sexta-feira, 17 de julho de 2015

RESENHA Eu Te Darei O Sol de Jandy Nelson

Título Original: I'll Give You the Sun
Autora: Jandy Nelson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384

Sinopse: Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, "Eu te Darei o Sol" é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.







“- Ah, claro – diz ela, surpreendendo-me completamente. – Eu te darei o sol.”


Que capa! Que diagramação! Que livro! Que escritora! Já começo dizendo que amei e que é um livro lindo e tocante. Jandy escreve uma maneira original e ousada. Suas palavras estão cheias eletricidade, amor e magia. Cada personagem foi tão bem descrito que por um momento me vi dentro do livro de verdade:  Noah e Jude são gêmeos bem distintos.  Noah é muito eu no quesito fantasia - sua imaginação criativa e que vai longe e a maneira como ele pensa e interpreta as coisas.  Aos treze anos de idade ele é um garoto tímido e introvertido. Jude é bonita, extrovertida e chama a atenção por onde passa. Apesar de ser bem comunicativa tem problemas com a mãe e brigam muito.

“Às vezes, quando se surfa, você pega uma onda e percebe que está “sem chão”, e de repente, sem aviso, você se vê caindo diante da parede de água. Sinto-me assim.”

Não posso entrar em muitos detalhes, pois acabarei nos spoilers da vida, mas a história passa no ponto de vista de cada personagem e a família e fraternidade são as partes mais importantes neste romance – é o que fascina.  Chorei muito com a relação entre Noah e Brian. O amor presente entre as pessoas é tão forte que até mesmo o senti palpável. É incrível a forma com que Jandy passa as emoções pra gente.

“- Em troca do sol, estrelas, oceanos e todas as árvores, prometo que vou pensar no assunto.”


O enredo foi maravilhosamente construído com desdobramento em duas linhas de tempo que se reúnem ao fim. Um livro tão repleto de prosa! Sinceramente, adorei cada frase e cada sentimento, você acaba se identificando com algumas situações e não tem como não sentir.


Nenhum comentário:

Postar um comentário