sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

AUTOR DO MÊS: Janaína Rico


A escritora Janaina Rico deixou de lado o direito para se dedicar à literatura. Com três livros publicados – “Ser Clara”, “Apimentando” e o infantil “O maravilhoso livro de desenhos da menina que não sabia desenhar” – Janaina é conhecida por ter consagrado o gênero Chick-lit no Brasil.



Ela é a primeira convidada do quadro “Autor do Mês” da Sociedade do Livro, que vai trazer todos os meses, a partir deste, um bate-papo com escritores nacionais. Comentem, deem sugestões de quem vocês gostariam de ver aqui no quadro e fiquem ligados nos próximos! ;)



Sociedade do Livro: Jana, obrigada pela entrevista e por topar ser a primeira a participar do quadro. Como é ser vista como um dos principais nomes nacionais dentro do gênero Chick-lit?
Janaina Rico: Acho lindo ler que sou um dos principais nomes! É uma honra muito grande participar do time dos autores nacionais que está cada dia mais bacana!

SL: E em breve teremos a continuação de “Ser Clara”, né. Conta um pouquinho sobre essa “série”. O que vem pela frente?
JR: A Clara terá vida longa! Ainda vejo um futuro para ela, e não consigo ficar muito tempo longe daquela maluquinha. Se depender de mim vai ter até o Ser Clara 100! (risos)

SL: Os seus livros têm uma pegada sensual, mais adulta. Mas você também tem um trabalho para criança. Como é escrever para públicos tão distintos?
JR: Eu sou escritora. Gosto de escrever para todos os públicos. Tenho um projeto para os adolescentes também. A inspiração não pode ter faixa etária. 

SL: Você pretende escrever mais para crianças?
JR: Sim!!! Já tenho dois livros escritos para os pequenos. 

SL: Seus livros são marcados pelo bom humor, mas também têm uma parcela de drama. De onde vem a inspiração para escrever suas histórias?
JR: Me baseio na minha vida, dos meus amigos, das minhas irmãs. Vivo prestando atenção no que rola a minha volta.

SL: Você também se dedica bastante à internet. Você tem algumas colunas em sites e inclusive o projeto “365 dias de sensualidade”. Qual a importância da internet para a sua carreira de escritora?
JR: Fundamental! Meu trabalho é divulgado em sites, redes sociais... Hoje é o maior meio de divulgação do trabalho de um escritor.

SL: Você tem planos de publicar o “365 dias”? Transformá-lo em um livro?
JR: Sim. Na verdade, aquelas publicações são trechos de um romance, que a protagonista chama-se Sara.

SL: Qual o maior desafio de ser autor nacional?
JR: Ver os livros na livraria!

SL: O que pode ser feito para que os leitores valorizem mais os autores daqui?
JR: Uma campanha de marketing é fundamental. Falta divulgação. 

Rapidinhas:
Livro favorito: Os meus!
Autor favorito: Martha Medeiros
Um livro que leu e que gostaria de ter escrito: Fazendo meu filme (qualquer um da série)

Nenhum comentário:

Postar um comentário