quinta-feira, 21 de junho de 2012

Resenha - "O Resgate do Tigre" de Colleen Houck

Por Roh Dover 

Título Original: Tiger's Rescue
Título Nacional: O Resgate do Tigre
Autor: Colleen Houck 
Lançamento: 2012
Páginas: 432
Categoria: Fantasia
Editora: Arqueiro
#2 Saga do Tigre
Sinopse:  Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d'água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O Resgate do Tigre, a aguardada sequência de A Maldição do Tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página.

Esta resenha não tem spoiler para quem não leu "A Maldição do Tigre"
Colleen Houck continua na minha estante de ouro ao lado dos mestres Alexandre Dumas, Tolkien, George Martin, J.K Rowling e Margaret Mitchell. Sem dúvidas que “O Resgate do Tigre”, segundo volume da Saga do Tigre, me cativou ainda mais que o primeiro livro e seu tigre de olhos azuis cobalto.
Porém, porque sempre existe um porém? Colleen anda pecando um pouco na técnica da enrolação. Em “A Maldição do Tigre” dá para entender que a autora precisa nos apresentar a essência da história. Já no segundo livro, não há nada mais a ser apresentado e Colleen utiliza-se do espaço da apresentação do primeiro livro, para deixar a Kelsey mais tempo longe de seus tigres e da aventura na Indía que tantos leitores querem ler.
É um pouco parecido com a estratégia da J.K. Rowling em Harry Potter, quando não desgrudamos das páginas até o bruxinho famoso chegar a tão querida Hogwarts. Como se assim como Harry, estivéssemos ansiosos para o dia primeiro de setembro chegar e nos ver longe dos Tios Dursley. Em “O Resgate do Tigre” roemos as unhas, comemos pipoca na cama, dormimos abraçados com o livro até que Kelsey chegue na esperada aventura na Indía.
E assim como quando Harry chega em Hogwarts, e Kelsey embarca na sua aventura da Indía atrás de quebrar mais uma porção da maldição, tudo vale a pena. A espera vale a pena, as noites mal dormidas valem a pena, a tensão, nervosismo e ansiedade valem a pena. Porque mais uma vez, Colleen nos leva ao mundo magnificamente esplendido. Outra aventura de tirar o fôlego. Ela arrasa total gente!
Só que dessa vez, Kelsey só vai se aventurar nas lenda indianas - com direito a conversa particular com o próprio Dalai-lama - com apenas um tigre. E ele não é branco de olhos azul cobalto.

Ele é de pelagem negra, e olhos dourados. *.*

O romântico atrevido do Kishan, irmão de Ren. E assim Kells embarca em uma aventura em Shangri-la, conhece os corvos Rodin e Mudim e entra na árvore da vida.
Já falei que Colleen Houck é demais? Porque essa mulher merece prêmios e prêmios! Esquecemos que passamos dias e dias ante a enrolação do começo, quando Mr. Kadam começa a nos contar mitos indianos lindos, lindos.
Colleen continua com sua arte de criação espetacular, nos levando a um mundo brilhante e que definitivamente estava em desfalque na literatura. A Saga do Tigre veio no momento certo para preencher essa lacuna nas estantes, e nos encher de fantasia dentro de nossa imaginação.
 

Um comentário:

  1. Parabéns pela resenha Roh! Já li A Maldição do Tigre e O Resgate do Tigre e curti bastante. Beijos!

    ResponderExcluir