sexta-feira, 11 de julho de 2014

TAG: Arco-Íris Literário



A TAG de hoje é facinha! A ideia é indicar um livro para cada cor do arco-íris. Então vamos lá:

Vermelho – “Frio do Além”, Charlaine Harris



Foi difícil encontrar entre meus livros um com vermelho e que eu gostasse. Então, acabei ficando com esse mesmo. Sei que já falei dele milhares de vezes aqui no blog, mas nunca é demais indicar novamente essa série que eu amo!


Laranja - “Pequena Abelha”, Chris Cleave



Não vou falar demais para não estragar a surpresa que você encontrará nas páginas deste livro. Mas “Pequena Abelha” foi uma surpresa extremamente positiva e positivamente diferente de tudo que eu já havia lido até ele. Posso dizer também que é um livro perturbador, mas que ninguém vai querer largar antes de chegar ao fim.


Amarelo – “As cem melhores crônicas brasileiras”



(Parece laranja, mas juro que é amarelo!) Ganhei esse livro de aniversário há muitos anos e acho que foi meu primeiro contato com crônicas de uma maneira mais consciente. Me apaixonei pelo formato e me inspirou a escrever algumas também, na época. Uma das minhas favoritas do livro é “A mulher de...”, do Marcelo Rubens Paiva – que também foi minha introdução ao autor e me fez gostar muito do que ele escreve. 

Verde – “Meu amor, meu bem, meu querido”, Deb Caletti



Além de ser uma aventura completamente apaixonante, esse livro deixa o leitor com o desejo de aproveitar cada momento da vida e viver intensamente, ser feliz acima de todas as coisas.


Azul – “O presente”, Cecelia Ahern



Poucos livros me levaram às lágrimas e esse foi um deles. A história é extremamente tocante e nos faz refletir muito na maneira como conduzimos nossa própria vida.



Anil – “Aconteceu em Paris”, Molly Hopkins



Com personagens extremamente cativantes, “Aconteceu em Paris” é risada garantida. Além de levar o leitor para uma aventura inusitada pela cidade luz.


Violeta – “Mordida”, Meg Cabot



Ok, essa foi a cor mais difícil porque acabei descobrindo que não tenho nenhum livro com a “lombada” violeta. O mais próximo que cheguei de um livro dessa cor foi esse, com a quarta capa dentro dos padrões. E como Meg Cabot é sempre uma boa recomendação, por que não? “Mordida” é a versão da Meg sobre histórias com vampiros. Mas é na verdade – pelo menos na minha opinião – uma paródia da modinha boba de vampiros que viraram febre por ai. E claro, não tem como não se apaixonar.


Espero que tenham gostado. Quem fizer a TAG também, deixa nos comentários para eu conferir o arco-íris de vocês ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário