sábado, 6 de abril de 2013

RESENHA: “O Mágico de Oz” de L. Frank Baum

Por Maju Raz


Autor: L. Frank Baum
Tradução: Santiago Nazarian
Lançamento: 2011
Páginas: 192
Editora: LeYa
Categoria: 
Romance; Infantil

Sinopse:
"A casa de uma menina que vive no interior do Kansas é envolvida por um tornado, sendo transportada para a Terra de Oz. Dorothy se aventura pelo colorido e novo mundo que acaba de descobrir.
Tentando voltar para casa conhece pelo caminho um espantalho, um leão e um homem de lata. Juntamente com seu cachorrinho Totó e seus novos amigos ela se envolve na jornada pelos Tijolos Amarelos para encontrar o Mágico de Oz, que poderá realizar os desejos de todos.
Entre aliados e inimigos, Dorothy encontra bruxas, seres e artefatos únicos."

Tá bom eu confesso! Eu nunca vi o filme do ”Mágico de Oz” lançado em 1939. O meu filme favorito era Branca de Neve... Claro que já conhecia a história por peças teatrais, mas Oz nunca foi uma história que me seduziu muito, não sei dizer por quê. Eis que esse ano iria sair o filme “Oz Mágico e poderoso” no cinema então resolvi ler. Ganhei a maravilhosa edição da “Coleção Eternamente Clássicos – Barba Negra” da minha prima Beatriz obrigada! que vem com uma capa amarela-viva cheia de detalhes. A capa segue um modelo de coleção, e indico aos amantes de livros terem em suas estantes. O próximo dessa coleção que estou de olho é o “Jardim secreto” de Frances Hodgson Burnett.


Coleção barba negra Leya


A obra original de L. Frank Baum foi publicada nos Estados Unidos no ano de 1900 e seu romance ainda continua conquistando muitos leitores. Como eu disse, nunca foi um livro ou filme que me chamasse atenção, mas recomendo muito a leitura por ser um livro cheio de ação e aventura, por ser um livro atemporal que serve tanto para crianças quanto para adultos (cada público interpretará de uma forma, penso eu). Enxerguei a magia e o “enredo” do livro mais ou menos como “Alice no País das Maravilhas” de Lewis Carroll, mas não digo que “Oz” seja melhor que “Alice”, no entanto com certeza um romance é tão mágico quanto o outro.

O livro conta a história de Dorothy, uma garotinha que vive com os tios e seu cachorrinho Totó (que eu amo) no Kansas. Eis que um dia um tornado destrói sua casa e leva a garotinha e seu cão embora para a Terra de Oz. Aos poucos conhecemos esse lugar inexplicável pela visão de Dorothy. Ela encontra seres excêntricos e passa por lugares que nunca pensou existir na vida e no meio do seu caminho até o palácio de Oz a menina acaba conhecendo seus companheiros de viagem: o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão que vão acompanhar e ajudar Dorothy. Todos desejam solicitar um desejo ao grande mágico de Oz: Dorothy quer voltar para o Kansas, o Espantalho quer um cérebro, o Homem de Lata quer um coração e o Leão quer a coragem.

E é nessa parte que todos querem pedir algo ao mágico que você aprende que às vezes a força para ter tudo o que você deseja está dentro de você ou no simples apoio dos amigos. Mas nenhuma dessas personagens percebe que elas buscam pelo que já possuem. Ninguém mais pode te falar o que você deve ser ou acreditar, só você mesmo. E por mais que você esteja em uma terra fantástica, intensa e extraordinária, nenhum lugar é como nossa casa.

"Não importa quão sombria e cinza seja sua casa, nós pessoas de carne e osso, preferimos viver lá a viver em qualquer país, por mais lindo que seja. Não há lugar como nosso lar” – Página 36

Se você tem fé todos os desejos sempre se realizarão; às vezes o que buscamos está muito mais próximo do que imaginamos, às vezes está do nosso lado ou apenas dentro de nós, não será necessário nenhum “mágico” fazer algo por ou para você, basta você acreditar.

O Espantalho já possuía um cérebro, o Homem de Lata já tinha um coração e o Leão já apresentava coragem. Só faltava ELES acreditarem em si próprios, mas precisaram da ajuda de Dorothy para perceberem isso, assim como às vezes precisamos do simples apoio dos amigos.

O filme “Oz Mágico e poderoso” (2013) de Sam Raimi não faz ligações com o clássico original de 1900. No longa de agora não vemos mais a garotinha Dorothy nem o espantalho e o homem de lata, mas encontramos bastante semelhança entre o mágico de Oz do livro e o Oz do filme interpretado por James Franco. É uma ótima diversão pra quem curte efeitos especiais, humor, bichinhos fofíssimos e a famosa bruxa verde da Disney.



Não imaginava que fosse gostar tanto do livro que possui uma narrativa em terceira pessoa (que eu amo) e super detalhada. É uma leitura clássica indispensável onde cada leitor encontrará sua própria metáfora para a vida.



2 comentários:

  1. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços.
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir
  2. muito obrigado presisava fazer prode de redaçao do livro vc me ajudou muito obrigado

    ResponderExcluir