sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

2013 em Resumo: os melhores do ano

Por Francine Estevão

2013 foi um bom ano de leitura, com mais “melhores” do que “piores”. Foram 45 livros lidos, fora os abandonados - que comecei e não terminei. Mesma quantidade de 2012 (começo a sentir um padrão se estabelecendo rs).

Bom, vamos à lista. 
(Para ler as resenhas de cada um deles, basta clicar no nome do livro.)





Esse ano, coloquei Matthew Quick na lista de autores favoritos depois de ler seus dois livros lançados no Brasil. Confesso que gostei muuuuuuito mais de “Perdão, Leonard Peacock” do que de “O Lado Bom da Vida”. Mas é impossível negar o quanto esse dois livros marcaram meu 2013.

“Divergente” e “Insurgente”, de Veronica Roth



Tem alguém que não leu essa série? E tem alguém que leu e não se apaixonou? – Pergunta retórica. Eu, que não gosto muito de distopias, me apaixonei pelo universo criado pela Veronica Roth. E mesmo achando o primeiro livro melhor que a continuação, nenhum deles poderia deixar de aparecer nessa lista.




Os Bridgertons foi mais uma série que conheci esse ano e pela qual me apaixonei. Morri de dar risada com o primeiro livro e não quis mais abandonar a série. Em fevereiro, tem continuação! 

“O Presente”, de Cecelia Ahern



Esse livro foi uma surpresa boa no meu fim de ano. Eu estava desapontada com a Cecelia depois de ler “O livro do amanhã”. Então ela resolveu me surpreender me fazendo chorar pela primeira vez com um livro. O melhor dos melhores de 2013!

“Juntos para sempre”, de Walcyr Carrasco



Também foi uma surpresa. Não esperava me apaixonar tanto pelo livro. Talvez por não acreditar muito nesse lado espiritual da história, eu achei que não fosse gostar tanto, mas acabei completamente envolvida e emocionada. Lindo!

“Procura-se um marido”, de Carina Rissi



Podem dizer que “Perdida” é o melhor livro da Carina – e eu amei a história. Mas o meu favorito, com certeza, é “Procura-se um marido”. Eu chorava de rir em algumas partes e em outras eu tinha vontade de entrar no livro e dar umas boas palmadas nos personagens.

“Esconda-se”, de Lisa Gardner



Eu já tinha outros livros dela na estante, mas nunca tinha lido. Resolvi começar por esse porque ele foi o último que chegou em casa. Agora não vejo a hora de tirar da prateleira os outros títulos da autora. Bem, isso resume o quanto gostei da história que foge dos clichês e dos desfechos tradicionais de livros policias/investigativos. Além disso, o jeito de conduzir a história me lembrou bastante um dos meus favoritos ever, “O Aliciador”, então não podia ficar de fora dessa lista!

“Frio do Além”, de Charlaine Harris



Nem parece que foi nesse ano que li esse livro. Mas não tinha como deixar uma das minhas séries favoritas de fora da lista de melhores de 2013. Agora que só quero ver quando é que a editora Leya vai lançar o quarto e último da série. Acho que já passou da hora (hunf!).

“Jessie hearts NYC”, de Keris Stainton



O livro é ótimo e infelizmente ainda não foi traduzido para o português. É um excelente “passeio” por Nova York e a história é toda bonitinha, sem ser clichê.

“Eu amo New York”, de Lindsey Kelk



E por falar em Nova York… Apesar de esse livro não mostrar muuuuito da Big Apple, ele é daqueles que te fazem querer embarcar imediatamente para lá e viver tudo que a personagem vive na história.




Esse livro é curto e extremamente rápido de ser lido, mas é daqueles que ficam na nossa cabeça por muito tempo depois que acabamos de ler. Da série que dá vontade de viver tudo intensamente enquanto temos tempo.

***

E ai, concordam ou discordam de algum? E quais foram os melhores livros que vocês leram este ano? Deixem nos comentários! =)  




sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Doe um livro no Natal e ganhe descontos em restaurantes



A campanha conhecida como “Restaurant Book” propõe essa troca aos leitores. O projeto acontece até o dia 31 de janeiro e vale em diversos restaurantes parceiros na capital paulista. A lista pode ser conferida aqui.

Os restaurantes estabeleceram dias e horários determinados em que aceitam essa "troca". Ainda assim, vale a iniciativa que é muito legal.

Os clientes que levarem um ou mais livros para doação, ganham até 10% de desconto na conta. Os exemplares arrecadados serão entregues em bibliotecas públicas, creches, entidades beneméritas e comunidades.

O projeto é um apoio à campanha #doeumlivro.

Confiram mais sobre a campanha no blog Doe um Livro.

*Imagens retiradas do blog Doe um Livro.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

RESENHA: "O Presente", de Cecelia Ahern

Por Francine Estevão

Título: O Presente
Título Original: The Gift
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 317
Lançamento: 2013

Sinopse: Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos... Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por perto — para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas — e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, Gabe lhe fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber... Quando começa a entender quem é realmente Gabe, e o que ele faz em sua vida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações. Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo.


Estava completamente decepcionada com os livros da Cecelia Ahern depois de ler “O livro do amanhã”, mas dei uma chance ao “O Presente” e fiquei extremamente feliz de constatar que essa história é tão boa quanto os melhores livros dela, “Se você me visse agora” e “P.S. Eu te amo”.
“O Presente” me fez chorar de soluçar e eu achei que não fosse parar mais. Algo que NUNCA aconteceu comigo em qualquer livro que eu tenha lido até hoje. Eu posso ter me emocionado com algumas histórias, mas nunca uma lágrima se quer caiu. Até hoje.

O livro conta uma história extremamente realista entremeada por fatores sobrenaturais incríveis e me tocou de um jeito muito particular. Ela é um pouco de tudo aquilo do qual estou cansada de ver ao meu redor. Pessoas trabalhando tanto que esquecem de viver e gente tão preocupada com os presentes de Natal que se esquecem de todos os significados que esta data deveria ter.

A história começa com o sargento Raphie tomando conta de um jovem de 14 anos que foi “detido” depois de jogar um peru na janela da casa do pai. Enquanto aguarda a mãe ir busca-lo na delegacia, o “Garoto do Peru” é entretido pelo sargento que quer lhe ensinar uma lição ao lhe contar uma história.

Lou é um workaholic irremediável. Faz de tudo para dar o melhor de si no trabalho e se fosse possível, ele estaria em dois lugares ao mesmo tempo para poder resolver tudo e mostrar ao chefe o quanto merece o cargo de um colega maluco que foi afastado da empresa.

Mas como não pode ser perfeito em tudo, Lou prefere ser ótimo no trabalho e um saco em família, a ponto de sua esposa, Ruth, querer “demiti-lo” do cargo de pai, marido, irmão e filho.

Um dia, ao ir para o escritório, Lou conhece Gabe, um morador de rua que observa todo mundo pelos pés. Durante uma conversa entre os dois, Lou descobre que pode estar sendo trapaceado no trabalho e resolve levar Gabe para o escritório a fim de poder saber de informações privilegiadas que não permitam que ele perca a chance de ser promovido.

O que Lou não esperava era que o morador de rua misterioso iria mudar sua vida para sempre, em todos os sentidos.

Conhecemos toda a história de Lou, Gabe e cia. através do sargento enquanto ele vai contando tudo para o “Garoto do Peru” e de vem em quando, os capítulos voltam para a sala da delegacia para mostrar um pouquinho das reações do jovem à tudo aquilo que está ouvindo.

A história é LINDA LINDA LINDA e faz cada um de nós pensar nas nossas correrias do dia a dia. O que estamos fazendo com o nosso tempo?



“...isso faz com que o tempo seja mais precioso que o dinheiro, mais precioso do que qualquer coisa. Você nunca pode ganhar mais tempo. Quando uma hora passa, uma semana, um mês, um ano, você nunca consegue recuperá-los.”


domingo, 15 de dezembro de 2013

RESULTADO Sorteio de Natal!


Olá, pessoal!

 Hoje estou aqui para divulgar o resultado do sorteio de Natal, onde 1 GANHADOR, levará 2 LIVROS com Edição Especial de Natal.

  Ficamos muito felizes com as participações de vocês. Muitos novos leitores chegaram, e foram mais de 2 mil entradas no formulário. Diariamente víamos pessoas Twittando a frase da promoção e querendo ganhar, e é uma pena não podermos presentear mais pessoas. Porém, já adiando futuras promoções virão, então fiquem de olho ;)

 Vamos ao ganhador?


 Parabéns Fernanda! Envie um e-mail através da aba "contato" de um dos dois blogs com seus dados para envio. Você tem 48h. Caso não o faça, vamos refazer o sorteio e enviar um e-mail ao segundo ganhador. O mesmo terá 24h para responder.

Meeega obrigada a todos que participaram,
e obrigada à linda Mariana Mortani pela promoção em parceria! ^-^

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

RESENHA: "Anjos à mesa", de Debbie Macomber

Por Francine Estevão

Título: Anjos à mesa
Título original: Angels at the table
Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2013
Páginas: 222

Sinopse: Shirley, Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável — especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de fim de ano da Times Square. Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por “acidente”, Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não? Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren é um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou, os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal... Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal.


“Anjos à mesa” é mais um livro fofo escrito por Debbie Macomber. Adorei a ideia de anjos interferindo na vida humana. As travessuras de Shirley, Goodness, Mercy e Will com certeza garantem boas risadas ao longo da leitura.

Além disso, a história tem também um aspecto religioso, mas sem ser piegas. Gostei da forma como Debbie abordou esse plano espiritual sem ser cheia de dedos. Ela fala sobre os planos de Deus para a vida das pessoas na Terra e sobre o quanto somos seres cabeça dura, contrariando o que foi pensado para nós.

Não estava nos planos de Deus que Lucie e Aren se conhecessem na noite de réveillon daquele ano, em plena Times Square lotada. Mas como eram as duas únicas pessoas sozinhas à meia noite, Will achou que deveria dar um empurrãozinho.

Depois de dar um beijo e passarem a noite comendo, tomando café e conversando, a paixão foi instantânea, mas antes que tomassem alguma decisão sobre o futuro daquele relacionamento tão repentino, eles estipularam um prazo. Em uma semana, se fosse do interesse dos dois, eles se encontrariam no topo do Empire State Building, às 16h.

Lucie estava a caminho do encontro quando precisou correr para o hospital porque sua mãe, que estava torcendo pelo relacionamento dos dois, havia passado mal.

Depois do desencontro, nenhum dos dois teve mais qualquer notícia do outro. Mas os anjos encarregados da confusão na vida do casal sentiam que precisavam fazer alguma coisa para juntá-los novamente.

Certa noite, Lucie, dona de um restaurante e chef, não sabia que tinha em uma de suas mesas o cara em quem ela vinha pensando desde o começo do ano. Muito menos que ele, um critico gastronômico, iria fazer uma resenha sobre sua comida. Mas claro que tudo não seria tão simples com a interferência e a “ajuda” de Shirley, Goodness, Mercy e Will.

O livro é leve e muito gostoso de ler. Você se diverte com as partes da história que se passam no céu e torce para que dê tudo certo no âmbito terreno. A forma da narrativa também é bem legal porque coloca o leitor como que espiando por entre nuvens (literalmente) as coisas que acontecem na vida de Lucie e Aren.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Encontro de fãs - Clube do Livro: Jogos Vorazes na Livraria Cultura em Ribeirão Preto

Já estão sabendo do encontro de fãs que o Clube do Livro da Livraria Cultura aqui de Ribeirão Preto vai promover?

Então anotem aí: É dia 7 de dezembro às 16 horas na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi em Ribeirão Preto. Vamos pra lá discutir os livros, filmes e aproveitar muitas novidades, descontrações e sorteios que esse encontro reserva!



sexta-feira, 29 de novembro de 2013

EVENTO: Lançamento de “Mara Gabrilli – Depois Daquele Dia” em Ribeirão Preto

Por Francine Estevão



Será lançado em Ribeirão Preto hoje (29/11), a biografia “Mara Gabrilli – Depois Daquele Dia”, escrita por Milly Lacombe. O evento acontece às 18h30, na livraria Cultura do Shopping Iguatemi.  

O livro conta a trajetória da deputada federal pelo PSDB desde o dia 21 de agosto de 1994, quando um acidente fez com que ela perdesse os movimentos do pescoço para baixo, aos 26 anos.

Já li “Íntima Desordem” da Mara, com os melhores textos dela já publicados na Revista TPM e adorei seu jeito de ver a vida. Afinal, não é todo mundo que dá a volta por cima depois de uma mudança tão radical na vida. Agora, com um livro sobre ela, teremos a oportunidade de saber como tem sido sua vida desde o acidente.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

EVENTO: Lançamento de "20 Ficções sobre o Amor & Ribeirão Preto"

Por Francine Estevão



A editora Coruja está lançando hoje (28/11), às 19h30, nos Estúdios Kaiser de Cinema, o livro "20 Ficções sobre o Amor & Ribeirão Preto". 

O livro é composto por 20 contos escritos por personalidades da cidade: Alexandre Azevedo, Ana Luiza Gentil, Carmen Cagno, Cleido Vasconcelos, Edson José de Senne, Ely Vieitez Lisboa, Hamilton de Andrade Lemos, Lucas Arantes, Luiz Augusto Michelazzo, Luiz Puntel, Luiz Mozzambani Neto, Luiz Tinoco Cabral, Marcus Vinicius Marcelini, Maris Ester Aparecido de Souza, Mateus Barbassa, Matilde Leone, Nelson Jacintho, Régis Martins, Roberta Ferraz e Rosana Zaidan.

Confesso que fiquei extremamente interessada pelo livro ao ler esta matéria da Revide.

"Imagine, em uma cidade com mais de 600 mil pessoas, quantas histórias de amor já devem ter acontecido. Se fosse possível contar os casos amorosos, os acertos e erros, os apaixonados tímidos, os ousados, os namoricos e os casamentos, multiplicados pela quantidade de gente que vive em Ribeirão Preto, da Zona Norte a Sul, da Leste a Oeste, nos 157 anos de história, a Matemática se tornaria extensa e difícil de calcular. Mas contas e imaginações à parte, o amor é tema de obra literária e tem Ribeirão Preto como pano de fundo."

Segundo Lau Batista, diretor da Editora Coruja, o livro é uma homenagem a Ribeirão Preto.

A renda obtida com a venda de "20 Ficções sobre o Amor & Ribeirão Preto" será revertida ao Projeto Dança Vida.

O livro custa R$20,00.

Mais informações na página do evento, aqui

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

NOVO RESULTADO DO SORTEIO DUPLO: "Claro que te amo!" e "Olho por Olho"

Olá, galera!

Seguinte: a ganhadora do sorteio Anatercia Araújo não mandou os dados dentro do prazo, que se encerrou ontem (confira aqui). Portanto, refizemos o sorteio e quem vai receber os dois livros "Claro que te amo!", da Tammy Luciano e "Olho por Olho", de Jenny Han e Siobhan Vivian é.....





Parabéns, Gladys Sena! 

Agora, você tem até 10 dias a partir de hoje (ou seja, até 07/12), para mandar um e-mail para sociedadedolivrorp@gmail.com com seus dados (nome, endereço, bairro, cep...).

Se não recebermos as informações nesse prazo, iremos refazer o sorteio novamente.


RESENHA: “Esconda-se”, de Lisa Gardner

Por Francine Estevão 

Título: Esconda-se
Título Original: Hide
Autora: Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
Páginas: 399
Lançamento: 2013

SinopseUma mulher que foi obrigada a fugir — desde criança— de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram. Um pingente que foi parar em mãos erradas — e a cena de um crime brutal: seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente. Acompanhe D.D. Warren na solução de mais este complexo caso e encontre o inimaginável que está por trás de pessoas aparentemente comuns!


“Esconda-se” foi uma grande surpresa na linha de histórias policiais investigativas que venho lendo. O livro se aproxima bastante daquilo que busco desde que li “O Aliciador”. Algo misterioso e complexo o suficiente para me envolver e fazer com que eu me sentisse parte da investigação. Além de arrancar de mim aquele “PQP” inconformado quando o caso é desvendado.

Seis meninas mortas são encontradas em uma câmara subterrânea no antigo terreno de um hospital psiquiátrico. A única identificada teve seu nome descoberto por causa de um colar com seu nome: Annabelle Granger. No entanto, a primeira informação concreta da polícia vai por água abaixo quando Annabelle Granger aparece revelando um passado misterioso.

Ela cresceu mudando constantemente de cidade e de nome. Sempre que seu pai sentia alguma ameaça rondando a família, eles faziam as malas e se mudavam. Isso fez com que Annabelle não tivesse um passado fácil de se comprovar. Não bastasse isso, outra coisa intrigante é a semelhança de Annabelle com Catherine, vítima de um caso extremamente semelhante a este, porém ela sobreviveu pra contar sua história.

Apesar disso, Annabelle ganha um voto de confiança da sargento Warren e do detetive Bobby e passa a fazer parte das investigações, mas ela ainda não sabe se é uma suspeita, uma vítima ou uma testemunha. Mas ela pretende fazer sua investigação particular.

Enquanto isso, o departamento de polícia corre contra o tempo para tentar descobrir quem fez isso com aquelas meninas e saber se ele está vivo, se haverá novas vítimas e se Annabelle corre algum tipo de perigo.

Acho que se eu falar mais acabo entregando algumas coisas, mas em resumo, é isso. Uma ótima história com um final extremamente inesperado! Sério, gente, quem gosta de livro assim TEM que ler “Esconda-se”.

Só não gostei de saber que a Novo Conceito tem lançado a série fora de ordem. Apesar disso, o livro é 100% compreensível independente de outros da série. Para quem se interessar, são 7 livros até agora e "Esconda-se" é o segundo da série. A editora também já lançou "Viva para contar" que é o quarto e "Sangue na neve", o quinto.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

SORTEIO: Especial de fim de ano em dobro: "O Presente" e "Anjos à Mesa"



No post anterior fizemos um sorteio onde vamos presentear três pessoas com três livros.

Como estamos boazinhas com o Natal se aproximando, em parceria com o blog MAGIA LITERÁRIA, lançamos hoje MAIS uma promoção que dará para um ganhador, dois livros. E mais: são dois super lançamentos da Editora Novo Conceito, com edição especial de Natal. Os livros são: "O Presente", de Cecelia Ahern; e "Anjos à Mesa", de Debbie Macomber.

Para participar, você deve ser seguidor do Magia Literária e do Sociedade do Livro através do GOOGLE FRIEND CONNECT. Já é seguidor? Ótimo! Agora você só precisa dar entrada no formulário do Rafflecopter abaixo. Você também terá várias chances extras de acumular mais pontos e ter mais chances de ganhar.

a Rafflecopter giveaway

- A promoção tem inicio hoje, 26 de novembro, e termina no dia 15 de dezembro. São poucos dias, mas em compensação, você terá seus livros em mãos antes do Natal;
- Os dois livros serão enviados separadamente;
- O resultado será postado até o final do dia 15 de dezembro e o ganhador terá 48h para enviar um e-mail com seus dados através da aba "contato" do blog Magia Literária ou do e-mail sociedadedolivrorp@gmail.com;
- Se o ganhador não entrar em contato, iremos refazer o sorteio e enviar um e-mail para o segundo ganhador, que terá o mesmo prazo para enviar seus dados;
- Nenhum dos blogs se responsabiliza pelo extravio de prêmios;
- O sorteado precisa ter endereço de entrega em território nacional.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

SORTEIO: Especial de fim de ano!

Francine Estevão



Nesse fim de ano a Sociedade do Livro vai presentear 3 pessoas com 3 livros.

1º ganhador: Eu compro sim! - Pedro de Camargo (A cara do fim de ano! Afinal, quem consegue economizar nessa época do ano?)
2º ganhador: O amor mora ao lado - Debbie Macomber;
3º ganhador: Tipo Destino - Susane Colasanti.

Os prêmios serão entregues de acordo com a ordem do sorteio. 1º nome que sair no Rafflecopter leva o 1º livro e assim por diante.

Como é época de final/começo de ano, estamos aumentando o prazo para receber o e-mail com os dados dos ganhadores. Cada um deles terá 15 dias para mandar nome, endereço, cep, etc, para o sociedadedolivrorp@gmail.com. Confira abaixo os termos e condições.

No mais, a Sociedade do Livro deseja a todos boa sorte!

a Rafflecopter giveaway

Termos e condições:

1- O sorteio é válido até dia 02/01/2014. 2- O resultado será publicado aqui no blog da Sociedade do Livro. 3- O ganhador deve entrar em contato com a gente pelo e-mail sociedadedolivrorp@gmail.com em até 15 dias depois do sorteio. 4 - Se em até 15 dias corridos o ganhador não mandar e-mail para a Sociedade do Livro, outro sorteio vai ser realizado, com outro ganhador, que deve seguir as mesmas regras. 5 - A Sociedade do Livro tem até 45 dias para enviar o prêmio para o ganhador.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

DICA: "O Tribunal das Almas", de Donato Carrisi

Por Francine Estevão

Quem me conhece sabe bem o quanto sou apaixonada pelo Donato Carrisi desde que li seu primeiro livro publicado no Brasil, "O Aliciador".

Se você gosta de livros policiais investigativos daqueles que te fazem desconfiar de si mesmo e não te deixam desgrudar das páginas até descobrir quem é o maldito culpado, você TEM que ler "O Aliciador".

Agora, descobri que a Record - finalmente - lançou (em setembro) outro título do autor, "O Tribunal das Almas".

Li esse livro ano passado (resenha aqui) depois de ganhá-lo de um amigo de Portugal, único lugar no mundo onde consegui encontrar o livro.

Um pouco menos impactante do que "O Aliciador", porém não menos envolvente, "O Tribunal das Almas" traz mais uma história arrebatadora.

Vale a pena! Leiam e nos contem o que acharam!



Sinopse:

Em O tribunal das almas, Donato Carrisi mostra novamente seu talento e o porquê do sucesso de seu thriller anterior, O aliciador. Conciliando um enredo repleto de reviravoltas e personagens complexos, Carrisi aborda os mais obscuros recônditos da psique humana.

Enquanto uma chuva desaba sobre Roma, dois homens se reúnem num antigo café na piazza Navona. O sigiloso encontro tem como assunto principal o desaparecimento de Lara, uma jovem estudante. O caso poderia ser como muitos outros, a não ser por um pequeno detalhe: a porta do apartamento dela estava trancada por dentro.

Agora, um deles, Marcus, tenta descobrir o que aconteceu com Lara – e se ela ainda está viva. Sofrendo de amnésia, ele não sabe a própria identidade; apenas que tem um talento notável para perceber as pequenas incoerências que o ser humano inevitavelmente deixa para trás. Marcus vive em meio às sombras e geralmente passa despercebido pela multidão, e talvez justamente por isso ele saiba como circular com habilidade pelo mundo do crime. Apenas um homem que conhece verdadeiramente o mal que a alma humana é capaz de provocar consegue enxergar certas coisas.


Enquanto isso, a especialista em fotografia criminal Sandra Vega lida com seus próprios demônios. Seu marido David faleceu há cinco meses em circunstâncias extremamente suspeitas, e agora cabe a ela desvendar o ocorrido naquela fatídica noite.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

RESENHA: "O Inocente", de Harlan Coben

Por Francine Estevão

Título: O Inocente
Título Original: The Innocent
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2013
Páginas: 336

Sinopse: Ao mesmo tempo forte e avassalador, o livro traz uma história que prende irresistivelmente a atenção - ela trata das escolhas que todos nós um dia somos obrigados a fazer e como alguns erros podem mudar nossa vida para sempre. Quando jovem, Matt Hunter matou acidentalmente um rapaz quando tentava separar uma briga. Foi preso e condenado a quatro anos de prisão. Agora, ao lado da esposa Olívia, grávida de seu primeiro filho, sua vida parece tranqüila, até que recebe misteriosas ligações em seu celular com câmera: imagens perturbadoras de Olívia e de um homem misterioso. Quando o sujeito morre com dois tiros no rosto, Matt passa a ser o principal suspeito não só desse homicídio, mas também de outros. Pois parece haver uma conexão macabra entre esses crimes e o passado de Matt... e o de Olívia também...


Harlan Coben cria mais uma ótima trama de crimes, mistérios, investigações e segredos que nos levam a devorar o livro em busca do desfecho incrível.

Enquanto lia “O Inocente”, pensava “mas ele esqueceu daquele personagem que apareceu apenas uma vez lá atrás”. Ok, espere. Afinal, o timing é um dos pontos fortes de Harlan Coben que faz desse “esquecimento” apenas mais um recurso para manter nossa curiosidade aguçada na busca por saber como todos os pontos se ligam ao fim da história.

Matt Hunter foi preso anos antes por causa de um erro. Um erro tanto dele quanto da justiça. Durante uma briga, um jovem acabou morrendo acidentalmente e a culpa acabou com Matt atrás das grades. Depois disso, achou que seria difícil recomeçar sua vida, mas não esperava que tudo desse tão certo para ele, até agora.

Casado com a mulher mais linda que ele já conheceu, está prestes a se tornar pai pela primeira vez. Mas, durante uma viagem de Olivia, a negócios, Matt recebe do celular da esposa uma foto e um vídeo dela com outro cara. Matt então resolve iniciar uma investigação sobre o conteúdo e sobre os passos de Olivia com a ajuda de uma detetive que presta serviços para o escritório de advocacia no qual Matt trabalha desde que deixou a prisão.

Enquanto isso, a investigadora Loren Muse é chamada para apurar um caso um tanto quanto curioso da morte de uma freira que trabalhava no colégio no qual Loren estudou quando ainda era adolescente. O que ela não esperava é que a morte, aparentemente acidental, da freira, fosse leva-la a uma investigação de nível federal.

Tendo que driblar os interesses do FBI no caso e precisando assimilar todas as facetas dessa história tentando fazer justiça de verdade, Loren acaba chegando a Matt, que aparentemente tem mais a ver com a morte da freira do que ele mesmo possa imaginar.

Com linguagem simples e capítulos curtos, esse é um dos pontos do livro de Coben que nos fazem devorá-lo. No entanto, a forma como a narrativa é costurada, nos leva a querer sempre ler “só mais um capítulo” porque a gente simplesmente PRECISA saber o que vem a seguir. Fora os personagens que são muito bem criados e trabalhados pelo autor.


Mais um ótimo livro para quem gosta de histórias investigativas/policiais.

Leia um trecho clicando aqui.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Arqueiro promove bate-papo com autores

Por Francine Estevão

A Arqueiro promoveu recentemente dois hangouts com autores de lançamentos recentes da editora.

No primeiro, Abbi Glines, de "Paixão sem limites", respondeu às perguntas dos fãs. Confira o vídeo:


O segundo, foi o bate-papo com a autora de "Sessão de Terapia", Jaqueline Vargas. Confira:


sábado, 16 de novembro de 2013

RESULTADO DO SORTEIO DUPLO: "Claro que te amo!" e "Olho por Olho"

Ei, pessoal!

Chegou ao fim mais um sorteio da Sociedade do Livro. Dessa vez, um sorteio duplo que vai presentear uma única pessoa com 2 livros.

E quem vai receber "Claro que te amo!", da Tammy Luciano e "Olho por Olho", de Jenny Han e Siobhan Vivian é.....



Parabéns, Anatercia Araújo! 

Apenas relembrando que, de acordo com os Termos e Condições, você tem até 10 dias a partir de hoje (ou seja, até 26/11), para mandar um e-mail para sociedadedolivrorp@gmail.com com seus dados.

Se não recebermos as informações nesse prazo, o sorteio será refeito.


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

RESENHA: “Eu Amo New York”, de Lindsey Kelk

Por Francine Estevão

Título: Eu Amo New York
Título Original: I heart New York
Autora: Lindsey Kelk
Editora: Fundamento
Lançamento: 2013
Páginas: 292

Sinopse: Será que fugir do ex-noivo rumo ao destino mais vibrante e inesquecível do planeta pode ser o suficiente para curar um coração partido? Para Angela Clark, a inglesa mais indecisa do mundo... sim! Com um pouco mais do que um par de sapatos Louboutin e seu passaporte, é New York - a cidade onde a vida pulsa de verdade - que Angela escolhe como seu destino de aventuras. E lá encontrará a ajuda da pessoa mais antenada da cidade, Jenny, sua nova melhor amiga. Indecisa entre dois homens ma-ra-vi-lho-sos, tentada pelas vitrines das lojas mais famosas do mundo e com medo de ter que voltar para Londres, Angela terá que tomar muitas decisões. E o mais importante: ela relata essas experiências para os leitores do blog de uma revista famosa! Hummm... será que isso vai dar certo?! E será que Angela vai querer chamar NY de “casa” para sempre? E você? Depois de uma temporada em NY, não iria querer chamar essa cidade fabulosa de “casa” também?


“Eu amo New York” é daqueles livros que te fazem querer largar tudo que você está fazendo e se enfiar em um avião com destino a NY. Logo nas primeiras páginas eu já estava apaixonada pela aventura de Angela, a personagem principal.

Ela está em um namoro que já dura 10 anos quando, durante o casamento de sua melhor amiga, ela descobre que está sendo traída. Não bastasse isso, descobre ainda que sua melhor amiga e o – agora – marido dela já sabiam da traição. Sem pensar duas vezes, ela tira seu Louboutin dos pés e dá com tudo na mão do noivo e foge para o hotel. Sem ter muito o que perder e decidida a se afastar de toda a mentira que rondava sua vida nos últimos anos, Angela entra em um avião para Nova York, sem mais nem menos.

Numa cidade onde não conhece ninguém, sem passagem ou previsão de volta a Londres e sem ter muita certeza do que quer da vida, Angela acaba conhecendo Jenny, a recepcionista do hotel onde o taxista a deixou assim que ela disse que não tinha reserva em nenhum lugar.

Depois de, sem querer, contar toda sua história para Jenny antes mesmo de conseguir um quarto, ela não esperava que sua loucura das últimas 24 horas fosse torná-la uma heroína aos olhos da recepcionista, nem mesmo que ela iria ganhar uma amiga que a ajudaria a esquecer o passado e seguir em frente em plena NY.

Depois de uma transformação no visual, uma aula de como se maquiar, e muitas compras, Angela vai ter que aprender a seguir em frente também na vida pessoal e profissional. O que ela não esperava era se envolver com dois homens ao mesmo tempo, nem mesmo que essa sua primeira aventura amorosa a levaria a se tornar uma blogueira de sucesso numa revista superconhecida.


Mas e agora, o que será que o destino reserva pra ela? Dividida entre dois homens, dois países e praticamente duas vidas, ela terá que fazer a difícil escolha a respeito de voltar para Londres ou continuar em Nova York.

Com certeza o livro vai te fazer dar umas boas risadas e - pelo menos - pensar em fazer uma loucura "à lá Angela" de sair por ai sem rumo.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

EVENTO: Encontro Clube do Livro Ribeirão

Por Francine Estevão

No próximo dia 23 de novembro, sábado, às 16 horas, a turma do Clube do Livro Ribeirão se encontra para mais um bate-papo literário imperdível na livraria Paraler (que fica na rua Capitão Adelmio Norberto da Silva, 786).

Desta vez, os participantes escolheram para ler e discutir o livro "Perdão, Leonard Peacock", de Matthew Quick, mesmo autor de "O Lado Bom da Vida".

Além de ser um evento gratuito para reunir os amantes da literatura em Ribeirão Preto, o encontro tem sorteios e é uma oportunidade para os leitores conhecerem novos apaixonados por livros.

Não deixem de participar!

Estamos esperando todos lá.

Para mais informações, acesse a página do evento clicando aqui.



domingo, 10 de novembro de 2013

RESENHA Sessão de Terapia de Jaqueline Vargas

Por Maria Julia

Título: Sessão de Terapia
Autor: Jaqueline Vargas
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2013
Páginas: 264

Sinopse: Theo tem um tanto de anti-herói: por trás da máscara profissional impenetrável, há um homem a um passo do colapso.” – Veja Sessão de Terapia, o livro, traz o relato secreto de Theo Cecatto – seus pensamentos, suas fobias e os acontecimentos antes e depois de cada sessão. É um diário emocional de tudo o que aconteceu com ele enquanto Júlia, Breno, Nina, João e Ana estavam em terapia. Aos 56 anos, dono de uma carreira sólida na psicologia e com um consultório lotado de pacientes, ele se encontra em uma dupla crise. Seu casamento de décadas parece um campo minado. Fora isso, o trabalho, que sempre foi tudo para ele e seu maior aliado para fugir dos problemas, se tornou um fardo insustentável. Numa narrativa que surpreende pela complexidade dos personagens e de seus dilemas, o livro conta em primeira mão o que não foi mostrado na série de TV e ficou reservado para os leitores. A voz de Theo revela gradativamente o homem por trás do profissional e a humanidade gigantesca que existe em tentar ajudar o outro em seu caminho de autoconhecimento. Mais de 9,5 milhões de espectadores mergulharam na atmosfera intimista do consultório de Theo para assistir a Sessão de Terapia, versão brasileira da série israelense que conquistou crítica e público em mais de 30 países. Sucesso na TV, o cotidiano dramático de um psicólogo e seus pacientes ganha agora nova dimensão ao levar o leitor para o universo pessoal do terapeuta.




A série de T.V. “Sessão de Terapia” estreou em outubro de 2012 e foi criada e dirigida pelo ator Selton Mello. Quando vi as chamadas na GNT logo me interessei. O seriado é baseado diretamente no seriado israelense “BeTipul”, criado pelo psicanalista israelense Hagai Levi.

Confira o teaser da primeira temporada da série:


A série foi tão bem produzida e fez tanto sucesso que ganhou uma segunda temporada que estreou mês passado. Quando vi que a Arqueiro ia lançar o livro baseado na série de T.V. com relatos dos diálogos interiores do psicólogo Theo, surtei!

A princípio pensei que não fosse gostar muito do livro, que ele fosse mais ou menos igual o romance do “Once Upon a Time”, onde o livro também é baseado na série. Mas não, “Sessão de terapia” me surpreendeu mega! Se você acompanha a série, como no meu caso, vai perceber que o livro é mil vezes mais profundo e intenso que a série. Os relatos te fazem mergulhar na vida de cada personagem e no fim você vai se pegar refletindo sobre sua vida e a vida dos que te rodeiam.

O livro conta a história de Theo Cecatto, um psicólogo de 56 anos, casado e pai de três filhos, e super famoso por ser o melhor no que faz: resolver os problemas dos outros. A gente sempre acha que psicólogo é bem resolvido já que ele “tem técnicas para resolver os problemas alheios”, mas tanto com seriado quando com o livro percebemos que não é assim. Theo não consegue resolver e muito menos enxergar os próprios problemas. De repente o renomado psicólogo se vê em uma espécie de crise e enfrenta sério problemas em seu casamento.

A narrativa se passa em torno das sessões de Theo com seus pacientes (Júlia, Breno, Nina, Ana e João) Júlia é médica. A pedido do marido a moça foi atrás de terapia; Breno é um atirador de elite que acabou matando uma pessoa por acidente e por isso buscou tratamento; Nina é uma a paciente ginasta com tendências suicidas. A garota também tem sérios problemas com a mãe. Ana e João são um casal, respectivamente, uma executiva bem sucedida e um ator desempregado que vivem um momento de crise no relacionamento. E Theo também frequenta sua psicóloga, Dora. Ele se vê confuso com seus problemas, principalmente depois que e descobre que sua mulher, Clarice, está traindo-o. Então se vê obrigado a voltar com suas sessões de terapia. Pra mim a melhor personagem é Dora. Gosto do jeito calmo dela e como ela lida com Theo. Sem contar que podemos “espiar” os diagnósticos dela, acho isso interessante. Não gosto muito do “jeito psicólogo de ser” do Theo, acho ele muito seco, muito estranho às vezes. Pode ser também por que o jeito da minha psicóloga é totalmente diferente (risos).



Adaptar uma série de sucesso internacional para um livro não é uma tarefa fácil, mas Jaqueline Vargas soube muito bem explorar cada personagem e suas características psicológicas. A autora caprichou e a editora arrasou na diagramação com as avaliações da psicóloga de Theo, com os diagnósticos e mais ainda com as fotos dos bastidores. Pirei quando presenciei tudo isso. Recomendadíssimo!

 



Quer ganhar esse livro autografado? 

Participe da Promoção que a Editora Arqueiro está fazendo no Blog! Clique aqui e saiba mais.

[PROMOÇÃO] Sessão de Terapia
Vamos brincar de sorteio? :)

Quer ganhar um exemplar de "Sessão de Terapia" autografado? Então vamos sortear 3! Um autografado pelo Zécarlos Machado, outro pela Selma Egrei e outro pela Maria Fernanda Cândido. Eles leram um trecho do livro no lançamento e marcaram esse trecho. Depois disso, autografaram para que pudéssemos sortear nas nossas redes sociais.

1- Exemplar lido e autografado por Zécarlos Machado.
Será sorteado no Facebook. Basta clicar em "participar" na aba de promoções do Facebook: https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/276864 

2- Exemplar lido e autografado por Selma Egrei.
Será sorteado no Twitter. Basta tuitar o link da promoção marcando a @editoraarqueiro: http://kingo.to/1jqO

3- Exemplar lido e autografado por Maria Fernanda Cândido.
Será sorteado no nosso Instagram. Basta postar uma foto, como essa: http://instagram.com/p/gayefUv7AL/ (não precisa ser exatamente igual) marcando a @editoraarqueiro. Ao final sortearemos um número pelo random.org e contaremos a partir da primeira foto até a última.

Todos os sorteios serão realizados às 17h e os resultados serão atualizados aqui nessa notícia e divulgados nas redes sociais.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

RESENHA: "Perdão, Leonard Peacock", de Matthew Quick

Por Francine Estevão

Título: Perdão, Leonard Peacock
Título Original: Forgive me, Leonard Peacock
Autor: Matthew Quick
Editora: Intrínseca
Lançamento: 2013
Páginas: 223

Sinopse: Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto. 


Matthew Quick é o tipo do autor que nos chama a atenção. É como se ele pedisse ao leitor que o lesse lenta e atenciosamente, prestando realmente atenção ao que ele tem a dizer. E embora seu livro tenha esse aspecto reflexivo, o texto é leve e uma delícia de ser degustado. 

Mais uma vez o autor nos apresenta (assim como em "O Lado Bom da Vida") um personagem principal problemático, mas que, apesar de tudo, tem em si uma esperança sem fim de ser salvo. 

Leonard está no fim da adolescência e muito provavelmente no fim de sua vida também. Traumatizado por algo que aconteceu entre ele e seu melhor amigo ainda quando eram duas crianças, ele está fixado no seu plano de matar seu ex-melhor amigo e se matar em seguida. Mas ele não fará isso de qualquer jeito. Tudo foi calmamente planejado. Ele fará isso no fim do dia de seu aniversário de 18 e depois de ter entregue quatro presentes aos seus quatro únicos amigos. 

"Que aniversário esse.Que vida.Ergo a P-38 e volto a pressionar o cano em minha têmpora.Fecho os olhos.Aperto o gatilho."


A história de Leonard nos vai sendo contada através da sua relação com esses poucos amigos e, ao mesmo tempo que vemos o quanto ele está decidido a seguir com seu plano até o fim, percebemos que existe nele uma esperança de que alguém perceba o que está prestes a acontecer de forma que ele não faça o que tanto planejou. 

É impossível ler "Perdão, Leonard Peacock", sem ser tocado pela história e sem parar pra pensar na nossa própria vida. Nas nossas ações e tudo que fazemos que afeta a vida dos outros ao nosso redor, positiva e negativamente. Além daquilo que nos afeta. Pode parecer clichê, mas Matthew Quick sabe escrever isso de um jeito único e especial. 

Entre as muitas coisas que adorei no livro uma delas são cartas que aparecem no meio da história, como se fossem cartas de pessoas do futuro conversando com Leonard. No início, essas cartas nos dão uma esperança de que o livro esteja sendo contado por um Leonard já adulto. Mas na hora certa, passamos a entender o que elas são (e claro, ficamos com vontade de fazer a mesma coisa! Pelo menos eu fiquei!). Outro aspecto que adorei foram os muitos momentos em que ele conta sua experiência como observador no metrô. Ele fica olhando pras pessoas e escolhe uma para seguir e ver como será o dia dela, isso porque ele precisa encontrar uma forma de provar a si mesmo de que ser adulto não é tão chato nem tão infeliz quanto parece.

Por fim, eu diria que o livro é para muitos dos leitores a esperança - o presente - que eles precisam para continuarem acordando todos os dias e seguindo suas vidas mesmo que no momento, elas estejam chatas.