terça-feira, 19 de agosto de 2014

RESENHA "A Promessa do Tigre" de Colleen Houck

Título: A Promessa do Tigre
Título Original: Tiger's Curse 
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 128

Sinopse: Medo. Esperança. Dúvidas. Antes da maldição, uma promessa. Mais de 300 anos antes de Kelsey Hayes surgir na vida de Ren e Kishan, uma jovem cruzou o caminho dos príncipes. Seu amor por um deles mudou o curso da história e o destino da família Rajaram. Criada longe dos olhos da corte, isolada do convívio no castelo, Yesubai luta para suportar os maus-tratos do pai e manter em segredo suas habilidades mágicas. Lokesh é um poderoso e cruel feiticeiro que foi capaz de assassinar a própria esposa porque ela lhe deu uma filha em vez de um filho. Ao completar 16 anos, Yesubai é surpreendida por um anúncio do rei. Procurando fortalecer suas relações diplomáticas, o nobre acredita que um casamento entre a filha de Lokesh, comandante de seu exército, e um pretendente de algum dos reinos vizinhos será uma boa estratégia para diminuir os conflitos na região. A jovem recebe a notícia com alegria. Pela primeira vez ela enxerga um fio de esperança, a perspectiva de escapar do controle do pai e de levar uma vida fora do confinamento de seus aposentos. Mas esses não são os planos do feiticeiro. Ele vê no iminente casamento de Yesubai uma oportunidade de conseguir ainda mais poder e não poupará esforços para atingir seus objetivos sombrios. 'A promessa do tigre' conta a origem da história dos príncipes Ren e Kishan e os acontecimentos que levaram às aventuras da aclamada série 'A maldição do tigre'.

Quando soube que Colleen Houck iria lançar esse ano mais um livro que remetia a história dos tigres, eu me empolguei. Sou completamente apaixonada pela série desde A Maldição do Tigre até o desfecho em O Destino do Tigre. Coleciono as capas em português e as hardcovers em inglês.



Ok. Já deu para entender o quanto eu estou por dentro do assunto. Mas, diferente de 99% da população mundial de leitores fanáticos pela história dos tigres, eu faço parte do 1% que gosta da Kelsey. Sim, podem começar os argumentos contra a menina, estou escutando.

Eu sempre gostei dela, mas entendo todas as opiniões do porque os leitores não a suportam no livro. Então, quando descobri que o livro a ser lançado era sobre a Yesubai – a traidora, a destruidora de corações, a malévola, a filha do mal – eu fiz bico e me recusei a ler.

Até alguém balançar o livro na minha frente, igual petisco para gato, e eu aceitar o livro de bom grado. Me veio uma ansiedade em ler a história, mais uma do universo tão fantástico criado por Houck, que não me aguentei de felicidade quando o livro chegou até mim.

Daí eu li o começo e essa Yesubai e eu, simplesmente a relação não estava acontecendo. Mas então os tigres chegaram e eu estava dando pulinhos novamente. Enquanto Yesubai narrava a descrição de Kishan eu ficava conversando com a personagem e falando “espere até conhecer o Ren, amiga, ele é um arraso!”. Sim, eu já estava conversando com a personagem. Virou minha melhor amiga!

Já deu para perceber que sentimentos dúbios se passaram enquanto eu estava com A Promessa do Tigre em mãos, uma hora eu queria a Kelsey de volta outra hora eu estava fofocando com Yesubai.Por fim, eu amei o livro. Tem como não amar algo que vem da Colleen Houck? Não! Qualquer coisa que ela escreve se transforma em magia, em lendas e mitos.

Em A Promessa do Tigre, não vemos mais uma das aventuras que se interligam aos deuses indianos ou a lugares místicos, encontramos uma menina trancafiada pelo pai, a visão de alguém que não teve a chance de contar seu lado nos últimos quatro livros lançados e que agora pode narrar os eventos da mais verdadeira forma.

Ler a história pela visão de Yesubai se transformou para mim em algo único. Percebi ao decorrer do livro o quanto eu sentia falta das histórias criadas por Houck e quando finalizei eu tive a certeza absoluta que não vejo a hora de ter em mãos O Sonho do Tigre, sexto livro, e possivelmente, último livro da série.

Para quem se pergunta se é possível começar a ler a história dos tigres pelo A Promessa do Tigre, a resposta é claramente um belo e gritante: SIM! Criatura de Deus, como assim você ainda não começou a ler esse livro?! Quanta decepção! Larga esse Cinquenta Tons da sua mão e vai se aventurar em um livro bom de verdade!

Como eu ia dizendo, não há nada nesse livro que seja spoiler para A Maldição do Tigre, já que os eventos de A Promessa do Tigre se passam antes do primeiro livro lançado da série.

O livro tinha chances de se tornar bem maior, acredito no potencial de Houck e acho que nessa parte ela foi um pouco aflita em colocar algo novo desse mundo para seus fãs. A Promessa do Tigre tinha tudo para ser mais um livro magnifico do universo indiano, cheio de detalhes e histórias interessantes. E não estou desvalorizando o livro não! Pelo contrário, o livro publicado é excelente e conta tudo que os fãs gostariam de saber sobre a antiga história de Ren e Kishan com Yesubai. Mas se a autora tivesse se concentrado mais tempo na escrita, eu tenho certeza que também teria sido outro livro interessante de ser lido.

A Promessa do Tigre é um pré-sequel, se é que podemos chamar assim, deslumbrante. Se você, assim como eu, não se interessava pela história de Yesubai, tenho certeza que a personagem irá te cativar assim como me cativou. Além do mais, veremos mais Kishan e Ren e é sempre ótimo rever esses dois príncipes ma-ra-vi-lho-sos, não é mesmo?

Colleen Houck conseguiu mais uma vez me deixar estonteada com sua escrita magnifica. Sua criatividade vai além dos livros de fantasias publicados hoje em dia. E em A Promessa do Tigre a autora conseguiu se concretizar na minha estante e posso dizer sem sombra de dúvidas: Ela é sim, minha autora favorita!

Nenhum comentário:

Postar um comentário