quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Bate Papo com Timothy Zahn autor da trilogia Thrawn de Star Wars


Pude presenciar a noite de autógrafos do autor da trilogia Thrawn de Star Wars no dia 04 de dezembro na Comic Con, estande da editora Aleph, mas não consegui conversar com Timothy por alí é pauleira. Mas lá já pude perceber o carisma desse autor responsável por trazer de volta toda a emoção dos filmes de STAR WARS que são considerados um marco do Universo da saga. 

Timothy esteve presente nesta segunda-feira, 07 de dezembro, em um bate papo descontraído na FNAC Ribeirão Preto e foi sensacional! Sociedade esteve de pertinho trazendo para vocês essa noite de risos e novidades.

Em O Último Comando, Leia, busca manter o equilíbrio de poder  dentro da nova República a fim de manter a Aliança unida, enquanto Han e Chewie buscam aliciar alguns antigos contrabandistas e Luke por sua vez, depois de se livrar de C’both – que continua com seus planos malignos para Leia e os gêmeos-  precisa assumir sua posição de liderança e combater a última batalha com o grande vilão da série, Thrawn fortalecido por sua fábrica de clones e exército praticamente infinito. Com um enredo repleto de muita ação, grandes revelações e alianças inusitadas, o livro traz uma última aventura da Trilogia para salvar a Nova República de uma galáxia, muito, muito distante. - Universo FNAC



O autor da trilogia Thrawn começou contanto uma história engraçada sobre a carreira dele:

Há muitos anos eu estava em uma convenção nos Estados Unidos, uma mulher chegou até mim e reclamou como uma personagem estava sendo mal escrita nos livros presentes. Eu expliquei a ela que não fui eu quem escrevi, a personagem está fora do meu controle e eu não controlo quem escreve e leva a personagem adiante. Ela nem se importou para minha resposta. Minha personagem, minha culpa. Eu não pude persuadi-la que eu não tinha nada a ver com a história e ela provavelmente ainda está brava comigo. 


De onde você tirou a inspiração para escrever a trilogia Thrawn?

Pediram para mim, para eu escrever essa trilogia em 1989. A minha Editora Americana mais a Lucas Film tinham feito um acordo para eu escrever três livros de Star Wars que seguissem a saga após o retorno de Jedi. Os Editores Americanos fizeram uma lista de escritores que achavam que seriam capazes de escrever Star Wars e a Lucas Film decidiu que gostava do meu estilo. E a inspiração veio da oferta que me ligaram e falaram "olha gostaríamos que escrevesse três livros de Star Wars". Assim que recebi a tarefa, comecei a traçar o Storyline, que é a a trama do livro. Eu queria usar os antigos personagens, queria introduzir novos personagens e também queria muito criar um novo vilão. Então a primeira coisa que veio a minha cabeça foi criar o grão almirante Thrawn. Nos filmes a forma do Imperador exercer o poder é dominante através da mentira e manipulação, é assim que ele controla as pessoas. Lord Vader, que ele me perdoe (fazendo uma referência ao Cosplay de Vader que estava passeaendo pela FNAC) controla as pessoas através da ameaça de esganá-las com o poder da Força então eu queria um vilão diferente que despertasse a lealdade nas tropas e a partir dessa ideia a história ganhou pernas e se desenvolveu.
Levei três semanas para escrever o resumão e depois esperei cinco meses para que os advogados da Lucas Film fechassem o contrato.

O que você ficou fazendo esses cinco meses? Mais anotações e ideias?

Eu já tinha acertando alguns detalhes com os advogados nesse meio tempo e trabalhei em outro livro enquanto esperava essa aprovação.

Deixei uma parte em vídeo para vocês conferirem mais de pertinho esse bato papo super gostoso:








Nenhum comentário:

Postar um comentário