quarta-feira, 29 de julho de 2015

RESENHA Mentiras que confortam de Randy Susan Meyers

 
Título: Mentiras que Confortam
Título Original: The Comfort of Lies
Autora: Randy Susan Meyers
Páginas: 368
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Cinco anos atrás...Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção. Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe. Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele. Hoje... Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.

“É melhor ouvir uma verdade dolorosa do que uma mentira reconfortante. No final, a verdade vai acabar vindo à tona e vai machucar muito mais do que se tivesse sido contada antes.”

Eu esperava um pouco mais do livro, pois achava que ia ser diferente do que eu li, mas acho que é por que trata de dramas familiares e, no momento, eu não estava muito na vibe de ler algo sobre esse tema. Eu escolhi o livro pelo título que me chamou muito atenção e a capa também achei interessante. É engraçado que penso naquela música do Cristiano Araújo “mente pra mim, é o que eu gosto....” hahahaha ok, vocês podiam ficar sem essa hehehehe.

“A mão de Bobby em seu ombro a fazia se sentir bem. Era quente e confortadora, como se fosse um grande cobertor que revelasse que tudo ia ficar bem.”

Capa Original - A Nossa é mil vezes melhor :)
As vidas de três mulheres se cruzam – e tudo por conta de um homem. Nathan é casado com Juliette e eles têm dois filhos e uma vida suntuosa juntos. Por razões que ALERTA DE SPOILER (então não entro em detalhes)  ele começa um caso com uma jovem mulher, Tia. Nathan acha que vive o melhor momento de sua vida até que... Tia lhe diz que ela está grávida. Nathan fala pra ela se virar e some. Tia tenta pensar numa alternativa “ele é casado e agora?” e a moça resolve dar a criança em adoção.

Caroline é uma workaholic. Ela trabalha mil horas como patologista no seu laboratório, mas apesar de amar muito seu marido o pressiona demais para adotarem um bebê e segue com a adoção.

“A Família em primeiro lugar. Nunca deixe seu trabalho obscurecer isso!”

Cinco anos depois Tia ainda não se conforma que Nathan um dia foi embora... Quando um envelope chega com fotos de sua jovem filha Tia decide enviar uma carta para Nathan. A carta chega na casa de Nathan, mas sua esposa Juliette é quem fica com a carta. Nathan nunca havia falado que tinha um filho fora do casamento, como assim? Juliette se torna obcecada com a menina  - onde ela estaria? Não demora muito e a vida dessas três mulheres se cruzam numa narrativa gostosa com enredos e resultados incertos.

“Ser feliz a custa de alguém podia ter um preço alto.”

A história se move passando de uma perspectiva para outra, com um estilo de escrita fluida, vamos ficando com raiva de um homem infiel que causa conflito em torno de três mulheres!

É a primeira vez que leio alguma coisa de Meyers, achei um pouco parecida com o estilo da autora que amo – Jodi Picoult. Eu experimentei uma carga completa de emoções durante a leitura. O resultado da traição vai desencadear redenção? Não posso contar, mas com certeza, apesar de não estar preparada no momento para ler sobre família, essa é uma história que vai permanecer pra sempre na minha memória.


“Uma ação, uma reação e uma decisão podem mudar tudo.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário