor. Eu sei...sei que já falei, mas é porque eu achei muito criativo mesmo. Quando o primeiro clímax se fecha o primeiro pensamento que vem é “hum, a autora não conseguiu fechar todas as respostas da história”, mas aí o segundo e o terceiro clímax acontecem e seu queixo cai! Todos os fios soltos acabam se encontrando e nós vão sendo formados, até que todas suas perguntas são respondidas.
Amanda escreve uma história de um romance com uma aventura e um enredo admirável. E eu preciso falar aqui que esse livro é prova de que realmente existe um lugar aqui em Ribeirão Preto - BR que na descida o carro sobe - isso mesmo você leu certo - e que isso não é coisa da minha cabeça. Certo não é? Não é coisa da minha cabeça mesmo não é?