quarta-feira, 28 de outubro de 2015

RESENHA Confissões de Inverno de Brendan Kiely

Título: Confissões de Inverno
Título original: The Gospel Of Witner
Autor: Brendan Kiely
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 224

Sinopse: À medida que sua família se desintegra, Aidan Donovan, um adolescente de 16 anos, procura consolo em estimulantes químicos, no estoque de bebidas do pai e nas atenções do padre Greg, o único adulto que realmente o escuta. O Natal chega e seu mundo entra em colapso quando ele reconhece o lado obscuro do afeto que o padre Greg lhe dedica. Enquanto tenta dar sentido à própria vida, Aidan conta com o apoio de um grupo de amigos desajustados: Josie, a garota por quem se apaixona; a rebelde e espontânea Sophie; e Mark, o carismático capitão da equipe de natação. Confissões de inverno mostra as formas pelas quais o amor pode ser usado como uma arma contra a inocência – mas também pode, nas mãos certas, restaurar a esperança e até a fé. O corajoso romance de estreia de Brendan Kiely expõe o mal que os segredos mais profundos que guardamos podem causar e prova que a verdade liberta e abre caminho para o amor.

“Nem toda confissão ajuda, pois sempre há o que falar.”

A família do jovem Aidan está desmoronando. Ele lida com remédios, álcool e é voluntário em sua igreja católica onde o padre Greg faz sentir-se seguro... Quando Aidan finalmente reconhece o que está por trás dos afetos de Padre Greg, o garoto deve tomar algumas decisões complexas. Será que ele fica na dele e espera a dor ir embora? Ou será que ele abre a boca e expõe os sacerdotes da igreja?

"Continuei ouvindo a voz tranquilizadora do padre Greg dentro da minha cabeça enquanto eu olhava fixo da ponte para o rio. A voz dele estava dentro de mim, me silenciava. Vez por outra, um bloco de gelo se soltava e cortava o rio, até desaparecer de vista na escuridão distante. Eu não conseguia manter o foco. Queria um senso de direção, poder me ver com clareza e dizer Sim, sim, sim, este sou eu, mas meus pensamentos emergiam e se misturavam em meio ao caos, e eu não conseguia enxergar nada com nitidez."

Esse livro é extraordinário! É um retrato de várias dimensões de um jovem adolescente a lidar com muitas crises: a dissolução de sua família, conflitos internos e as consequências do abuso de um padre local... Enquanto qualquer um desses aspectos teriam sido desculpas para um romance convincente, Kiely trata-os com inteligência e graça.

"Vou vencer sozinha, de novo. Nós vamos - acrescentou, ao olhar para mim."

O que eu achei mais interessante sobre esse romance é o retrato do narrador e personagem principal Aidan Donovan. Sua voz e suas descrições das lutas que ele enfrenta, trouxeram de volta algumas lembranças de minha própria adolescência – não só situações particulares, mas sim na complexidade que é ser adolescente. Há uma honestidade e verdade emocional neste romance que o diferencia de outros e eu mais que indico para todos que gostam de temas polêmicos e religiosos que servem de alerta para todos nós.

"Por que nossos pontos mais vulneráveis são também os mais sedutores?"


Nenhum comentário:

Postar um comentário