quinta-feira, 30 de junho de 2016

Lançamento "Puro Êxtase" de Josy Stoque e "Chuta que é carma" da Vanessa Bosso


No último final de semana, na Livraria Paraler de Ribeirão Preto, estive presente no lançamento dos livros "Puro Êxtase" de Josy Stoque e "Chuta que é carma" da Vanessa Bosso, ambas autoras nacionais estreantes do selo Astral Cultural da Editora Alto Astral.

Foi um bate papo muito gostoso e descontraído cheio de risadas e informações bacanas sobre carreira e novidades. 

Josy lança mais um livro com seus temas eróticos, mas com personagens mais evoluídas. Vanessa continua com o tema comédia romântica, mas com uma pegada mais adulta e voltada pra "auto-ajuda".

Vou compartilhar aqui com vocês a capa e a sinopse de cada livro que já estão sendo encontrados em livrarias e à venda nas livrarias virtuais também. 

"Nenhum desses livros são simples de ler...mas todos tem um astral muito bom, risos". - Vanessa Bosso


Clara acaba de terminar um namoro longo. Só isso já seria motivo para ela estar bem chateada, mas, para completar o drama, o cretino fez questão de levar embora todos os móveis do apartamento dela. Arrasada e certa de que não nasceu para ser feliz Clara convida sua melhor amiga para uma viagem espiritual ao Peru. Em meio a rituais de meditação, trilhas místicas e comprinhas (já que ninguém é de ferro), ela reencontra um amor do passado que só lhe trouxe dor de cabeça. Em Chuta que É Carma!, Você vai descobrir o que os deuses reservaram para o destino de Clara e se convencer de que ignorar o futuro pode ser bem divertido. Da mesma autora de O Homem Perfeito.



"O vazio é uma nova oportunidade de se preencher"
Como você se sentiria se seu relacionamento acabasse depois de dez anos?
Sara Mello precisa recomeçar, recuperando o emprego como advogada e os sonhos perdidos. E como se não bastasse a mudança, a vida lhe faz mais uma surpresa através de um estranho em um bar, um convite irrecusável e uma noite inesquecível. Ela vai descobrir que é sexy, sentindo na pele o significado mais profundo do amor próprio.
Abra sua mente, liberte suas fantasias mais ousadas e realize tudo o que tiver vontade.


quarta-feira, 29 de junho de 2016

RESENHA A Mentira Perfeita de Carina Rissi

Por Mariana Lucera


Título: Mentira Perfeita
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 462

Sinopse: Com Mentira Perfeita, Carina Rissi prova mais uma vez que o seu forte é contar boas histórias, com ritmo acelerado e repletas de paixão, humor e reviravoltas. Júlia não tem tempo para distrações. Ela é brilhante e sempre se esforça para ser a melhor naquilo que faz; por essa razão, sua vida pessoal acabou ficando de lado. Algo que sempre preocupou sua tia Berenice. Gravemente doente, a mulher teme que Júlia acabe completamente sozinha quando ela se for. Júlia faria qualquer coisa qualquer coisa mesmo! por tia Berê e, em seu desespero para agradar a única mãe que já conheceu, inventa um noivo enquanto torce por um milagre... E então o milagre acontece: Berenice se recupera e, assim que deixa o hospital, gasta todas as suas economias com o casamento dos sonhos para a sobrinha. Como Júlia pode contar a ela que mentiu, com a saúde da tia ainda tão frágil? É quando Júlia conhece Marcus Cassani. Ele é irritantemente cínico, mulherengo e lindo de um jeito que a deixa desconfortável. Marcus também está enfrentando problemas, e um acordo entre eles parece ser a solução. Tudo o que Júlia sabe é que deveria se afastar de Marcus. Mas seu coração tem uma ideia muito diferente... Mentira Perfeita é um spin-off de Procura-se Um Marido, uma história que se passa no mesmo universo da primeira. Aqui você vai conhecer novos personagens inesquecíveis, além de rever aqueles que já moram no seu coração.


A leitura dos livros da Carina Rissi é sempre prazerosa. Não foi diferente com Mentira Perfeita, seu lançamento recente pela Verus.

Nesse livro acompanhamos o irmão de Max (Procura-se Um Marido) Marcus e Julia. O casal se conhece por acaso e acaba junto porque Julia inventou um noivo para sua tia de criação, enquanto ela estava às portas da morte no hospital. A tia contrata o casamento dos sonhos para ela e gasta todo o dinheiro da poupança e Julia não encontra uma forma de desmentir a história para a tia.

Como Marcus precisa de uma cuidadora para que seus pais deixem ele em paz, agora que se mudou da casa do irmão, ele se oferece para ser o noivo de mentira de Julia. 

O que faz o livro divertido e especial é que Carina não constrói personagens semelhantes aos seus outros livros aqui. Julia é única. Tem personalidade diferente de Alicia, Sofia e Luna, as outras mocinhas da autora. As conversas sobre cultura inútil entre Marcus e Julia são de rolar de rir e o envolvimento de ambos é muito doce e bonito de ler. Outro detalhe é que Marcus é cadeirante e podemos observar as limitações e a luta do protagonista para superar a perda de movimento das pernas. 

No entanto, e faço essa ressalva com dor no coração, no finalzinho do livro uma subtrama que ficou bem em segundo plano e nem valia a pena ser conduzida resolveu se desenrolar de forma rocambolesca. O livro já estava pronto, encaminhado para o final fofo e ai rola esse final que vocês saberão quando ler. Quando Julia sai desabalada para ajudar Marcus. Sério, parecia novela mexicana, não gostei. Totalmente desnecessário. Prefiro deletar que aquela cena existiu no livro, porque no mais ele é cinco estrelas. Esperemos pelos próximos!

quarta-feira, 22 de junho de 2016

RESENHA "O pedido", Meg Cabot

Por Francine Estevão

Título: O Pedido
Título Original: The Proposal
Autora: Meg Cabot
Editora: Record

Sinopse: O último lugar em que Suze Simon espera estar durante o Dia dos Namorados é um cemitério. Mas isso é o que acontece quando você é um mediador - amaldiçoado com o "dom" de se comunicar com os mortos. Foi assim que Suze acabou nas sepulturas de um par de fantasmas cujo drama de não termina com a morte. É o trabalho de Suze levá-los para o "destino final".
Mas os fantasmas não são os únicos com problemas. A razão de Suze estar passando o Dia dos Namorados com os mortos-vivos, em vez de seu namorado, Jesse, é porque ele está tendo muita dificuldade para se ajustar à vida após a morte... não é surpreendente, considerando o fato de que ele costumava ser um fantasma também...



Depois de quase 12 anos desde o fim de “A Mediadora”, da Meg Cabot, chega às livrarias agora em julho “Lembrança”, o sétimo livro da série (em pré-venda pelo site da Saraiva). Mas, enquanto o livro não é lançado, a editora Record, casa brasileira da autora, lançou gratuitamente na Amazon o conto que antecede a continuação da história (clique no link para fazer o download do conto). 



O Pedido” é curtinho, mas com todos os elementos que nos fizeram ficar apaixonados pela série. A história do conto se passa algum tempo depois de “Crepúsculo”, o 6º livro, e pouco antes de “Lembrança”, o 7º, no dia dos namorados quando Jesse (meu fantasma favorito) pede Suze em casamento.

Meg Cabot nos situa contando o que aconteceu com Suze e Jesse depois que a mediadora trouxe seu namorado-fantasma de volta para a terra dos vivos. Sem dar muito spoiler, Jesse está estudando medicina e Suze estuda psicologia. Ela ainda faz “serviços” de mediação e no conto terá que lidar com o fantasma de um jovem que morreu num acidente de carro junto com sua namorada e que volta para se vingar do rapaz que provocou o acidente.

Apesar de ser bem breve, o conto ajuda a matar a saudade de Suze e Jesse e cria nos leitores a expectativa pelo que virá pela frente em “Lembrança”. Mal posso esperar!



terça-feira, 21 de junho de 2016

Teaser de "Um Gato de Rua Chamado Bob" é liberado




A Sony liberou o teaser do filme baseado no livro de James Bowen, "Um Gato de Rua chamado Bob", já lançado pela Editora Novo Conceito. Eu já estou surtando horrores aqui com essa história de superação e amor que me marcou e transformou de diversas formas. O filme vai aos cinemas em Novembro deste ano. Confiram:



video

segunda-feira, 20 de junho de 2016

FEIRA DO LIVRO Pedro Bandeira e o encerramento da Feira do Livro de Ribeirão Preto

Sexta-feira foi dia de ganhar abraço do maravilhoso Pedro Bandeira! Eu já havia o encontrado andando em outras edições da Feira do Livro de Ribeirão, mas neste ano quis autografar o livro e ganhar mais um abraço. 

Pedro abriu o salão de ideias falando que aprendeu a ler e escrever aos sete anos de idade e desde então nunca mais parou: " Enquanto eu viver vou escrever. Eu não sabia, mas estava destinado a inventar e contar histórias."

O escritor brasileiro de livros infantojuvenis já recebeu vários prêmios, como o Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte, e o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, entre outros debateu sobre educação e arte - "A arte tem uma enorme responsabilidade, arte é educação" - e falou da necessidade de lermos e escrevermos e que precisamos mudar nosso padrão pro melhor, pra aquilo que queremos ser e revolucionarmos: "A solução do Brasil é todos serem educados e terem conhecimento e só se tem conhecimento se você ler. Sempre vai existir um texto para você ler."

Sempre com um jeito muito simples e descontraído Pedro encantou a todos com suas histórias e disse que vem mais novidade por aí em 2016.



Não consegui deixar de gravar algumas partes para compartilhar com vocês:


Achei muito bacana e bem organizada a Feira do Livro de Ribeirão Preto neste ano de 2016. Claro que a Feira dos livros, em si, não foi bacana por conta de mil problemas que a cidade de RP e o Brasil enfrentam. Não era pra eu ter comprado, mas sai de lá com um livro do Carpinejar ("Amor a Moda Antiga), um de Haicais de vários autores, "Sem Vista para o mar" da Carol Rodrigues, um "Harry Potter and Half-Blood Prince" que achei por R$15 e um M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O Pop Up (Sou apaixonada por esses livros infantis pop ups) da Editora Paullus "Arca de Noé. 


No último dia levei meus primos que estavam passeando por Ribeirão e eles encontraram livros que eram mais de cem reais pela metade do preço no estante "São Marcos", uma barraca de livros variados que se você achar encontra bastante coisas boas com preços bons. E acabou mais um ano de programações legais e culturais que curti por demais (saí até achando que faço Haicais ahahaha).

Felicidade do "Nerd" comprando um livro suuuper bacana (SQN hahahah)

Nesta 16ª edição, a Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto levantou como bandeira o tema Viva o escritor salve, salve o leitor! O fascinante mundo do romance, do conto, da crônica e da poesia. O evento aconteceu de 11 a 19 de junho e trouxe uma proposta fundamentada pela nova diretoria da Fundação do Livro e Leitura (instituição realizadora do evento): promover a formação do público leitor por meio de ação cultural que incentiva a aproximação com obras literárias. E deu certo: pela feira passaram cerca de 180 mil pessoas, alguns à procura dos escritores prediletos, outros por livros nas bancas de expositores e muitos interessados na diversificada programação do evento.

O público acostumado com uma quantidade maior de expositores dos últimos anos  foi surpreendido por uma Praça do Leitor mais receptiva e adequada para receber visitantes com o propósito da leitura. Desta vez, foi possível até fazer no local doações, trocas de livros e levar exemplares gratuitos para casa. No circuito de vendas de livros, a estrutura reuniu 35 estandes e 20 livreiros.
Segundo a presidente da Fundação, Adriana Silva, o objetivo inicial foi lançado à população da cidade e região e teve como pilar a democratização do acesso à cultura, à educação, à leitura e à participação social, por meio de mais de 250 atividades gratuitas.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

FEIRA DO LIVRO Conhecendo os contos de Carol Rodrigues


Eu não conhecia a escritora Carol Rodrigues e só de ouvi-la declamar um de seus contos no Salão de ideas, ontem na Feira do Livro, já fiquei me coçando para comprar o livro da jovem autora e poder desfrutar mais de seus textos que causam alegrias, tristezas, estranhezas, surpresas e uma deliciosa sonoridade. 

Com muita simpatia a jovem contou que começou a cursar Direito, mas desistiu no meio do curso: "Fiz seis meses de Direito, mas não conseguia levar a sério o mundo real...".

Carol terminou se formando no curso de Imagem e Som pela UFSCar e hoje é produtora no Núcleo Audiovisual e Literatura do Itaú Cultural e também ministra oficinas de escrita. Ela conta que o cinema em geral foi, de certa forma, um formador para a escrita dela: "O cinema tem grande impacto em minha escrita." 

Seu livro de estreia “Sem vista para o mar” levou o Prêmio Jabuti 2015 e o Prêmio da Fundação Biblioteca Nacional 2015. Em 21 contos, a autora traça rotas de fuga pelas estradas Brasileiras. Ela escreve sobre o cotidiano e os relacionamentos contemporâneos e afirma que hoje está mais acessível ser escritor: "Não faz muito tempo que a literatura abriu as portas para quem quer escrever. A internet quebrou tantos paradigmas que fica difícil encontrar um título para ler. Agora é um momento importante para o leitor se posicionar para que a emergência de uma nova literatura aconteça de uma forma saudável". 

Gostei muito de conhecer essa jovem talento e em breve conto a vocês o que achei de "Sem vista para o mar".

Confiram u pouco deste Salão de ideias:



quinta-feira, 16 de junho de 2016

FEIRA DO LIVRO A Poeta Alice Ruiz fala sobre Poesia e Haicai


"Haicai é um poema de origem japonesa, que chegou ao Brasil no início do século 20 e hoje conta com muitos praticantes e estudiosos brasileiros. No Japão, e na maioria dos países do mundo, é conhecido como haiku. Consiste em 17 sílabas japonesas, divididas em três versos de 5, 7 e 5 sílabas
Contém alguma referência à natureza (diferente da natureza humana);
Refere-se a um evento particular (ou seja, não é uma generalização);
Apresenta tal evento como "acontecendo agora", e não no passado.
No transplante do haicai para outros países, algumas das regras anteriores são seguidas com maior ou menor fidelidade, enquanto outras podem ser mesmo ignoradas, dependendo de cada poeta ou da escola seguida. Nestas páginas, tentaremos definir o haicai escrito em português, especialmente a partir do ponto de vista do Grêmio Haicai Ipê, grupo que se reúne desde 1987 para estudar e praticar esta forma poética."

A poeta (como prefere ser chamada) Curitibana Alice Ruiz começou a escrever na adolescência e durante muito tempo divulgou seus poemas somente em revistas e jornais. Publicou seu primeiro livro aos 34 anos de idade e através do poeta Paulo Leminski, com quem foi casada e teve três filhos, foi apresentada ao Haicai, ao Zen e suas diferentes modalidade e práticas. Em 2009, recebeu o Prêmio Jabuti pelo livro "Dois em Um".

Alice fala pouco sobre a poesia no seu íntimo, mas falou bastante sobre feminismo, o que é Haicai e como a poesia pode quebrar regras e mover a linguagem: "A poesia é a voz do contemporâneo...se tem algo que sabe quebrar as regras é a poesia e o que move a poesia é a linguagem. Quando você conhece a raiz das palavras, você conhece a poesia das palavras. Não basta saber escrever bem poesia, tem que saber dizer bem a poesia".

Eu já conhecia alguma coisa da Alice e fiquei encantadíssima com a voz calma e marcante, seu jeito de ser e de escrever e de proclamar poesia. Fiquei mais apaixonada do que já era. Muito fofa, inteligente e sensacional essa Alice Ruiz! Não pude deixar de gravar alguns momentos para dividir com vocês. Estou curtindo bastante a programação da Feira do Livro desse ano. Obrigada, Alice, por suas poesias! 

Confiram uma parte do bate-papo:





quarta-feira, 15 de junho de 2016

FEIRA DO LIVRO Poeta e cronista Fabrício Carpinejar fala de vida e poesia


Nesse ano a Feira do livro de Ribeirão Preto reservou uma sessão especial para os escritores consagrados com o prêmio Jabuti, o maior prêmio da literatura brasileira. Ontem eu tive a oportunidade de ouvir Fabrício Carpinejar falar de carreira, poesia, literatura, alegrias e tristezas. Fabrício é um escritor moderno que sabe como escrever e se expressar em contos e poemas. Com seu jeito peculiar e simples encantou a todos com suas palavras a divagar sobre amor, vida e sexo: "A poesia é o enfrentamento mais essencial da realidade".

Fabrício Carpi Nejar (Caxias do Sul, 23 de outubro de 1972), ou Fabricio Carpinejar, como passou a assinar a partir de 1998, é um poeta, cronista e jornalista brasileiro.
É filho dos poetas Maria Carpi e Carlos Nejar. Após a separação dos pais, em 1981, passou a ser criado pela mãe. Ingressou em 1990 no curso de jornalismo, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde formou-se em 1995. Pela mesma instituição tornou-se mestre em Literatura Brasileira, em 2002. Lançou As solas do sol, em 1998. A partir desse momento une seus sobrenomes e passa a assinar: Carpinejar. Em 2003 publicou, pela editora Companhia das Letras, a antologia Caixa de sapatos, que lhe conferiu notoriedade nacional. Mantém o blog Consultório Poético no portal Globo.com. Em 6 de março de 2012, estreou como apresentador do programa A Máquina, na TV Gazeta; Desde maio de 2011 mantém a coluna que antes era ocupada por Moacyr Scliar no jornal Zero Hora.

Sociedade do Livro gravou algumas partes muito legais desse evento ministrado pela coordenadora da atividade na Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, Iara Fonseca, e resolveu compartilhar com vocês, confiram:




terça-feira, 14 de junho de 2016

FEIRA DO LIVRO Booktubers falam sobre literatura Clássica X Contemporânea


Essa semana está acontecendo a Feira do Livro de Ribeirão Preto. Este ano contamos com muitos autores interessantes. Ontem, infelizmente, eu perdi Raphael Montes e Ignácio de Loyola Brandão, mas consegui chegar a tempo para o bate papo com os booktubers Gabriela Pedrão do Vlog "É o último juro" e Renan Rocha do canal "Se Livrando". 

 Foi um bate papo muito legal e descontraído sobre o Clássico X Contemporâneo. Gabriela começou falando sobre sua paixão por leitura e que seu canal surgiu dois anos atrás quando ainda estava terminando o mestrado e começando doutorado: "Na correria da vida tensa, ler voltou a ser uma válvula de escape e voltar a me cobrar mais a ler e poder falar com conteúdo no canal." A booktuber ainda falou do nosso hábito de comprar mais e ler menos, isso a fez com que criasse o canal e se comprometesse a ler o que já tinha em casa. Renan Rocha se aproximou da leitura com Harry Potter e o canal foi um meio de se cobrar mais um retorno da leitura.


Ambos falaram de suas paixões de literária e começaram a debater sobre Nárnia. "O mundo de Nárnia é maravilhoso", disse Renan, mas o jovem pensa que o livro ainda seja bem mais para o público infantil que adulto. Gabriela disse que não foi nada fácil ler "As crônicas de Nárnia" - "Fiquei meio deslocada no universo de Nárnia, estamos meio velhos pra isso, risos". 

Após muitas curiosidade e novidades sobre esse mundo mágico de Nárnia, os booktubers falaram de Harry Potter e como J.K.Rowlling mudou a vida de muitas pessoas. Gabriela leu o livro após assistir o primeiro filme e comprou o segundo volume da saga do Bruxo na Feira do Livro. Harry Potter cresceu e acompanhou a idade da jovem e fez parte da infância e adolescência dela: "O mundo parava nos lançamentos de Harry Potter. Não tinha internet e essa coisa de compra online. Eu ligava quase todo dia na livraria perguntando se o livro novo já havia chegado. Essa vida online que deixa tudo tão prático tirou um pouco dessa mágica de espera. Não vai haver nada igual a esse fenômeno". Renan começou a ler Harry Potter e leu quatro títulos em uma semana. Quando se deu por si já estava lendo muitos outros: "Harry Potter é apaixonante!".

No meio desse debate sobre Harry Potter, Gabriela convidou Mariana Andrade do Harry Potter Aliance que com o projeto de arrecadação de livros ‪#‎AccioBooks‬ deste ano arrecadou 475 livros que foram divididos entre a Fundação Feira do Livro e o colégio Sathya Sai. O Potter Alliance Harry transforma fãs em heróis e muda o mundo com ativismo acessível através do poder da história. Desde 2005 fazem um trabalho com milhões de fãs que trabalham para a igualdade, os direitos humanos, e alfabetização - "A cultura criativa e colaborativa que resolve os problemas do mundo."

Mariana Andrade do HP Aliance

E assim foi esse debate informal sobre literatura que deu início o Centro de Debates Literário da Fundação criado por esses incríveis Booktubers. Adorei. Parabéns, Gabriela e Renan!

Com os Booktubers Renan Rocha e Gabriela Pedrão 

A Feira Nacional do Livro faz parte do calendário cultural de Ribeirão Preto e região. Trata-se de uma feira reconhecida nacionalmente e consolidada como um dos mais importantes eventos do interior e uma das sete maiores feiras literárias da América Latina. 
A 16ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão, como em todos os anos, faz homenagem a um país. Desta vez é a Colômbia, considerado o país das bibliotecas. Quanto aos escritores celebrados, a premiada Lygia Fagundes Telles é a escritora do ano, atual membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia das ciências de Lisboa. Na categoria infantojuvenil, a autora homenageada é Maria Clara Machado, escritora e dramaturga de sucesso entre crianças e adolescentes. O filósofo, escritor e educador Mario Sergio Cortella é o destaque na categoria autor educação e a premiada Rita Mourão, atual integrante da Academia Ribeirãopretana de Letras, é a homenageada na categoria autor local. Como patrono, a Feira indicou o empresário e Fundador do Grupo Rodonaves, João Naves. Nesta edição, o evento mantém seus pilares associados aos princípios da democratização do acesso ao livro e à leitura ao realizar uma programação de atuação diversificada com: saraus, contação de histórias, exposições de livros, salão de ideias, palestras, oficinas, música, dança, teatro e outras modalidades. 

Confira a programação completa da Feira do Livro de Ribeirão Preto AQUI.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Coquetel de lançamento Livro "Sérgio Moro" Novas Ideias



O livro "Sérgio Moro: O homem, o juiz e o Brasil" (do advogado e professor Luiz Scarpino) será lançado hoje pelo selo Novas Ideias, a obra traça um perfil do magistrado que comanda a Operação Lava Jato e foi elevado a símbolo de combate à corrupção por grande parte da população. 

O livro conta a história do juiz Sérgio Moro desde a infância até a formação acadêmica e a vida profissional, passando por sua atuação em casos importantes como o Mensalão e o Banestado. Em seguida, o autor se concentra na Operação Lava Jato, trazendo ao leitor, de forma abrangente e didática, as informações essenciais para a compreensão deste turbulento período do cenário político nacional. Por fim, Scarpino faz uma reflexão sobre o que esperar do Brasil pós-Lava Jato, discutindo o legado que será deixado pela operação.

Para marcar o lançamento, o Grupo Editorial Novo Conceito realizará um coquetel com sessão de autógrafos na noite de hoje em Ribeirão Preto na na Livraria da Travessa, no Ribeirão Shopping às 19h.

Confirme sua presença no evento do Facebook AQUI.


quinta-feira, 9 de junho de 2016

RESENHA The Kiss of Deception de Mary E. Pearson

Por Mariana Lucera

Título: The Kiss of Deception - Crônicas de amor e ódio
Título Original: The Kiss Of Deception
Autora: Mary E. Pearson
Editora: Darkside BooksPáginas: 406


Sinopse: Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?  O primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o romance de Pearson é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor e como ele pode nos enganar, e de uma protagonista em busca de sua liberdade e felicidade a qualquer custo. The Kiss of Deception é uma combinação de Jane Austen, a série Outlander e o romance A Seleção, de Kiera Cass, que o considera um dos grandes livros desta nova geração de autoras. A obra foi escolhida pelo comitê da Young Adult Library Services Association (YALSA) como umas das melhores ficções YA de 2015, além de uma das principais fantasias de 2014 pelos leitores no Goodreads. Esta viagem extraordinária, repleta de ação, romance e mistério chega ao Brasil pela Darkside Books para integrar a Coleção DarkLove.

Acho importante começar essa resenha dizendo que vi muitos comentários negativos sobre The Kiss of Deception. Geralmente essas pessoas criticam o foco no triângulo amoroso em detrimento do reino construído e a história ao redor dos personagens.

Porém minha leitura desse livro foi mais do que feliz. Eu adorei. De verdade! Lia, a protagonista, foi muito bem construída, muito mesmo!

Eu vislumbrei seu reino como vislumbro diversos reinos de fantasia. E a forma como a autora descreveu o assassino e o príncipe me enganou completamente. Muita gente também disse que foi fácil descobrir quem era quem, para essas pessoas eu digo: menos, amigo, muito menos.

Tenho facilidade para descobrir assassinos, facilidade mesmo, de matar a charada no início do livro. Portanto, me enganar não é fácil. Mas eu errei feio. Achei que o assassino era um, e na verdade era o outro. Fiquei tipo: como assim?!

Quando a verdade é descoberta o livro também muda. Começa uma nova fase. Da qual gostei bastante, deixa um gostinho especial para o próximo volume. Eu ainda fiquei de ressaca depois do fim do livro. Passei uma semana lamentando que tinha acabado tão rápido a leitura.

Outro ponto que acho importante é que a escrita da autora é muito poética, lírica. As frases são bem trabalhadas, você sente o esmero. Tente ler trechos em voz alta. Tem cadência, flui bonito o texto.
Portanto, Kiss of Deception não tem nada de decepcionante. Pelo contrário, foi uma aventura maravilhosa, uma das melhores desse ano para mim. E eu conheço praticamente 90% dos livros de fantasia, bons e ruins.

Pode comprar o livro lindo, porque não é só a capa maravilhosa da Darkside que faz seu dinheiro ser bem gasto. Você terá uma ótima história nas mãos. Falando do livro em si, Lia foge no dia de seu casamento, pois não quer se casar sem amor. Ela vai viver de forma simples, trabalhando como garçonete em uma taverna, tudo para não aceitar um destino imposto. Então chegam ao vilarejo dois rapazes, eles vão ficando por ali, mantendo contato com a garota, tornando-se cada vez mais presentes em sua vida, até que ela se apaixona por um deles. Mas ai tudo desanda, ela descobre que sua fuga trouxe problemas para o reino e decide voltar para casa. Porém, é sequestrada pelo assassino que pretendia matá-la. 

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Novo Conceito anuncia mais uma lançamento de Cecelia Ahern

A Editora Novo Conceito acaba de anunciar mais um livro da maravilhosa autora de sucessos como "P.S. Eu Te Amo", "Simplesmente Acontece", "A Lista", "O Livro do Amanhã", "A vez da minha vida", "O Presente" e "Como Se Apaixonar". O livro estará nas livrarias dia 4 de Julho e em breve a NC anunciará a data da pré-venda. "O Ano em Que te Conheci" é uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever. No livro, conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer na vida dos vizinhos Jasmine e Matt. Quem também está ansioso para este lançamento? \0/




Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não têm o menor interesse em tornar-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato. Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com dramas familiares. Eles precisam de ajuda.
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles têm muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.

O Ano em Que te Conheci, uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever. 

terça-feira, 7 de junho de 2016

RESENHA - "Fangirl", Rainbow Rowell

Por Francine Estevão

Título: Fangirl
Título Original: Fangirl
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Páginas: 424

SinopseCath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real.Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto.Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?

O livro conta a história de Cath, autora da fanfic mais famosa dos livros de Simon Snow, um mago bem no estilo Harry Potter, depois que ela e sua irmã gêmea, Wren, vão para a faculdade.

Cath, que até então dedicou sua vida ao seu lado fã e nunca foi muito de ter uma vida social se sente perdida ao chegar à faculdade e ter que lidar com tanta gente “estranha”, afinal sua irmã gêmea optou por não ficar no mesmo dormitório que ela para poder conhecer gente nova e viver com tudo essa nova fase de sua vida. Totalmente o oposto de Cath.

Durante essa nova experiência, a jovem escritora vai lidar com as mudanças comuns que acontecem depois que se vai para a faculdade e fazer algumas escolhas. Ela vai lidar com problemas de saúde do seu pai, o retorno da sua mãe que a abandonou há muito tempo, os problemas que sua irmã vai passar por viver a nova fase tão intensamente e que vão acabar recaindo sobre a relação entre as duas, além de algumas dúvidas sobre sua paixão pela escrita quando uma professora coloca em cheque o valor das fanfics no mundo da literatura.

Eu já tinha lido outros dois livros da Rainbow Rowell, “Eleanor & Park” e “Anexos”. O primeiro, apesar de ser o mais famoso, eu até gostei, mas não muito, o segundo eu adorei. Agora, “Fangirl” me deixou um pouco decepcionada. A história não me prendeu muito, o fato de ter outras “histórias” dentro do livro também me incomodou um pouco e a escrita não está das melhores. Mas para quem é fã da autora, o livro é uma boa oportunidade para ver os diferentes estilos nas histórias que ela escreve. E “Fangirl” também pode interessar aos fãs de fanfiction.

Além da história em si, os capítulos do livro trazem também trechos da história “original” de Simon Snow e trechos da fanfic escrita por Cath.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Livro da Novo Conceito vira filme da Disney


Meu Deus! Parem o mundo! O livro publicado em 2014 pela Novo Conceito com o selo #Irado vai virar filme da  Disney! O produtor será o mesmo do filme Cinderella, Allison Shearmur, E O ROTEIRISTA NADA MAIS É QUE Mike Newell, DIRETOR DE HARRY POTTER E O CÁLICE DE FOGO todos surtam!

O personagem-título de O Grande Ivan é um gorila que está preso em uma gaiola de um shopping center. Ao fazer amizade com a pequena Ruby, um filhote de elefante, Ivan retoma sua esperança de voltar para a natureza. Baseado em fatos reais, o livro de Katherine Applegate conta uma história divertida, doce e inteligente sobre os direitos dos animais e a força da amizade.

Ainda não há previsão de estreia do filme, mas por aqui já estamos todos ansiosos. MUITOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Fonte site NC

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Saraiva lança seu próprio "Netflix"



A Looke é uma plataforma brasileira de streaming de vídeos que aposta na diversidade e nas ofertas variadas de conteúdo. A Saraiva fechou uma parceria com essa plataforma e agora por meio de canal de marketplace Shopping Saraiva (conta hoje com assinaturas de revistas, audiolivros, brinquedos, cursos, instrumentos musicais, óculos e lentes, presentes, revelação digital e viagens) mais de 12 mil vídeos para compra ou aluguel via streaming além de pacotes de assinaturas mensais para os usuários poderão ser oferecidos por estas plataformas.

Pelo Shopping Saraiva, o usuário entrará em um hotsite customizado para a parceria com a Looke que reunirá os conteúdos disponíveis - séries, filmes, shows, desenhos e documentários. - https://saraiva.looke.com.br/

“Ter um grande nome como a Saraiva como parceira é um privilégio”, complementa o diretor de Business Affairs do Looke, Luiz Guimarães. “Nossa plataforma está crescendo cada vez mais e essa parceria vem para reafirmar a importância de nosso serviço no cenário brasileiro do streaming. Temos orgulho de sermos uma empresa brasileira capaz de gerar parcerias valiosas com outras empresas de nosso país”.


Fontes: Blog do Armindo e PublishNews

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Lançamentos JUNHO Arqueiro - Sextante - Primeira Pessoa

As Editoras Arqueiro, Sextante e Primeira pessoa estão bombando no mês de Junho! Muita auto-ajuda, romance, história do Brasil e literatura fantástica pra todos os gostos! Confiram:

Arqueiro