quarta-feira, 11 de setembro de 2013

RESENHA: Dois Rios de T.Greenwood

Por Maria Julia

Título: Dois Rios
Título Original: Two Rivers
Autor: T.Greenwood
Lançamento: 2013
Páginas: 448

Sinopse: Harper Montgomery vive ofuscado pela tristeza. Desde a morte de sua mulher, há 12 anos, ele aprisionou-se em uma pequena cidade, Dois Rios, onde todo mundo se conhece, porque ali — justifica-se — poderia criar melhor sua única filha. Atormentado pelo desgosto, Harper prefere esconder-se. Mas a verdade é que a morte de sua mulher é somente um dos motivos de sua dor. Além de sofrer por sua perda, ele se sente culpado por um ato abominável: quando mais jovem foi cúmplice de um crime brutal e sem sentido. Há muito sentimento em jogo quando se trata de sua vida cheia de remorsos... Então, um acidente de trem oferece a Harper a chance de redenção: uma das sobreviventes, uma menina de 15 anos, grávida, precisa de um lugar para ficar, e ele se oferece para levá-la para casa. No entanto, a aparição dessa menina, Maggie, não tem nada de simples acaso, talvez, ela tenha alguma coisa a ver com o crime do qual ele participou um dia...

Esse é um livro muito bem escrito, com transições do passado e do presente em cada mudança de capítulo. Eu gostei da narrativa masculina do livro, estou acostumada a ler muita coisa com narração feminina, então curti bastante o Harper contando sua história.

Há doze anos, na pequena cidade de Dois Rios - Vermont, Harper Montgomery perdeu o que mais tinha de precioso: sua esposa Betsy. No dia em que a filha dos dois nasceu Montgomery se envolveu na morte de um homem e desde então atravessa os momentos da vida sempre com muito sentimento de dor e culpa. Ele trabalha para a ferrovia e faz o seu melhor para criar sua filha Shelly como um pai solteiro. Eis que um descarrilamento de trem ocorre. Um dos sobreviventes é Maggie, uma moça grávida que se diz ter sido estuprada e que precisa de um lugar para ficar.

Contra a vontade Harper resolve deixar a moça ficar em sua casa para que ela tenha um lugar pra descansar enquanto descobre como levá-la de volta até a casa dela. Mas Maggie se recusa a ir embora, ela diz que não pode voltar e que tem medo. Então se oferece para fazer serviços de casa em troca de poder ficar. Harper “concorda”, pelo menos em curto prazo, não percebendo o impacto que a chegada de Maggie terá sobre a vida de todos eles...

Dois Rios, no seu particular, é uma história de amor. Um drama de leitura densa repleta de metáforas, uma discussão complexa sobre as batalhas internas da psique humana, das paixões e remorsos.  Um romance de tragédia, afeto, coragem e segredos que evoca cura e redenção. Adorei esse tipo de leitura e recomendo principalmente a todos que adoram um drama profundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário