quarta-feira, 29 de maio de 2013

RESENHA: "Simplesmente Ana", de Marina Carvalho

Por Francine Estevão

Título: Simplesmente Ana
Autora: Marina Carvalho
Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2013
Páginas: 304
Categoria: Romance

Sinopse: Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.


É difícil não gostar desse tipo de história, mesmo eu tendo achado a personagem principal meio "sem sal". O livro é daqueles que nos fazem sonhar acordadas com nosso próprio reino e príncipe encantado. Porque, fala sério! Imagina você descobrir que é filha de um rei e de repente começar a viver uma vida de princesa de verdade? Tenho certeza que até mesmo quem já passou da idade de sonhar acordada com contos de fada se permite delirar um pouquinho com esse tipo de história.

Pois foi isso que aconteceu com a brasileira Ana. De repente, seu Facebook aponta uma mensagem de um rei que diz ser seu pai (só eu achei estranho um rei ter Facebook?). Qual não é a surpresa dela ao descobrir que ele não só fala a verdade como quer que ela vá com ele à Krósvia. A jovem estudante de direito não pensa muito antes de aceitar e deixa toda sua vida para trás - por um curto e pré-determinado período - para conhecer um outro lado de sua vida, desconhecido até então.

Chegando no castelo do pai, ela é extremamente bem recebida por quase todos. A única pessoa que parece não simpatizar muito com a princesa é o enteado de seu pai, Alex. Mas a antipatia não dura muito tempo e eles começam a se aproximar. Mas será que ele é mesmo o príncipe encantado de Ana?

Antes de ser oficialmente apresentada como princesa, Ana leva uma vida de turista rica na Krósvia e depois de sua apresentação, sua vida vira de cabeça para baixo, com milhares de paparazzis a seguindo e querendo registrar cada momento de sua vida. Um caos para quem cresceu acostumada com a liberdade de ir e vir como um desconhecido qualquer. 

Eu dividiria o livro em duas fases. Inicialmente, ele foca mais na parte da mudança de vida da Ana que deixa de ser alguém comum para se tornar a filha de um rei. Abro aqui um parenteses para dizer que, até aqui, o livro lembra muito duas histórias de filhas perdidas de pais ricos e poderosos. Primeiro, "O Diário da Princesa" da Meg Cabot e também o filme "Tudo que uma garota quer", com a Amanda Bynes. No caso do filme, eu diria que as semelhanças vão além da questão "filha de pai rico e poderoso". A mãe da Ana também trabalha com buffet.

A segunda parte é mais focada na vida amorosa de Ana e sua "busca" pelo príncipe encantado. Por que, alguém tem dúvidas de que Alex é mais do que um simples meio irmão? Lindo daquele jeito? Não, né?! Ah, e é aqui que entra meu surto. Tem BON JOVI no livro! Qual é, até eu me apaixonaria por um cara que mora num apartamento de frente pro palco onde a banda vai fazer um show, com a permissão pra que euzinha aqui assistir tudo de camarote da sacada. Mas, voltando ao livro, é bem isso que acontece com a Ana. 

Mas como nem só de flores vive a realeza, não é fácil se tornar princesa do dia pra noite e Ana vai sentir o peso de carregar uma coroa em um país tão longe e diferente do seu. 

4 comentários:

  1. Pois é, Fran, o livro é bem bacana, mas não me conquistou, fiquei mais frustrada comigo do que com o livro, estava super a fim de me apaixonar... Mas não rolou. =/ (Só - igualmente a você - babei na cena com o Bon Jovi hahahaha)

    Beijos!!!!

    @Juliana_Barnes

    ResponderExcluir
  2. Livro realmente delicioso de ser ler, daqueles de vc não conseguir largar enquanto não termina. E essa tal de Krósvia, hein? Que vontade de ir lá e assistir o show do Bon Jovi junto com a Ana. Romance leve, gostoso, que dá vontade de estar no lugar da protagonista.

    Parabéns pela resenha e pelo blog!

    adriana medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. ain não li, mas quero ler siim! pelo jeito tem carinha de filminho adolescente que eu adoro!

    byanak.blogspot.com.br

    ResponderExcluir