quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

RESENHA: "A Outra Vida", de Susanne Winnacker

Por Francine Estevão


Título: A Outra Vida
Título Original: The Weepers
Autora: Susanne Winnacker
Editora: Novo Conceito
Lançamento: 2013
Páginas: 272

Sinopse: O mundo de Sherry — de uma hora para outra — mudou completamente. Por causa de um vírus muito contagioso, as pessoas que ela costumava conhecer, e quase todas as pessoas de sua cidade, Los Angeles, na Califórnia, se transformaram em mutantes assustadores. Esses mutantes têm uma força excessiva, são ágeis, o corpo é coberto de pelos, eles lacrimejam um líquido imundo e… comem gente! Portanto, não há muito o que fazer — talvez tentar fugir — quando se encontra algum deles. A não ser que você tenha ao seu lado a força e a determinação de um jovem como Joshua. Joshua perdeu uma irmã para os mutantes e sua raiva é tão grande que ele seria capaz de vingar todos aqueles que perderam alguém para as criaturas. No entanto, para que esta revanche aconteça, é preciso prudência. Afinal, até que ponto a disseminação deste vírus foi uma coisa realmente natural? Que poderosos interesses estão por trás desta devastação? E será que Joshua e Sherry conseguirão ter a cautela necessária para lutar contra as criaturas justo agora que seus corações estão agitados pelo começo de uma paixão?


A outra vida é tudo aquilo que existiu antes de Sherry sair do abrigo para refugiados. Foram mais de 3 anos, um quinto da sua vida, sem ver a luz do sol, sem comer chocolate, sem sair com seus amigos, sem sentir o ar puro...foram mais de 3 anos sem muita coisa do que era usual em sua outra vida. Isso porque o governo emitiu um alerta que obrigou a todos de Los Angeles se isolarem por causa de uma epidemia de raiva (uma mutação do vírus) que estava atingindo as pessoas e transformando-as em monstros. O governo prometeu avisar quando todos pudessem deixar seus refúgios, mas há muito tempo o contato com o mundo pelo rádio se perdeu e agora a comida estocada acabou.

Diante da possibilidade de morrer de fome e sem saber o que há do lado de fora, Sherry e seu pai decidem sair para procurar comida. O que encontram é uma cidade coberta por fuligem e destruída, como se alguma bomba tivesse caído sobre o local. Na busca por alimento, eles encontram muito mais destruição e pessoas mortas, como se algum bicho as tivesse atacado.

Ao chegar ao supermercado, Sherry e seu pai são surpreendidos pela presença de um ser estranho, parecido com humanos, porém sem vida – ou ao menos sem a vida do jeito que eles conhecem. Os Chorões - nome do monstro peludo e com lágrimas que atacou os dois conseguem raptar o pai de Sherry e ela acaba sendo salva por Joshua, um dos poucos sobreviventes que restaram. Ele a leva para um lugar seguro e juntos vão tentar resgatar o pai de Sherry antes que ele seja morto ou contaminado pela raiva.

Me surpreendi positivamente com o livro por ele ser completamente equilibrado, sem exageros que fazem as histórias perderem a credibilidade. Sherry é uma jovem de 15 anos que aparenta através de seu jeito ter mesmo 15 anos. Não é um livro que gira em torno de um romance meloso adolescente. A construção da história em torno dos Chorões também é bem construída, sem extravagâncias. O livro tem boas cenas de ação. Sabe quando você lê uma história bem construída em que tudo parece se encaixar? Então, "A outra vida" é assim. Um livro na medida certa.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário