quarta-feira, 21 de agosto de 2013

RESENHA: "Ouro", de Chris Cleave

Por Francine Estevão

Título: Ouro
Título Original: Gold
Autor: Chris Cleave
Lançamento: 2013
Páginas: 336
Editora: Intrínseca

Sinopse: O que você sacrificaria por aqueles que ama? Kate e Zoe se conheceram aos 19 anos, nas eliminatórias de um programa para jovens talentos do ciclismo de elite — um esporte que exige foco e comprometimento. Após mais de uma década, aos 32 anos, elas se preparam para enfrentar a última e mais grandiosa prova de suas vidas: os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Amigas e também grandes rivais, Kate e Zoe são atletas no topo do ranking, lutando para vencer a competição mais importante do mundo. Com vidas marcadas pela tragédia, cada uma delas tem muito a perder, e as duas se veem diante do desafio de optar entre a família e a glória no esporte. Contada como somente Chris Cleave é capaz, Ouro é uma história sobre os limites da resistência humana, tanto física quanto emocional, sobre maternidade e amor, e sobre o que nos permite, em nossas diferentes maneiras de agir, alcançar feitos memoráveis. Com grande humanidade, o autor de Pequena Abelha analisa as escolhas que são feitas quando a vida está em risco e tudo o que se ama está em jogo.


Comprei “Gold” por R$2,00 na Fnac em uma das superpromoções da loja. Depois de ter lido e me apaixonado por “Pequena Abelha”, do mesmo autor, não resisti a levar mais uma de suas obras pra casa. Demorei um século para ler “Ouro”. Em parte porque não me rendi à edição em português e insisti em ir até o fim com a leitura do original, em inglês. Mas também porque no começo, achei o livro meio devagar e isso refletiu no meu desempenho como leitora.

No entanto, conforme a história vai se desenrolando, você vai ficando presa ao livro e não vê a hora de chegar no desfecho para saber o que ele fará com os destinos de seus personagens que nos retratam uma vida extremamente próxima do cotidiano de pessoas comuns ao mesmo tempo que são pessoas vivendo histórias pouco convencionais, se é que é possível ser as duas coisas ao mesmo tempo.

Embora tenha chegado ao fim de “Ouro” preferindo “Pequena Abelha”, Chris Cleave nos presenteia mais uma vez com histórias simples e cotidianas, no entanto originais e chocantes nos levando a pensar “e se fosse comigo?”.

Kate e Zoe são amigas e ciclistas que têm suas vidas e decisões divididas entre ganhar as competições das quais participam e suas famílias e vidas pessoais. Kate é casada também com um ciclista, Jack, e tem uma filha pequena, Sophie. A família toda se divide entre a bicicleta e os cuidados com a menina que tem leucemia. Zoe é extremamente egocêntrica. Só pensa em ganhar dentro e fora das competições. 

Apesar de parecerem simples, cada personagem apresenta uma complexidade única com dilemas e segredos que acabam envolvendo todos em uma história que nos apresenta os dramas sobre as decisões que tomamos em nossas vidas e suas consequências. 

6 comentários:

  1. Caramba, eu fiquei muito curiosa com a sinopse de "Pequena abelha" e meio que fiquei tentada a ler "Ouro" também. Sou atleta e eu acho que seria muito interessante ler "Ouro".
    Esse Chris gosta de criar estórias comuns, mas ao mesmo tempo chocante, é? Gosto de escritores assim. Preciso ler esse cara.

    ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Que legal! Que esporte vc faz?
      Leia sim, vale a pena!

      Excluir
  2. estou lendo Ouro, e desenvolvendo um ódio mortal pela Zoe... rs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk no começo eu tb odiava a Zoe, mas depois fui entendendo um pouquinho do que se passa na cabeça dela. Depois conta se gostou do livro! =)

      Excluir
  3. Uma das minhas próximas leituras! Eu me encantei com a sinopse, e já estou com o livro aqui em casa. Espero gostar, pois de Pequena Abelha eu amei!

    http://blogliterariopalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. FUI ILUDIDO PELA RESENHA.
    O LIVRO É RUIMMM DE +++ MAIS
    O FINAL QUE BARULHEIRA E QUE BAGUNÇA MAIS SEM PE NEM CABEÇA.

    RUIM DEMAIS

    ALEXANDRE ALMEIDA

    ResponderExcluir