sexta-feira, 14 de março de 2014

Editora Faro traz livro nacional com temática zumbi

Por Maju Raz


Passeando pela livraria dei de cara com o livro “O Vale dos Mortos”. Minha amiga, que estava comigo, me disse “essa Editora – Faro Editorial – é nova”.  Cheguei em casa e descobri que a Faro é uma Editora com grande conhecimento no mercado Editorial. Ela foi fundada por três sócios que pretendem somar experiências e diferenciadas especialidades para surpreender agradavelmente seu público-alvo – adulto e jovem.

“Num mundo em acelerada transformação, como o da comunicação, é preciso ter “faro” para escolher e lançar o melhor. Esta poderia ser uma boa explicação para o nome da mais nova editora do mercado: Faro Editorial. Mas não foi assim que o nome surgiu.

Na verdade, Faro é o sobrenome dos avós italianos do Pedro Almeida, editor já com longa e consagrada carreira no segmento de livros, tanto dentro de grandes e pequenos grupos como em atuação solo. Pedro agora se associa a Karine Pansa e Diego Drumond, dois nomes também bastante conhecidos no meio, para lançar uma editora própria.

A Editora possui quatro títulos em seu catálogo e já ganhou meu respeito com os livros de temática zumbi “O Vale dos Mortos” e “As Crônicas dos Mortos” do autor nacional Rodrigo de Oliveira.

*Curta o face da editora aqui.




Livro I da série mais original sobre Zumbis desde The Walking Dead!
Estamos em 2017 ... Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que o astro passaria a uma distância segura. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer...
Uma profecia esquecida do Apocalipse, reiterada por outros profetas modernos, ressurge...
“Então 2/3 de todas as pessoas no Planeta são acometidas por uma estranha doença... E abriu-se o poço do abismo, de onde saíram seres como gafanhotos com poderes de escorpiões. E os homens buscarão a morte e a morte fugirá deles." Apocalipse 9:2-6.
Então um grupo luta por sobreviver num mundo dominado pelo mal.
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa orbita, fatalmente desencadearia a transformação de grande parte da humanidade, não havendo lugar seguro, ambientes sem infecção, pois ela ocorreria simplesmente pela aproximação do astro. Pegos de surpresa, e tentando entender o que acontecia enquanto buscavam se salvar, um casal e seus filhos iniciam uma jornada para reestabelecer alguma condição de vida no que restou de seu próprio mundo.
Uma história com muita ação, suspense, que vai deixar você eletrizado.
Booktrailer:

Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra.
Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, os astrônomos asseguram que o planeta passaria a uma distância segura e todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer...
Mas não podiam estar mais enganados.
No dia em que o planeta estaria mais visível a olho nu, enquanto todo o mundo se preparava para observar o fenômeno, um grupo seguia para um compromisso chato: fazer hora extra num sábado, pois todos os projetos estavam muito atrasados.
Na hora do almoço, 16 pessoas entram no elevador... mas ele para entre dois andares.
As comunicações não funcionam, nem alarmes ou celulares, ninguém aparece para ajudar. E eles não sabem que, em todo o mundo, algo muito estranho aconteceu. Em poucos segundos, 10 pessoas caem num surto coletivo, como que desmaiadas. Entre o desespero e tentativas de busca por ajuda, um deles começa a abrir os olhos. Mas eram olhos vazios, olhos do mal...
*A Editora liberou uma crônica para download! =D Clique aqui.
“Rodrigo de Oliveira  é Gestor de TI e fã de ficção científica, dos clássicos de terror, em especial da obra de George Romero. Teve a ideia desta série após um longo pesadelo tão real que, ao acordar, começou a escrever freneticamente, até concluir seu primeiro livro. Casado, com dois filhos, nasceu em São Paulo, e vive entre a capital e o Vale do Paraíba.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário