sexta-feira, 12 de agosto de 2016

RESENHA No Meio do Caminho Tinha um Amor de Matheus Rocha



Por Roh Dover



Tìtulo: No Meio do Caminho Tinha um Amor

Editora: Sextante
Autor: Matheus Rocha
Páginas: 175

Sinopse:  Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

"Ninguém é tão razão que não se sinta emocionado. Ninguém é tão emoção que não saiba reconhecer, em algum momento, a hora certa de dizer não, de parar ou de voltar atrás."

Como são as fases de um relacionamento? Quais as paixões, angústias, sofrimento e renovação que uma pessoa é capaz de aguentar até ter forças para encontrar a felicidade novamente? Cada pessoa é única, como diz Matheus Rocha e no seu livro No Meio do Caminho Tinha um Amor, o autor traz todas as etapas do ato de se relacionar e vai além, consegue tocar na alma de cada leitor carinhosamente com suas belas palavras.

Diferente de outras coletâneas de crônicas, este consegue manter uma linearidade dos fatos, como se quisesse nos contar uma história de amor. Começando pelo fim de um relacionamento, Matheus Rocha escreve pequenas crônicas sobre o sofrimento, a dificuldade de encontrar alguém e acreditar que há uma luz de felicidade no fundo onde ele se encontra.

Passando pelo meio, na qual Matheus descreve como um vácuo da alma, um sentimento de não sentir nada, uma antítese mesmo, vagar pelo desejo e o desespero de encontrar alguém que lhe tire o fôlego.

E terminando pelo começo. A renovação, a esperança de que há alguém que consiga andar ao nosso lado, a felicidade de desejar estar com aquela pessoa única, saber que sempre há alguém disposto a nos amar de volta, a felicidade de amar e ser amado. O êxtase de encontrar alguém pelo qual nosso coração dispara e o sorriso se faz eterno ao lado daquela pessoa.

Matheus Rocha escreve poetizando as palavras, cada linha e parágrafo ao ser lido é quase como se o leitor pudesse degustar as páginas. De um lirismo brilhante, o autor consegue conversar levemente com o leitor, demonstrar cada tristeza e felicidade em cada uma das diversas crônicas.

Não é para menos que Matheus Rocha é conhecido pelo seu blog Neologismo, famoso por textos de comportamento. Coletar esses textos e guardar todos em um só livro é como achar um baú de tesouros nacional. Além das palavras poéticas que tocam o coração, a estética do livro dá uma cor a mais, deixando o livro vivo e respirando ao nosso lado.

Um livro que fala através da diagramação e palavras que encantam pela beleza de textos bem escritos, No Meio do Caminho Tinha um Amor transborda de sentimentos que precisam ser lidos por todos os corações desse mundo. 

 

Um comentário:

  1. Só por esse título eu já vomitei arco-iris com esse livro, sabia? hahaha Quero muito ler. <3

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir