quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Resenha: "Lua de Mel" de James Patterson e Howard Roughan


Por Francine Estevão

Título: Lua de Mel
Título Original: Honeymoon
Autor: James Patterson e Howard Roughan
Lançamento: 2013
Páginas: 224
Editora: Arqueiro
Categoria: Ficção

Agradecimento especial à Arqueiro, parceira Sociedade do Livro

Sinopse: Nora Sinclair é linda, rica, sedutora e acaba de se tornar viúva pela segunda vez. Mas sua vida é repleta de acontecimentos misteriosos, que levantam a suspeita do FBI. Para se aproximar de Nora, o agente John O’Hara finge ser um corretor de seguros com uma oferta tentadora: um seguro de vida no valor de 1,9 milhão de dólares. O plano funciona, mas à medida que passa a conhecer a viúva, ele começa a se perguntar se está atrás de justiça ou diante de uma paixão avassaladora.


Acredito que esse seja um dos livros de James Patterson que mais me surpreenderam ao longo da leitura. Não é meu favorito, prefiro “4 de Julho”, mas fiquei impressionada com “Lua de Mel” e mais ainda ao saber que tem um livro 2. Só fico pensando como ele vai continuar essa história.

Além de a história ser interessante, ela é extremamente intrigante e me deixou várias vezes de boca aberta. Te desperta vários sentimentos como surpresa, raiva e indignação. Eu lia e relia a mesma parte pra saber se era aquilo mesmo ou se eu estava sonhando porque, MEU DEUS, NÃO ERA POSSÍVEL! Ai, quando você fala “ah, então é isso!”, os autores vão lá e falam “pegadinha do malandro” (rs).

Esse é daqueles livros em que os personagens enganam até mesmo os leitores e você começa a rir sozinha de pensar em quão genial alguém tem que ser pra escrever assim.

Talvez a história seja meio clichê demais, mulher bonita interesseira que acha que encontrou o amor verdadeiro e planeja mudar, mas continua fazendo suas maldades. Mas a forma como o livro é escrito faz com que a gente se envolva de tal forma que não sabemos o que pensar sobre a vilã. A gente sabe que ela é ruim, mas ao mesmo tempo acha ela genial, assim como o agente John O’Hara que é demais!

Para quem gosta de livros policiais e investigativos, “Lua de Mel” é uma boa opção não por fazer mistério sobre os casos investigados, mas por todo o contexto e personagens envolvidos. Esse é daqueles livros que são geniais por serem simples.

Nenhum comentário:

Postar um comentário