segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

RESENHA Amor Imortal de Ana Carolina K.J.

tulo: Amor Imortal
Autora: Ana Carolina KJ
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256

Sinopse: Após a morte de seu pai, Anna Bonnier tenta recuperar um pouco de sua felicidade ao viajar para uma estação de esqui com sua melhor amiga, Loreta. Entretanto, o que era para ser um simples passeio, acaba por se tornar um desafio sobrenatural. Anna conhece o enigmático Raziel e percebe uma forte conexão que vai além da realidade, sobretudo quando descobre que o sentimento que tem por ele atravessa os séculos. Aos poucos, a proximidade que constroem juntos traz novos riscos. O relacionamento amoroso que ela sempre desejou pode desaparecer de forma trágica, assim como o homem que abriu seu coração. Passado, presente e futuro caminham juntos nessa emocionante história de amor e sedução, em que a realidade é capaz de alterar, a qualquer momento, o destino de cada um deles.


"Aeternum. Para sempre!"

Assim que vi a capa desse livro e sua sinopse eu pensei PRECISO LER! Eu não sou de curtir capas com fotos de casais, mas achei essa capa muito linda por conta das cores e texturas. Então a Novo Conceito anunciou que o livro era o primeiro do selo Nacional a ser de fantasia e aí eu quis lê-lo mais ainda. Não me decepcionei. 

Anna é uma moça muito bonita que está vivendo e aprendendo como é lutar com a dor todos os dias de sua vida. Aqueles que ela mais amava se foram: sua mãe e agora seu pai também. Mas ela não está tão sozinha assim. Anna ama pinturas e arte e também preza muito sua sua amiga Loretta está sempre ao seu lado. Loretta percebe no olhar de Anna que a garota se sente triste e solitária bem lá no fundo e a convida para viajar para Aspen, uma pequena cidade nevada perfeita para quem curte esquiar, para tentar amenizar tanto sofrimento passado.


As duas jovens conhecem logo de cara dois desconhecidos, Erick e Marcos, que parecem boas pessoas e companhias agradáveis, isso para Loretta que se encanta por demais com os dois, poisdesde cedo os rapazes despertaram uma desconfiança grande em Anna. 

Anna cede, cede, mas por fim acaba aceitando tomar um café com os moços, conversar e pensar na vida...como pode em um momento estarmos felizes e bem e agora ela alí, num vale nevado, conversando com estranhos, sem as pessoas que ama...será que Deus ainda existe, como assim os anjos da guarda em que acreditava não estiram lá por ela?

"O sobrenatural era algo presente apenas nos meus sonhos e nas minhas pinturas, sempre fui cética em relação a tudo que não conseguia ver. Agora já não sabia mais. Ou estava metida em um grande devaneio mental, ou a vida estava me mostrando algo além do que gostaria de conhecer."


Ela anda confusa com os pensamentos sobre o Divino e o espiritual...parece que seu coração, sua alma e sua mente andam ansiosos e inquietos e ela passa a se sentir observada e a ter uma sensação de que algo ruim está sempre prestes a acontecer. Primeiro uma branda e estranha voz em sua mente, depois uma presença misteriosa aparecem para acalmá-la e ajudá-la. Este lindo e místico rapaz é  o anjo imortal Raziel. Ele, o anjo, faz parte da vida de Anna há muito tempo e ela nem sabia...


"Uma sensação esquisita de temor me atingiu ao encarar os olhos dele, que pareciam distantes, vidrados, como se estivesses em transe."

Raziel tem poderes sobrenaturais e sofre há muito tempo por não poder viver o tão desejado grande amor. Sua amada imortal morreu pelas mãos dos poderes do mal e agora voltou para sua vida e ele precisa viver esse amor novamente. 

"Como desejo sentir essa coisa insana que desmaterializa a razão e lança a pessoa para um mundo colorido, um mundo onde não existe mais nada além de sexo e paixão...Apesar do meu passado de relacionamentos entediantes e mecânicos, ainda acredito no amor. Pelo menos, uma parte de mim acredita."

Eu gosto muito de assuntos cabalísticos e fiz uma pesquisa sobre o anjo Raziel. Achei muito legal tudo o que a autora fala sobre ele, ela deve ter feito uma pesquisa muito legal e parece entender demais desse assunto. O anjo é uma mistura de um anjo imortal com anjo caído, ou seja, um Nefilim. Anna enfrenta de tudo para ficar com o homem que ama: aventuras, demônios...


Ao contrário do que muitos leitores dizem, dá pra sentir o amor verdadeiro entre os dois. Não achei nada forçado pois desde o começo sabemos da ligação dos dois - eles são almas gêmeas o amor aqui é marcante demais. Torci por eles desde a primeira página quando achei o que poderia estar acontecendo. 

"- Dilecta immortalis - disse Raziel, acariciando meus cabelos."

A escrita de Ana Carolina é perfeita! É fluida e gostosa e os lugares que ela descreve (cenários no Rio de Janeiro, Castelos, Igrejas, Vales Nevados etc)  são paradisíacos e fazem querer a gente estar lá de corpo e alma. A autora tem uma sensibilidade tão grande com a escrita que foram além das minhas expectativas. As citações e frases de efeito são impressionante e encheram meu livro de post-its com as marcações.  Este livro agitou muitas emoções em mim - Fantasia, romantismo, sonhos, mistérios, fé, erotismo, e esperança - e é diferente de tudo que eu já li em fantasia e suspense no Nacional. Fiquei fascinada pela história e encantada com todas as personagens e paisagens. A paixão que autora compartilhou parecia real e eles tinham uma química incrível! Um livro sobre o amor. O amor bonito, verdadeiro, real e eterno. Parabéns, Ana Carolina! Obrigada por nos presentear com uma literatura maravilhosa dessa!


"Assim que vi o seu rosto, a minha alma sorriu de novo. Uma luz no interior da minha memória se acendeu. Senti o amor ainda vivo em mim, um amor que tinha história. Almas gêmeas sofredoras lutando por uma chance, tropeçando em caminhos tortuosos, desafiando a escuridão. Apesar de tudo, eu sentia. Algo me dizia que nada disso era em vão."

Duas almas destinadas a se unirem para sempre!

2 comentários:

  1. Muito obrigada pela resenha maravilhosa! Amei! Parabéns pelo blog! beijos♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anaaaa!!! Quanto carinho! Obrigada por comentar aqui e por ter curtido a resenha, uma honra! <3 beijão!

      Excluir