quinta-feira, 21 de julho de 2016

RESENHA Uma longa jornada de Nicholas Sparks


Por Isabela Silva

Título: Uma longa jornada
Título Original: The Longest Ride
Autor: Nicholas Sparks

Editora: Arqueiro
Páginas: 368

Sinopse: Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.

“Meu Deus”, “o que está acontecendo”, “você está me zuando”, “oi?”, “sai dai, idiota”, “que lindo”, “odeio elaaaaa”, essas foram as expressões que mais usei lendo este livro. Nossa Isabela, mas por que? PORQUEEEEE o Nicholas tem a facilidade de me impressionar com seus livros. 

No começo do livro, até um pouco antes da metade, para mim, tudo ocorria bem, o conteúdo fluía bem e não havia nenhuma exaltação em meu estado emocional. MAS ESPERA LÁ, isso aqui é Nicholas Sparks minha gente! COM TODA A MINHA CERTEZA a história não ia continuar bem até o fim do livro. Pois bem, dito, feito e confirmado: O autor nos impressiona com acontecimentos repentinos e inesperados.

"Uma Longe jornada" relata a vida de quatro personagens principais com histórias distintas, com romances distintos e em épocas diferentes. O primeiro casal é Ira e Ruth. Tudo começa quando Ira, sozinho e com 91 anos, sofre um terrível acidente (obs: encontrei extremas dificuldades para falar o nome dessa pessoa, de verdade kkkk) e durante o acidente, enquanto ele luta para sobreviver, a imagem de Ruth vem à cabeça. 

Retomamos, juntamente com Ira, as emoções, desesperos e aflições deste romance entre os dois, assim como sofremos a agonia de estrear preso em um carro, assim como Ira está, sentimos o que ele sente e vivemos o que ele vive. 


“Qual era a importância disso? Antes de você sair da loja eu já sabia que nos passaríamos um dia. Teríamos todo o tempo do mundo para conversar.” (Ira)


Os capítulos de Ira são intercalados com a história de Luke e Sophia (Ah o Luke... sonhei várias vezes com ele depois de ler a história deles). Sophia é uma estudante de artes, nascida e criada em Nova Jersey, que muda para Carolina do Norte para estudar. Ela está no último ano da faculdade, enquanto Luke, era caubói de rodeios, sim, esse mesmo, daqueles que montam em bois e tudo mais. Se ele usa chapéu e botas? Sim, ele usa. Luke é filho de uma fazendeira muito conhecida, porém pobre, do interior da Carolina do Norte.

A relação de Luke e sua mãe, Linda, é cheia de altos e baixos causada por algo que aconteceu com Luke no ano anterior. Luke e Sophia se encontram em uma festa, depois que ela foge para não encontrar seu ex-namorado, Brian. E é desse momento em diante que o romance entre os dois começam. MAAAAAASSSSS, a vida é uma caixinha de surpresas, não é mesmo? Em um momento da história desse romance, Sophia descobre um segredo de Luke, que ele escondera dela até aquele momento, e como sabemos, e como é de costume em todos os romances, ela rompe com ele por isso. E ai? O que vocês acham? Eles voltam? Muahahaha (isso é uma tentativa de uma risada maléfica), não vou contar, vocês deverão ler para saber se eles ficarão juntos, qual é o segredo de Luke e o que acontece com esse casal, se Ira é socorrido, se ele sobrevive e essas coisas. 


“Respirou fundo, tentando controlar as emoções, sabendo que não a amava apenas aqui e agora, mas que nunca deixaria de amá-la” (Luke).


Durante o livro, sempre me perguntava se Ira iria se cruzar com Luke e Sophia, e isso foi o que mais me surpreendeu e que, tenho a máxima certeza que ira te surpreender também.

É como sempre digo, Nicholas sabe surpreender seus leitores, quando você acha que a história vai ser como as outras, como ele sempre escreve e como sempre é, ele nos mostra que não devemos nos acostumar com nada e que tudo, ate mesmo sua escrita, esta sujeita à mudanças. 

A escrita tão cativante de Sparks é uma das características mais fortes encontrada nesse livro, É um livro de 361 páginas, mas que aparenta ter 20, de tão rápida, prática e encantadora. Nossa Isabela, mas você demorou um mês para fazer resenha desse livro, GENTE, eu trabalho e estudo, e não sou o flash, me dê um desconto, por favor, hahahahaha!

Mas garanto a vocês que essa leitura não é de arrepender!


 “Todos nós sabemos que a arte não é a verdade. A arte é uma mentira que nos faz perceber a verdade, ou pelo menos a verdade que nos é dada a entender” (Pablo Picasso)

 Obs: Ele virou o meu livro favorito do Nicholas Sparks. =D





Nenhum comentário:

Postar um comentário