sábado, 19 de outubro de 2013

RESENHA - "Dançando sobre cacos de vidro" de Ka Hancoc

Por Maria Julia

Titulo: Dançando Sobre Cacos de Vidro
Titulo original: Dancing on Broken Glass
Autora: Ka Hancock
Páginas: 336
Ano: 2013

(Agradecimento especial à editora Arqueiro, parceira da Sociedade do Livro.)

Sinopse: Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles. Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética.
Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor.


"-Lucy, todo casamento é uma dança: complicada às vezes, maravilhosa em outras. Na maior parte do tempo não acontece nada de extraordinário. Com Mickey, porém, haverá momentos em que vocês dançarão sobre cacos de vidro. Haverá sofrimento. Nesse caso, ou você fugirá ou aguentará firme até o pior passar."

Prepare as caixas de lenço e o “Engov” literário porque lágrimas não faltarão e a ressaca vai ser braba!

Confesso que escolhi esse livro pela capa. Que feeeeeio! Sim! Mas eu me apaixonei por essa capa! Achei muito mais bonita que a original:

Não conhecia Ka Hancock, mas posso dizer que só com as primeiras páginas já passei a ser uma grande admiradora da autora que criou uma história de duas almas comprometidas.

Em “Dançando Sobre Cacos de Vidro” somos apresentados a duas vidas que se desenvolveram conturbadas: Michael Chandler e Lucille Houston.

Michael Chandler cresceu vendo sua mãe passar por desequilíbrios de bipolaridade e a perdeu por conta disso. Isso fez com que Mickey crescesse arruinado e sempre travando uma batalha com a mesma doença. O pai de Lucille Houston morreu com um tiro fatal durante o emprego como policial quando ela tinha apenas cinco anos de idade. Quando a garota completou dezessete anos viu sua mãe definhar até a morte por câncer de mama.

Os dois se encontraram durante de aniversário de 21 anos de Lucy (preparada por sua irmã Lily em uma casa de show de Mickey) e se apaixonaram imediatamente. Mas Mickey sempre acha que nunca pode se envolver com ninguém por conta de sua bipolaridade, mas se apaixona perdidamente por Lucy.

"Alguma coisa no jeito como nossas línguas dançaram e nossos dentes se chocaram pareceu quase familiar. Era delicioso e não seria eu que daria um fim àquilo."

Os dois passam por muitos momentos e então resolvem se casar... A vida nunca foi muito amiga desses dois e Lucy descobre um câncer. Ela luta fortemente contra esse câncer e duela mais ainda com as crises de Mickey surtado. Tudo em um momento tão frágil de suas quimios e radioterapias. 

O romance se desenrola em primeira pessoa através de vozes alternadas, no passado e no presente, com os pensamentos datados de Mickey e com Lucy recordando seus altos e baixos.

Estar dentro das reflexões de Mickey é muito confuso e triste uma vez que ele sabe que possui transtorno bipolar e tenta lidar com isso. Não sei se tive mais a sensação de uma bipolaridade ou se tive compaixão da personagem. Estar na pele de Lucy é denso, é dramático. Realiza-se em um momento frágil onde você precisa de ajuda, mas ao mesmo tempo está lá dando apoio para seu marido que sofre com as crises dele?

"Lucy me amava mesmo com parafusos soltos, peças sobressalentes e partes danificadas. Ela amava o pacote todo - dizia que devia ser assim ou não faria sentido me amar."

"Nesse momento estávamos descalços e dançando sobre um mar de cacos de vidro. Por mais verdadeiro que isso fosse, porém, Mickey sabia que eu dançaria com ele para sempre se pudesse, mesmo que meus pés sangrassem..."

É um livro com uma bela escrita, personagens impressionantes e uma história incrível! Um retrato angustiante e realista das pessoas que lidam com desafios da vida: câncer e problemas de genética. Você vai rir e chorar, se sentir triste e esperançoso e experimentar uma variedade repleta de emoções durante a leitura – lição de vida.


Ficou curioso? Leia um trecho do livro aqui.

2 comentários:

  1. A capa original é feinha mesmo. Mas o que me deixou curiosa mesmo foi a sinopse.
    Pretendo lê-lo em breve, bjo!

    Visita o meu cantinho e se puder segue, =D
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Me apaixonei pelo livro, estou quase no final e morrendo em lágrimas!

    ResponderExcluir