sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

2013 em Resumo: os melhores do ano

Por Francine Estevão

2013 foi um bom ano de leitura, com mais “melhores” do que “piores”. Foram 45 livros lidos, fora os abandonados - que comecei e não terminei. Mesma quantidade de 2012 (começo a sentir um padrão se estabelecendo rs).

Bom, vamos à lista. 
(Para ler as resenhas de cada um deles, basta clicar no nome do livro.)





Esse ano, coloquei Matthew Quick na lista de autores favoritos depois de ler seus dois livros lançados no Brasil. Confesso que gostei muuuuuuito mais de “Perdão, Leonard Peacock” do que de “O Lado Bom da Vida”. Mas é impossível negar o quanto esse dois livros marcaram meu 2013.

“Divergente” e “Insurgente”, de Veronica Roth



Tem alguém que não leu essa série? E tem alguém que leu e não se apaixonou? – Pergunta retórica. Eu, que não gosto muito de distopias, me apaixonei pelo universo criado pela Veronica Roth. E mesmo achando o primeiro livro melhor que a continuação, nenhum deles poderia deixar de aparecer nessa lista.




Os Bridgertons foi mais uma série que conheci esse ano e pela qual me apaixonei. Morri de dar risada com o primeiro livro e não quis mais abandonar a série. Em fevereiro, tem continuação! 

“O Presente”, de Cecelia Ahern



Esse livro foi uma surpresa boa no meu fim de ano. Eu estava desapontada com a Cecelia depois de ler “O livro do amanhã”. Então ela resolveu me surpreender me fazendo chorar pela primeira vez com um livro. O melhor dos melhores de 2013!

“Juntos para sempre”, de Walcyr Carrasco



Também foi uma surpresa. Não esperava me apaixonar tanto pelo livro. Talvez por não acreditar muito nesse lado espiritual da história, eu achei que não fosse gostar tanto, mas acabei completamente envolvida e emocionada. Lindo!

“Procura-se um marido”, de Carina Rissi



Podem dizer que “Perdida” é o melhor livro da Carina – e eu amei a história. Mas o meu favorito, com certeza, é “Procura-se um marido”. Eu chorava de rir em algumas partes e em outras eu tinha vontade de entrar no livro e dar umas boas palmadas nos personagens.

“Esconda-se”, de Lisa Gardner



Eu já tinha outros livros dela na estante, mas nunca tinha lido. Resolvi começar por esse porque ele foi o último que chegou em casa. Agora não vejo a hora de tirar da prateleira os outros títulos da autora. Bem, isso resume o quanto gostei da história que foge dos clichês e dos desfechos tradicionais de livros policias/investigativos. Além disso, o jeito de conduzir a história me lembrou bastante um dos meus favoritos ever, “O Aliciador”, então não podia ficar de fora dessa lista!

“Frio do Além”, de Charlaine Harris



Nem parece que foi nesse ano que li esse livro. Mas não tinha como deixar uma das minhas séries favoritas de fora da lista de melhores de 2013. Agora que só quero ver quando é que a editora Leya vai lançar o quarto e último da série. Acho que já passou da hora (hunf!).

“Jessie hearts NYC”, de Keris Stainton



O livro é ótimo e infelizmente ainda não foi traduzido para o português. É um excelente “passeio” por Nova York e a história é toda bonitinha, sem ser clichê.

“Eu amo New York”, de Lindsey Kelk



E por falar em Nova York… Apesar de esse livro não mostrar muuuuito da Big Apple, ele é daqueles que te fazem querer embarcar imediatamente para lá e viver tudo que a personagem vive na história.




Esse livro é curto e extremamente rápido de ser lido, mas é daqueles que ficam na nossa cabeça por muito tempo depois que acabamos de ler. Da série que dá vontade de viver tudo intensamente enquanto temos tempo.

***

E ai, concordam ou discordam de algum? E quais foram os melhores livros que vocês leram este ano? Deixem nos comentários! =)  




sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Doe um livro no Natal e ganhe descontos em restaurantes



A campanha conhecida como “Restaurant Book” propõe essa troca aos leitores. O projeto acontece até o dia 31 de janeiro e vale em diversos restaurantes parceiros na capital paulista. A lista pode ser conferida aqui.

Os restaurantes estabeleceram dias e horários determinados em que aceitam essa "troca". Ainda assim, vale a iniciativa que é muito legal.

Os clientes que levarem um ou mais livros para doação, ganham até 10% de desconto na conta. Os exemplares arrecadados serão entregues em bibliotecas públicas, creches, entidades beneméritas e comunidades.

O projeto é um apoio à campanha #doeumlivro.

Confiram mais sobre a campanha no blog Doe um Livro.

*Imagens retiradas do blog Doe um Livro.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

RESENHA: "O Presente", de Cecelia Ahern

Por Francine Estevão

Título: O Presente
Título Original: The Gift
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 317
Lançamento: 2013

Sinopse: Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. Os dois começam a conversar, e Lou fica muito intrigado com as informações que recebe de Gabe; informações de alguém que tem observado uniões improváveis entre os colegas de trabalho de Lou, como os encontros da moça de sapatos Loubotin com o rapaz de sapatos pretos... Ansioso por saber de tudo e por manter o controle sobre tudo, Lou entende que seria bom ter Gabe por perto — para ajudá-lo a desmascarar associações que se formam fora de suas vistas — e lhe oferece um emprego. Mas logo o executivo arrepende-se de ajudar Gabe: sua presença o perturba. O ex-mendigo parece estar em dois lugares ao mesmo tempo, e, além disso, Gabe lhe fala umas coisas muito incomuns, como se soubesse do que não deveria saber... Quando começa a entender quem é realmente Gabe, e o que ele faz em sua vida, o executivo percebe que passará pela mais dura das provações. Esta história é sobre uma pessoa que descobre quem é. Sobre uma pessoa cujo interior é revelado a todos que a estimam. E todos são revelados a ela. No momento certo.


Estava completamente decepcionada com os livros da Cecelia Ahern depois de ler “O livro do amanhã”, mas dei uma chance ao “O Presente” e fiquei extremamente feliz de constatar que essa história é tão boa quanto os melhores livros dela, “Se você me visse agora” e “P.S. Eu te amo”.
“O Presente” me fez chorar de soluçar e eu achei que não fosse parar mais. Algo que NUNCA aconteceu comigo em qualquer livro que eu tenha lido até hoje. Eu posso ter me emocionado com algumas histórias, mas nunca uma lágrima se quer caiu. Até hoje.

O livro conta uma história extremamente realista entremeada por fatores sobrenaturais incríveis e me tocou de um jeito muito particular. Ela é um pouco de tudo aquilo do qual estou cansada de ver ao meu redor. Pessoas trabalhando tanto que esquecem de viver e gente tão preocupada com os presentes de Natal que se esquecem de todos os significados que esta data deveria ter.

A história começa com o sargento Raphie tomando conta de um jovem de 14 anos que foi “detido” depois de jogar um peru na janela da casa do pai. Enquanto aguarda a mãe ir busca-lo na delegacia, o “Garoto do Peru” é entretido pelo sargento que quer lhe ensinar uma lição ao lhe contar uma história.

Lou é um workaholic irremediável. Faz de tudo para dar o melhor de si no trabalho e se fosse possível, ele estaria em dois lugares ao mesmo tempo para poder resolver tudo e mostrar ao chefe o quanto merece o cargo de um colega maluco que foi afastado da empresa.

Mas como não pode ser perfeito em tudo, Lou prefere ser ótimo no trabalho e um saco em família, a ponto de sua esposa, Ruth, querer “demiti-lo” do cargo de pai, marido, irmão e filho.

Um dia, ao ir para o escritório, Lou conhece Gabe, um morador de rua que observa todo mundo pelos pés. Durante uma conversa entre os dois, Lou descobre que pode estar sendo trapaceado no trabalho e resolve levar Gabe para o escritório a fim de poder saber de informações privilegiadas que não permitam que ele perca a chance de ser promovido.

O que Lou não esperava era que o morador de rua misterioso iria mudar sua vida para sempre, em todos os sentidos.

Conhecemos toda a história de Lou, Gabe e cia. através do sargento enquanto ele vai contando tudo para o “Garoto do Peru” e de vem em quando, os capítulos voltam para a sala da delegacia para mostrar um pouquinho das reações do jovem à tudo aquilo que está ouvindo.

A história é LINDA LINDA LINDA e faz cada um de nós pensar nas nossas correrias do dia a dia. O que estamos fazendo com o nosso tempo?



“...isso faz com que o tempo seja mais precioso que o dinheiro, mais precioso do que qualquer coisa. Você nunca pode ganhar mais tempo. Quando uma hora passa, uma semana, um mês, um ano, você nunca consegue recuperá-los.”


domingo, 15 de dezembro de 2013

RESULTADO Sorteio de Natal!


Olá, pessoal!

 Hoje estou aqui para divulgar o resultado do sorteio de Natal, onde 1 GANHADOR, levará 2 LIVROS com Edição Especial de Natal.

  Ficamos muito felizes com as participações de vocês. Muitos novos leitores chegaram, e foram mais de 2 mil entradas no formulário. Diariamente víamos pessoas Twittando a frase da promoção e querendo ganhar, e é uma pena não podermos presentear mais pessoas. Porém, já adiando futuras promoções virão, então fiquem de olho ;)

 Vamos ao ganhador?


 Parabéns Fernanda! Envie um e-mail através da aba "contato" de um dos dois blogs com seus dados para envio. Você tem 48h. Caso não o faça, vamos refazer o sorteio e enviar um e-mail ao segundo ganhador. O mesmo terá 24h para responder.

Meeega obrigada a todos que participaram,
e obrigada à linda Mariana Mortani pela promoção em parceria! ^-^

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

RESENHA: "Anjos à mesa", de Debbie Macomber

Por Francine Estevão

Título: Anjos à mesa
Título original: Angels at the table
Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2013
Páginas: 222

Sinopse: Shirley, Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável — especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de fim de ano da Times Square. Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por “acidente”, Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não? Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren é um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou, os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal... Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal.


“Anjos à mesa” é mais um livro fofo escrito por Debbie Macomber. Adorei a ideia de anjos interferindo na vida humana. As travessuras de Shirley, Goodness, Mercy e Will com certeza garantem boas risadas ao longo da leitura.

Além disso, a história tem também um aspecto religioso, mas sem ser piegas. Gostei da forma como Debbie abordou esse plano espiritual sem ser cheia de dedos. Ela fala sobre os planos de Deus para a vida das pessoas na Terra e sobre o quanto somos seres cabeça dura, contrariando o que foi pensado para nós.

Não estava nos planos de Deus que Lucie e Aren se conhecessem na noite de réveillon daquele ano, em plena Times Square lotada. Mas como eram as duas únicas pessoas sozinhas à meia noite, Will achou que deveria dar um empurrãozinho.

Depois de dar um beijo e passarem a noite comendo, tomando café e conversando, a paixão foi instantânea, mas antes que tomassem alguma decisão sobre o futuro daquele relacionamento tão repentino, eles estipularam um prazo. Em uma semana, se fosse do interesse dos dois, eles se encontrariam no topo do Empire State Building, às 16h.

Lucie estava a caminho do encontro quando precisou correr para o hospital porque sua mãe, que estava torcendo pelo relacionamento dos dois, havia passado mal.

Depois do desencontro, nenhum dos dois teve mais qualquer notícia do outro. Mas os anjos encarregados da confusão na vida do casal sentiam que precisavam fazer alguma coisa para juntá-los novamente.

Certa noite, Lucie, dona de um restaurante e chef, não sabia que tinha em uma de suas mesas o cara em quem ela vinha pensando desde o começo do ano. Muito menos que ele, um critico gastronômico, iria fazer uma resenha sobre sua comida. Mas claro que tudo não seria tão simples com a interferência e a “ajuda” de Shirley, Goodness, Mercy e Will.

O livro é leve e muito gostoso de ler. Você se diverte com as partes da história que se passam no céu e torce para que dê tudo certo no âmbito terreno. A forma da narrativa também é bem legal porque coloca o leitor como que espiando por entre nuvens (literalmente) as coisas que acontecem na vida de Lucie e Aren.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Encontro de fãs - Clube do Livro: Jogos Vorazes na Livraria Cultura em Ribeirão Preto

Já estão sabendo do encontro de fãs que o Clube do Livro da Livraria Cultura aqui de Ribeirão Preto vai promover?

Então anotem aí: É dia 7 de dezembro às 16 horas na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi em Ribeirão Preto. Vamos pra lá discutir os livros, filmes e aproveitar muitas novidades, descontrações e sorteios que esse encontro reserva!